Maria Callas


Nascida a 2 de Dezembro de 1923, por mero acaso nos Estados Unidos, quando a mãe aí passava uma breve temporada, regressou com ela à Grécia quando ainda tinha poucos meses e em Atenas cresceu e estudou.

Primeira foto de maria Callas com a família. Ela é a pequenina que está no colo da mãe.

De seu verdadeiro nome Cecília Sophia Anna Maria Kalogeropoulos, Maria Callas teve como professora de canto a espanhola Elvira de Hidalgo que a preparou para uma carreira que a 2ª guerra mundial atrasou consideravelmente.

Aos 16 anos

Assim, as primeiras oportunidades de atuar no estrangeiro surgiram na época de 1947-48, em que chamou a atenção da crítica para uma poderosa interpretação de Abigaille em Nabuco, de Verdi.

Com amigos, na praia. Maria é a da esquerda.

Por essa ocasião tinha-se casado com o industrial Giovanni Battista Meneghini, apaixonado pelo teatro lírico, e de quem mesmo depois da separação continuaria a usar o nome.
Foi por esta época que o patinho feio virou cisne. Maria Callas sempre foi gordinha, como quase todas as sopranos, mas resolver emagrecer e transformar-se como mulher.

Callas e Meneghini

Na década de cinquenta tornou-se uma das favoritas do Scala de Milão e é protagonista da ressurreição de compositores do princípio do século dezenove.

Maria Callas, em "Norma".
Foto de 1965, em Paris.

Converte-se na intérprete por excelência das protagonistas femininas de Donizetti e Bellini. Fica célebre a rivalidade com Renata Tebaldi...


Como Lucia de Lammermoor

Maria Callas percorre todos os melhores teatros. Interpreta os mais diversos papéis, como:


Rosina no "Barbeiro de Sevilha" de Rossini


Cio-Cio-San em "Mme. Butterfly" de Puccini


Kundry em "Parsifal" de Wagner, Mimi em "La Boèhme" de Puccini, Violeta em "La Traviatta" de Verdi

Nos anos sessenta, ao mesmo tempo que começaram os problemas de amadurecimento da sua carreira, foi involuntariamente frequentadora da imprensa pelas suas relações com o armador grego Aristóteles Onassis, e os seus acessos de mau humor, tão característicos das divas, acabaram por lhe dar mais relevo público que os seus méritos artísticos. Era uma verdadeira prima-donna em todos os sentidos, e uma figura do grand mond.


Onassis, de óculos, em primeiro plano

Entre meados dos anos sessenta e 1974, desenvolveu um intenso trabalho discográfico que permitiu salvar para a posteridade quase todo o seu repertório. Cantou pela última vez ao vivo em novembro daquele ano, em Sapporo.


Morreu em Paris, de ataque cardíaco, a 16 de Setembro de 1977 pouco antes de completar os 54 anos.

Para mim ela é a maior soprano de todos os tempos, uma mulher intensa, apaixonada pela vida e por seu homem. Ficou conhecida como "A Divina" e realmente foi uma deusa. Se superou em todos os sentidos e tinha um estilo só seu, onde transparecia a sua força interna e sua luta.


A história de sua vida está prestes a se transformar em filme e a atriz escolhida para interpretá-la, provavelmente, seja Penelope Cruz.

Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

51 comentários:

  1. Adorei a biografia q vc fez dela, impressionante como ela vai ficando cada vez mais bonita com a idade ...

    Beth, plastimodelista é a pessoa q monta kits de aviões, tanques, caminhões, no caso do meu marido ele monta tudo q se refere a 1ª Guerra e algumas da 2ª Guerra, além da distração em montar, depois ele expõem esses kits. Tem várias medalhas e trófeus das maquetes q já expôs. É um trabalho manual bem interessante, porq exige atenção, habilidade e estudo para cada peça montada.
    Add seu blog na minha barra lateral, pois quero acompanhar as novidades por aqui.

    Bjksss querida!

    ResponderExcluir
  2. Ah Betty esqueci de te perguntar, vc tem parentes em S.Bernardo? Eu sou de lá, e tenho uma amiga q é Gaeta também, não é um sobrenome comum ...

    ResponderExcluir
  3. Oi Betty!
    Um grande talento, realmente "Divina"... adorei a biografia! Já fiquei aqui imaginando o filme com Penélope Cruz, perfeito;)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Ainda não tem blog, mas sempre enchi o saco dele para fazer, falei q eu mesma me encarregava de ir postando, ele dava as coordenadas e eu postava, pois sinto q ele não tem paciência, e ele faz umas técnicas de pinturas diferentes, eu disse q seria um espaço para ele dividir suas idéias também com quem gosta... vamos ver se uma hora ele se anima.

    Bjkssss

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Betty, antes de tudo, sinto por sua mãe... Claro, esse feriado será diferente, entretanto acredito e tenho fé que ela esteja bem, e de alguma forma, ainda por perto...
    Callas foi muito grande! Que voz... Eu tenho o Callas Forever' de Zefirelli, adorei a atuação de Fanny Ardant!
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  6. Hum Callas e Penélope, sinto cheio de obra de Arte, espero ansiosamente

    seu blog é muito lindo te seguindo

    abraços

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que legal saber um pouco mais sobre a Maria Callas.. Pra dizer a verdade, ja tinha ouvido falar nela, mas não fazia idéia do que exatamente ela fazia.. :P
    Sempre é bom conhecer um pouco mais a história das pessoas né?

    Um abraço!
    http://www.thepiratex.net/

    ResponderExcluir
  8. que legal! não conhecia ela!
    ah, me deram a dica de uma sombra da contém 1g, assim que eu testar posto lá no blog. :)
    beijo!

    Jéssica

    ResponderExcluir
  9. Maravilhoso, faz com que passe todo aquele filme em nossas mentes, muito bom :)

    Você parece ser muito autentica.

    Beijos!

    Meu blog: http://librianodoamor.blogspot.com/

    Te aguardo lá

    ResponderExcluir
  10. Wow! She's such a pretty lady.
    I love how in the past people don't have to be sticks to look good.

    ResponderExcluir
  11. Olá amiga

    Ela era um fenômemo como soprano e uma bela mulher.
    Obrigada amigapor seu carinho e preocupação em votar no blog,mas o mais importante é a sua amizade.
    Fui verificar melhor e a votação terá início hoje às 14horas. Deverá entrar no ar automaticamente, vamos aguardar.

    Bjo

    ResponderExcluir
  12. Um pouco de cultura faz bem para um leigo como eu, adorei o post, muito bom.

    ResponderExcluir
  13. Diva é diva, né?
    rsrs
    Mas a primeira e a ultima fota só me remetem a um comentario: Que mulher exuberante!!!!
    Ela realmente é uma das melhores e esta dificil tirar esse título dela!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Diva com certeza!
    Que post lindo! Linda homenagem... *suspiros*


    Bjos

    ResponderExcluir
  15. Oiii, gostei muito da sua visita no meu blog e adorei o seu!!! Vou entrar sempre!!! bjosss!

    ResponderExcluir
  16. Ai que legal! Com certeza se tiver o filme, eu verei.

    Obrigada pela visita ao blog e por ter adicionado no orkut. Visitarei sempre seu blog. Beeijoss!!

    ResponderExcluir
  17. Oi, Betty,
    Muito bacana a forma com que você apresentou a biografia da Maria Callas. Acho que o filme será emocionante, ainda mais com a Penélope, que eu admiro muito...não vou perder!
    Parabéns pelo post!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Betty
    Que bom que você entrou no meu blog, assim eu pude conhecer o seu e saber um pouco mais sobre essa mulher maravilhosa, "Divina" que foi a Maria Callas.
    Gostei muito do blog. Vamos nos falar sempre por aqui.
    abs

    ResponderExcluir
  19. Nossa que linda ela né!
    Não a conhecia, mas você aguçou minha curiosidade, hoje com certeza vou procurar Maria Callas na net pra ouvir.
    Obrigada

    beijos

    ResponderExcluir
  20. Olá amiga

    Me perdoe por faze-la se sentir assim, a cabeçuda sou eu que não tive paciencia de ter corretamente "2pm".

    Bjo

    ResponderExcluir
  21. Eu tb concordo q ela é a maior soprano de todos os tempos. É ouvir e se emocionar.

    ResponderExcluir
  22. Como ela era bonita,hein!Essa foto dela em Norma!
    bjs,Betty!

    ResponderExcluir
  23. Nossa que mulher linda!! Que feição bonita!
    Para falar a verdade, eu nunca tinha ouvido falar nela, e se tinha havia passado desapercebida, até agora. Obrigada por fazer essa biografia...pude conhece-la e não é sem motivo sua admiração ela é uma guerreira!

    beijinhooos!

    ResponderExcluir
  24. adorei o post nem sabia quem era :S
    nhee a penelope parece com ela mesmo pelas fotos :D

    ResponderExcluir
  25. Nossa que bela história não?!
    Como é bom a gente se interar de belas vidas ''bem vividas'' para se inspirar e aprender.
    Vou então agora esperar pelo filme!
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Obrigada pela passada em meu blog, ainda estou só começando.
    Que legal que você é advogada, estou me formando em direito.
    Gosta da profissão?
    Vive bem dela?
    Atua em que área?
    Beijo

    ResponderExcluir
  27. Betty, acho que a Penelope será uma ótima escolha, qto a sua mãe, melhor não comentar, passei pelo mesmo.Betty eu estou rindo até agora dos "embutidos da sadia",vc é ótima, bjs querida!!!

    ResponderExcluir
  28. Adorei o post, sou fã de Maria Callas a muito tempo. Foi uma bela homenagem. Muito bom!
    Bjo

    ResponderExcluir
  29. Oi Betty! Venho lhe fazer um convite. Pode parecer meio pretensioso, mas é isso que tenho feito. Todos os dias eu convido algumas pessoas para ler os meus textos. Eu escrevo é para quem lê mesmo. Bem, na verdade, primeiro eu escrevo pra mim, mas logo depois é para quem for ler. (sorrio). Faço amigos, é claro. Fico amigo dos que comentam. Mantenho a comunicação com estas pessoas generosas e atenciosas. (sorrio novamente). É isso. Espero que atenda ao meu convite. Grande abraço e sigamos.

    ResponderExcluir
  30. Betty, se os últimos anos tava fraco de filme, agora parece que tem tanta coisa boa pra ver, né?

    Adoro filmes biográficos.. Aliás, adoro filme, livro e post (!!) sobre história de outras pessoas. Ainda mais quando elas são interessantes assim.

    Bjocas!

    ResponderExcluir
  31. Olá Betty

    Por algum motivo, que ainda não sei, o início das votações que deveria começar hoje, ainda não aconteceu. Assim que tenha uma posição da equipe do prêmio, avisarei.

    Bjo

    ResponderExcluir
  32. Amei demais esse post, é bom pra relatar que nem todos os filmes de hoje são tão bons como antes e que muitos atores não são tão dedicados quanto aos mais "antigos". Maria callas foi guerreira e batalhou pelo que ela sempre quis, adorei a homenagem.

    Beijo grande e muito obrigada pela visita ao meu blog! Volte sempre!! :D

    ResponderExcluir
  33. Querida, muito boa leitura...com cultura se vai longe.
    Você como sempre arrasando!!!!

    Bjos no cora!

    ResponderExcluir
  34. QUE LINDO !!!
    amei a história dela minha linda!
    muitoo digna
    amei o posT

    ResponderExcluir
  35. E esse rosto, essa expressão, que beleza é essa?
    Não tenho medo de falar que as mulheres de antigamente tinha o Q a mais, lindas as fotos.
    Beijos flor

    ResponderExcluir
  36. Olá Betty achei seu blog no blog da Bruna leticia, moranguinhue make..
    to te seguindo..
    depois da uma passadinha lá no meu blog
    http://fernandabianki.blogspot.com/
    bjuss feh'

    ResponderExcluir
  37. Nossa muito interessante...Quero assistir este filme...Otimo blog!!!

    Carol

    http://bemcriadas2.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  38. Olá!!
    Obrigada pela visita lá no Hi-lo.
    Também "Gostei Disto!" ;)
    Beijocas e volte sempre!

    ResponderExcluir
  39. obrigado linda
    poxa devia ter jogado msm em no bixo rsrs
    mais uma vez parabens pelo seu web blog
    bjãoo boa noite

    ResponderExcluir
  40. Sou suspeita em falar porque adoro a Penelope Cruz, mas ela e uma grande atriz, acho que ficaria otima no papel de Maria Callas. Estou curiosa agora, sera que sai mesmo esse filme? E sera que a atriz escolhida vai ser mesmo a Penelope Cruz? Tomara!

    ResponderExcluir
  41. Rosina in "Barber of Seville" by Rossini, this outfit is like a cake >< Thanks for the lovely comments =)


    With bubbles & balloons,
    Berlin

    ResponderExcluir
  42. Ei,
    que bom que gostou do blog.
    Estarei sempre por aki.
    Volte sempre.
    Já estou ter seguindo ok!
    Siga-me tbm.
    bjok

    ResponderExcluir
  43. nossa, quanta cultura! post lindo, fotos maravilhosas!

    quero umas diquinhas pra mexer por aqui... ainda sou novata! hahahahaha

    ResponderExcluir
  44. Betty
    ameiiii o post
    Conhecimento e cultura são sempre bem vindos
    Bjokas

    ResponderExcluir
  45. Adorei o post... hj eu assisti um filme que se passava nas cochias de Parsival do Wagner, jah estava eu em clima de ópera qdo vejo esse post.

    E Penélope arrebente como Maria!!!

    \o/

    ResponderExcluir
  46. Que mulher!
    Confesso que nunca tinha ouvido falar e gostei da sua história.
    Bjinhos.

    ResponderExcluir
  47. Betty,
    sou da comunidade de Callas e gostei da biografia embora simples foi direta, qualquer um que nao a conheça fica bem informado. Adorei a foto colorida com o vestido preto. Ah! eu tenho o filme "Callas forever" a atriz ficoou igualzinha esqueci o nome, depois pegarei a capa e te falo...

    ResponderExcluir
  48. Não a conhecia mas amei sua historia contada em capitulos no GNT, me apaixonei pela sua firmeza!!!!

    ResponderExcluir
  49. A VOZ DE OURO
    (para Maria Callas)

    De vez em quando,
    o acaso, o destino,
    escolhe alguém para ser o maior,
    único naquilo que faz...

    a jovem Maria,
    iluminada pelos deuses,
    teceu ponto a ponto,
    uma lenda de nosso tempo.

    Uma lutadora capaz de vencer
    com as cartas que a vida lhe dera.
    Uma criatura frágil, presa de uma febril
    agitação, dores, temores e amor hostil.

    O oásis da infância de Maria foi a música,
    que a fazia esquecer suas tristezas
    e suas falhas reais e imaginárias.
    Desde cedo, a música representou para ela,
    uma razão de ser e de existir.

    Sua cabeça estava cheia de árias, trincados,
    escalas, volatas, glissandos e cadências,
    todos os ornamentos do bel canto.
    Olhando através das grossas lentes de seus óculos,
    Maria não podia ver que um dia seria conhecida
    como La Divina, a Prima Donna Assoluta,
    a Voz de Ouro do século.

    Há pessoas que escrevem sua biografia,
    deixando a marca de sua passagem por esta vida.
    Sua firme determinação era seu escudo,
    porém sua maior arma era sua crença
    inabalável em seu valor artístico;
    nos poderes misteriosos de sua voz,
    talvez uma percepção intuitiva de sua grandeza.

    Maria seguiu olhando para o futuro,
    esperando o clarão do relâmpago.
    E o clarão surgiu, mergulhando-a
    numa espécie de névoa, num sonho,
    vivendo e revivendo numa roda-viva,
    várias heroínas no palco:

    Aída, Armida, Carmen, Fiorilla, Gilda,
    Kundry, La Gioconda, Leonora, Lucia,
    Medea, Norma, Tosca, Turandot, Violetta ...

    sua vida foi um misto de tragédia e contos de fadas,
    tão dramática e apaixonante como acontece
    na mitologia grega... contudo, o mesmo amor,
    que a fez desabrochar como mulher,
    a secou, a murchou, a abandonou.
    E mesmo em sua solidão,
    o mundo estava a seu lado.

    Porém em seu imenso desespero,
    em sua terrível resignação,
    não conseguiu perceber e gritar
    por socorro, e seu olhar dia a dia,
    perdeu-se no nada, como se atrás
    de seus olhos não existisse ninguém.

    Em setembro, numa manhã parisiense,
    sentiu uma dor aguda no lado esquerdo
    e caiu morta... suas cinzas foram levadas
    para a Grécia, e lançadas ao mar Egeu,
    o mar que ela tanto amava e onde ela continua viva,
    e como todo grande espírito, para sempre iluminada.

    Regina Rousseau

    ResponderExcluir
  50. Concordo com a Ale carnevalle logo abaixo!!! AHAHHAHAHHAHAHA impressionante como foi ficando LINDA, LINDISSIMA conforme o tempo HAHAHA...
    " Mi piace, è bella, è bella"
    Ah mas é Maria Callas, a Dívina!

    Maria Eugênia Fedewicz

    ResponderExcluir
  51. Incrível como temos gostos semelhantes e eu acabo seguindo os seus passos mesmo sem saber!
    Adorei a maneira como apresentou a história dela.
    Bjus

    ResponderExcluir

Voltar ao topo
© Gosto disto!
Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Elaine Gaspareto
imagem-logo