A vantagem de não ser bonita

Norman Rockwell


Eu não sou bonita, nunca fui e lido com isto muito bem. Se eu fosse enumerar as coisas que não gosto em mim, faria uma lista imensa, como por exemplo, eu teria cintura mais fina, pele mais morena, rosto mais regular (tenho mordida cruzada), pernas mais longas, e por aí vai.

Nunca fui bonita, mas sempre fui esperta e inconformada. Sempre lutei por uma cintura mais fina e desde que me conheço como gente, ou até antes disto, enfrentei horas de aulas de balé, pois minha mãe já tinha se dado conta de que eu não teria cintura. Até hoje malho um bocado atrás da cintura que não vem e provavelmente nunca virá.

Nesta altura você deve estar pensando que sou louca, pois travo batalhas que não vou conseguir vencer, mas não é bem assim. A falta de cintura me fez me manter magra a vida toda, também me colocou na academia desde bem criança e me deu uma visão do que posso vestir ou não posso vestir para ficar bem na foto.

Sempre convivi com mulheres lindas e muito confiantes em si mesmas (tá, eu nunca fui lá muito confiante), mas elas eram tão confiantes que descartaram ótimos partidos para casar, sempre na espera de um mais bonito, um mais bem sucedido, um mais rico. Muitas bonitonas vão morrer solteiras, de tanta auto-valorização.

Dentre as amigas lindas que eu tive, a maioria não é mais linda, pois confiaram tanto na aparência, achando que ela seria eterna, que engordaram, largaram a academia, e usam a desculpa: “eu não vou ser modelo mesmo”. Nem eu vou ser modelo, mas vivo na luta e não arredo pé de uma aparência melhor.

Outras lindas ficaram marombando na carreira e, confiando muito na aparência, deixaram de lado os livros e se afastaram dos bancos da escola. Enquanto estas lindonas estão em subempregos, eu fiz duas faculdades e preguei meus olhos nos livros, sabendo que eu dependia mais da minha cabeça do que da minha aparência.

Ter uma boa aparência sempre facilita a vida das pessoas, mas uma boa aparência qualquer uma pode conseguir (até euzinha), agora ser bonita nem sempre é bom, dá para contar nos dedos as bonitonas que casaram e bem, e casar bem eu considero aquela que se casou com o homem certo para ela, se dar bem com o marido e ser feliz no relacionamento, também dá para contar nos dedos as bonitonas que se deram bem na carreira e também as que conseguiram manter a belezura.

Não ser bonita, mas ser determinada fez de mim quem eu sou, e gosto um bocado da minha aparência hoje, isto não quer dizer que eu esteja plenamente satisfeita comigo, pois continuo lutando por mais conhecimento e por uma aparência ainda melhor. Se eu chegar aos 100 anos ainda espero estar nesta luta.

Se você não nasceu uma Barbie, esta pode ser a sua sorte! Encare seus defeitos como desafios e vá à luta!!! Afinal, não existe mulher feia, só mulher pobre e vamos trabalhar, pois maquiagem custa caro!



Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

59 comentários:


  1. Betty,

    As maiores belezas de minha adolescência viraram bruxas... rsrsrs Deixando de lado a brincadeira, adolescente me achava horrível, hoje em dia me aceito muito mais e vejo que estou bem melhor do que muitas daquelas que eu achava linda. Essa mistura de: se aceitar, bom gosto, entender o que te cai bem e não se conformar é o meu segredinho de beleza. Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb me achava uma bruxa na adolescência. Olhando as fotos hj, vejo que não era bem assim, mas estou melhor nas fotos de hj, do que nas fotos de minha adolescência.

      Excluir
  2. Bom dia Betty, nossa essa foi demais... Realmente você disse tudo agora, um forte abraço! Bjusss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As Giseles, lindas que são dão bem, são exceções! É mais fácil uma mulher normal se dar bem na vida.

      Excluir
  3. oi Betty,

    se aceitar é o primeiro passo,
    mas procurar melhorar sempre,
    e se sentir feliz nos faz bonitas sim...

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não dá para ficar parada esperando que tudo caia nas nossas mãos. Acho que esta é a grande vantagem de não ser bonita.

      Excluir
  4. Oi betty bom dia
    Que texto incrível acho que encarar nossos defeitos e nos aceitar e amar da forma que somos realmente é um passo enorme pra acharmos a paz interior e a nossa felicidade

    Bj

    http://framboesabrazil.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juh,
      Não apenas nossa paz interior, mas tb o nosso sucesso. Mulher que se aceita, vence na vida!

      Excluir
  5. Oi Betty!! Se aceitar é importante para ser feliz.... Mas não sou como você, não, no quesito academia, preciso voltar a malhar!
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo precisa malhar, até as lindas, como vc.

      Excluir
  6. Ah Betty, discordo deste seu post! O problema é a gente nunca estar satisfeita com o que tem.
    Desde a primeira vez que vi uma foto sua no perfil te achei linda, na hora pensei: nossa, que mulher linda…loira, pele clara, olhos lindos e expressivos, rosto delicado…e quando li seu texto agora, quase não acreditei que você se vê de forma tão diferente.
    só para você ter uma idéia, no post de ontem, quando vi a foto do anel no seu dedo (que você chamou de magro) eu prestei mais atenção na sua mão do que no anel, achei linda, com a pele bonita e o dedo tão bem feito…a pele das minhas mãos está envelhecendo mais rápido que a do resto do corpo, mesmo com esfoliação e hidratação.
    Ninguém é perfeito, toda mulher tem seus encantos, e não existe mulher feia, só mal cuidada, e para isso não precisa ser rica, com criatividade a gente encontra muitas coisas para melhorar a aparência que não são caras.
    Olhe para você como olharia para alguém por quem está apaixonada...
    Bjs querida e tenha uma quarta linda como você é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris,
      Acredite, eu sou fotogênia. Saio melhor nas fotos do que no espelho, e tem mais sei o meu ângulo ideal. Minhas mãos tb não estão no melhor estado, mas sei fotografá-las e me cuido. Gosto de ser quem eu sou, e acho que isto é o que importa.
      Vc é uma linda e gosta de mim, senti um pouco de corujice nas suas palavras e adorei! Brigadim... de coração.

      Excluir
    2. Ah minha linda, é verdade que eu gosto muito de você, mas fui sincera e falei o que vejo. O charme vence qualquer ângulo desfavorável, acredite…
      Bjs

      Excluir
  7. Hummmm.... talvez vc seja bonita, hein?
    Quem sabe não tenho o padrão que vc almeja, mas quem te vê não pensa assim.
    Beijos,

    Luciana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu,
      Sou esperta e arrumadinha, mas bonita? Não...

      Excluir
  8. ahahah continuo nessa batalha do trabalho Betty!
    Mas estou crescendo, aos poucos chego onde quero!

    E bonita você é sim, muito!
    Mas te entendo...nós mulheres não ficamos satisfeitas com pouco.
    Concordo que tem que continuar nessa busca, até porque é para se sentir bem consigo mesma, ilumina nossa vida e nos torna mais felizes.

    Sobre o que falou das bonitonas eu concordo, até porque as gostosonas tem a mania de achar que vai durar pra sempre aquela coisa estereotipada...mas sabemos que não.
    Quero ficar mais velha e cada vez mais parecida e elegante com alguém como você.

    :***

    ResponderExcluir
  9. Betty querida,
    eu pensei só eu que tinha complexos, rsrs...
    Agora eu fiquei pasma com vc, pois eu acho vc uma mulher linda e muito fotogênica.
    Eu tenho cintura fina, mas não gosto da minha cor, queria ter uma pele mais morena e
    tbm não gosto do meu rosto, acho que tenho testa grande, por isso uso franjas, mas quem
    convive comigo disse que é complexo meu, que minha testa não é grande mas eu acho e não
    gosto.
    Uma coisa eu concordo, não existe mulher feia e sim mal cuidada.

    Bjs, sucessos sempre ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi ?Andréa,
      Arrumando, sempre dá jeito.
      eu não disse que sou feia, só não sou bonita. Não ser bonita, é diferente de ser feia...

      Excluir
  10. Eu acho vc lindona.
    Não adianta ser uma Barbie por fora e vazia por dentro.
    A verdadeira beleza está firmada no interior, a beleza exterior é passageira e não é pra sempre.

    bjokas sua linda =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muita Barbie que não é vazia, o problema é que Barbies, sejam cultas ou não, são bem poucas e menos ainda as Barbies que se dão bem na vida!

      Excluir
  11. Bom dia Betty,
    Adorei (aliás: não fui eu quem escreveu este post? kkkk #brincadeira)
    Mas foi escrito pra mim, com certeza, pois você é linda.
    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas nós somos bonitas a nossa maneira, mas ser lindona é para poucas e acho até melhor não ser lindona, pois tive que batalhar pelas minhas chances na vida, o que só me fez bem.

      Excluir
  12. Acho que beleza é uma coisa tão relativa, né? O que é bonito pra gente pode não ser bonito para os demais e vice versa. Acho que o que importa é a nossa relação com a gente mesmo e com o mundo. Independente da estética.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No momento minha relação com a minha aparência é a melhor possível, o que melhorou muito minha relação com o mundo.

      Excluir
  13. Yo creo que usted es bonita ! la belleza tambien es actitud y creerse eñ cuento amiga querida!!

    ResponderExcluir
  14. Ótimo post, Betty! Na adolescência, fui uma nerd com dentes tortos. Quando um rapaz chegou pra mim e disse "Se você puser aparelho nos dentes, vai ficar linda", respondi "Eu não preciso ser linda. Estou muito bem sendo só bonitinha". Esse rapaz está casado comigo há 24 anos. Só coloquei aparelho 10 anos depois de casada. Continuo nerd e, no máximo, bonitinha, mas bem-humorada. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei a sua história. Minha filha sempre brinca: a nerd de hj é sua chefe de amanhã.

      Excluir
  15. Betty, ótimo texto! Eu acho que precisamos ser confiantes pelo o que temos em termos de caráter e habilidades. Beleza em si, um dia acaba...
    Bjs


    www.digoporai.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flavia,
      Não acredito que acabe. A Jackie Kennedy, nunca foi lindíssima, mas foi uma mulher interessante até o fim.

      Excluir
  16. Betty dear do <3...
    Vamos ter um embate agora hiahauaha. Não considero voce feia (e olhe que te conheço somente - e infelizmente - via web) porque considero beleza algo extremamente subjetivo.

    Conheço pessoas que tem um rosto lindo, mas o corpo não é lá essas coisas (e vice versa); vou considerá-las feias? Beleza e não-beleza, por assim escrever, são critérios estabelecidos por aqueles que as veem e sentem e não, propriamente dito, por padrões que fogem regras absolutas e são estabelecidos por sentimentos. Eu acho a Gisele linda. Meu marido não acha ela isso tudo... E aí?

    Beleza, para mim, tem muito de harmonia no geral e não somente "rosto de fada e corpo escultural". Beleza é ser educada, elegante, sensata, com caráter nas alturas e ter muita, muita simpatia. Fora demais atributos que contam muito, como ter afinco e perseverança, saber conversar e - substancialmente - ter cultura!.

    Vou comprar um espelho novo para voce de presente, viu sua lindona!
    beijos mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só os seus comentários já dariam outro post... Vou pensar a reswpeito.

      Excluir
  17. Betty,
    Sempre acho um defeito aqui e ali, mesmo assim me acho charmosa e porque não bonita hein! Nunca deixo as atividades físicas de lado.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc é luxo, Sandra! Vivo me espelhando na maneira que vc se veste.

      Excluir
  18. Betty, pra variar amei o texto.
    Fiquei pensando nas bonitonas que conheci, e acho que em todo lugar é igual rsrsrsrs
    Agora preciso dizer que ao menos nas fotos você é muito bonita.
    Digo nas fotos porque nunca a vi, vai que é tudo Photoshop, né? rsrs
    Mas és bonita, e mais importante que isso, tens aquilo que a diferencia: charme.
    Certamente derivado desse autoconhecimento, que no fim torna a gente sempre mais interessante...
    beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou confessar, uma parte é photoshop. Sempre tiro uma manchinha aqui, outra ali...

      Excluir
  19. Oi Betty
    Olha, que texto legal e divertido, sem bajulação, eu acho você bonita, sempre achei, pelo menos em todas as fotos que você já nos mostrou.
    Se eu for enumerar meus defeitos físicos, o que não gosto em mim, ih, iria longe.
    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei que sou interessante, mas daí a ser bonita... Eu prefiro ser interessante a ser bonita.

      Excluir
  20. Legal!
    bjs
    http://www.pinkbelezura.com/

    ResponderExcluir
  21. lindo seu blog amei o post seu
    por favor adiciona o meu http://amoamodaartes.blogspot.com.br/
    bjus

    ResponderExcluir
  22. Oi Betty, gostei dessa postagem, é interessante e engraçada, sem deixar de ser séria!rs
    Me enquadro nas não bonitas (lista de defeitos p corrigir se pudesse, rs), mas esperta que corre atrás!
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Oi Betty, adorei seu texto e tentei ao máximo te entender, concordo com a maioria das questões, também não sou bonita mas luto por aquilo que eu sei que me fará bem e me dará prazer de fazer, engraçado que toda mulher pilhada com essas coisas, no texto você diz ter pernas mais longas, eu tenho pernas mais longas e adoraria ter pernas mais curtas (porque acho lindo mulheres "mais baixas"), mas também aprendi a gostar de mim assim, hoje faço academia para as minhas pernas longas serem um pouco torneadas. Parabéns pelo texto. Beijooos!

    http://angeldamoda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Sabryna. Acho que a maioria das mulheres é mega implicante com si mesma!

      Excluir
  24. Oi Betty!!! super me identifiquei com tudo que vc escreveu, prq minha vida toda foia assim, sem pre senti feia e demorei para me aceitar e entender que a minha beleza não estava fora,mas dentro, sempre ralei pra caramba e graças a Deus consegui conquistar parte dos meus objetivos. Sofri enquanto adolescente, mas hoje me sinto bem melhor comigo mesma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a maioria de nós sofre qdo é adolescente, pois sempre almeja algo que não é.

      Excluir
  25. Oi Betty,

    sempre fui considerada bonita, a mais bonita da escola, do serviço, da faculdade, mas sempre fui muito bobona, infantil, avoada. O que me salvava era que sempre gostei de estudar, tirava boas notas e cheguei a fazer também duas faculdades. O meu jeito bobona é que me safou, pois muitos engraçadinhos paqueradores tinham medo de mim, e um que se atreveu os meus colegas bateram nele. Os meus namorados sempre foram pessoas muito especiais, pois nunca dei papo para desconhecidos, sempre foram filhos de amigos. Fui noiva 3 vezes e não me casei, e nem sei se queria, na realidade só não queria ficar solteirona. Hoje namoro há 12 anos e só pensamos em ficar juntos quando não tivermos nossos pais para cuidarmos. E tenho muitos defeitos que não tinha quando jovem: uma papadinha, uma barriga estufadinha e umas varizes que precisam ser secadas.
    Já mostrei sua foto para mamãe e ela te achou linda e charmosa, e eu digo a ela: essa é minha musa inspiradora.

    Bejim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Meire,
      Eu estou melhor hj do que era, e todos estes "defeitos" sempre tem jeito!
      Puxa, noiva 3 vezes!!!

      Excluir
  26. Grande mulher Betty, a beleza passa rápido mas a persistência pode acompanhar-nos toda a vida,
    eu sinto-me bem na minha pele, beijos amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mira,
      Bem por aí... tb me sinto bem na minha pele.

      Excluir
  27. Que texto maravilhoso Betty, amei muito...pra mim vcé linda sim! tem um coração puro, conhecimentos para dividir com os menos afortunados e um sorriso espetacular...Ahhhh e um abraço pra la de aconcegante..beijos

    ResponderExcluir
  28. Oi Betty, adorei o texto, mas vou discordar de você: te acho muito bonita sim... e é isto o que as pessoas geralmente não conseguem enxergar, acho que a beleza está nas imperfeições, em um nariz diferente, numa boca grande, nos ombros largos, em um quadril estreito, sem cintura... eu vejo beleza nestes "defeitos", mais do que na capa de revista ou na atriz do momento... beijosss!!!

    ResponderExcluir
  29. Parabéns!
    Ótimo texto, concordo em número e gráu com o que escreveste.

    ResponderExcluir
  30. Oiii Betty, a menina mais linda que eu conheci na adolescência e que eu confesso, morria de inveja dela, hoje está horrorosa e bem gorda, parece outra pessoa. Eu fui horrível de feia até os 12 anos, depois fiquei tão linda até os 30 anos que me achava a última bolacha do pacote, corpo, pele e cabelos perfeitos (pro meu gosto) namorei todos os rapazes que eu quis (sem exceção), fui modelo, dançarina e já namorei famosos, depois fui ficando feia com a idade (ruguinhas, manchas na pele, barriga, celulite, estrias, etc), mas daí comecei a correr atrás do prejuízo e hoje me acho meio bonita (existe isso?) mesmo que o mundo não ache, embora minha lista de defeitos que quero corrigir é imensa. Quem sabe um dia, mesmo velhinha eu me ache linda e não só meio bonita, eu conheço uma senhora de 60 anos que é lindíssima com todas as rugas e marcas de expressão, quem me dera envelhecer como ela.. Tbm fiz faculdade e uma "porrada" de cursos livres, que ainda faço até hoje quando sobra um tempinho, beleza vazia não dá né? Quanto à vc, pelas fotos te acho lindona,um pouco séria, mas linda.
    BjoBjo ;)
    Celina Alves
    Luxos e Luxos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Celina,
      Pelas fotos vc é linda. Depois dos enta, beleza é luta! Enquanto a gente é novinha tudo vem de graça, até a feiura, mas os enta complicam tudo!

      Excluir
  31. Betty, uma senhora que conheço, que nunca primou pela formosura, diz sempre que é preferível conservar a feitura do que perder a beleza. Sou obrigada a concordar, pois apesar de nunca ter sido bonita, conservei o que pude do que tenho, ao passo que colegas do tempo do colégio, que eu achava lindas, parecem hoje bem mais velhas e "acabadas" que eu.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  32. Com todo o respeito, mas este texto é cheio de maniqueísmos, hein? O fato de ser naturalmente bonita não exclui/minimiza a competência profissional e social... Além disso, como bem disseram antes: como definir quem é bonita? Pra quem? Como saber se alguém casou ou não casou "bem"? Como saber da real satisfação de alguém com seu trabalho? Desculpe viu... Mas aqui estamos no campo dos subjetivismos: Não dá pra afirmar nada!!! E outra: pra que fomentar uma "concorrência" entre as mulheres? Não basta o que fazem conosco todo santo dia de comparar umas com as outras??? Tem que rivalizar bonitas X feias, competententes X incompetentes... ??? Achei bemmm desnecessário o que vc escreveu, inclusive contrariando diversos outros posts, que respeitam tanto a singularidade de cada mulher e de sua história de vida. Por um mundo com menos recalque! Abraços

    ResponderExcluir

Voltar ao topo
© Gosto disto!
Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Elaine Gaspareto
imagem-logo