O Juiz (filme 2014)


.


Resenha

Hank (Robert Downey Jr.) é um advogado famoso e bem sucedido que volta a sua cidadezinha natal devido  a morte de sua mãe. O reencontro com seu pai (Robert Duvall) não é bom, pois ele não consegue se dar bem com o pai e abandonou tudo na cidade ainda muito jovem. Quando ele está para deixar a cidade, seu pai, que é um juiz de prestigio, é acusado de homicídio. Ele vai ter que ficar e defendê-lo.


Preste atenção



Robert Downey Jr. deixa transparecer todas as suas emoções, sem dizer uma única palavra, quando traz sua filha para passar uns dias na casa de seu pai e avô e neta se encontram.
O tema velhice, é tratado magistralmente na cena do banheiro, com muito carinho, um certo humor e quebra o constrangimento que poderia existir se não fosse uma cena muito bem conduzida pelo diretor (David Dobkin).


Porque assistir




A atuação de Robert Downey Jr. como Hank, é soberba, bem como a de Robert Duvall. Robert Downey Jr. tinha enfrentado problemas com drogas na vida real e o cinema reabilitou-o nos filmes Homem de Ferro, mas este tipo de filme não exige muito do ator, enfim, em O Juiz ele provou que todo o seu talento está de volta. O Robert Downey Jr. de Chaplin (um filme imperdível, recomendo muito) está aí novamente.
Robert Duvall está maravilhoso como um velho teimoso, arrogante, porém muito honesto. 




Mas as interpretações secundárias também valem muito à pena, como é o caso de Vincent D’Onófrio, como Glen Palmer, irmão de Hank. Vincent D’Onófrio ficou conhecido por seu papel na TV, no seriado Law & Order: Criminal Intent, como Robert "Bobby" Goren e sempre foi um ator intenso. Seu apelido é “O Camaleão”, por se adaptar bem a qualquer papel. Neste filme ele mostra seu potencial, embora seja um ator coadjuvante.




Billy Bob Thornton sempre foi um ator fantástico. Para quem não sabe Billy Bob Thornton foi casado com Angelina Jolie, e se ele perde em beleza para Brad Pitt, o coloca no bolso em matéria de atuação. Este não é o melhor papel de Billy Bob Thornton, como Dwigth Dickham, o promotor que enfrenta Hank no tribunal, até porque é um papel secundário, mas ainda assim é perfeito.




Como curiosidade, a filha da ex-namorada de Hank, Samantha Powell (Vera Farmiga), é nada mais nada menos do que Leighton Meester (Blair Waldorf de Gossip Girl), no papel de Carla. É um papel pequeno, mas ela está linda e seu rosto enche a tela de luz quando aparece.





O filme em si não tem um roteiro original, mas é um roteiro redondinho e previsível. É um filme equilibrado, com drama e humor na medida certa, e emoções nada piegas. Ele vale pelos atores em atuações memoráveis!  É um filme honesto e que pode valer alguns Oscars, principalmente aos dois atores principais.

Já fazia um tempinho que eu não resenhava um filme por aqui, mas é que não tinha nenhum filme que valesse muito à pena ver. Este eu recomento muitíssimo, pode gastar seu dinheirinho sem dó no ingresso do cinema.


Beijinho da blogueira

Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

25 comentários:

  1. Oi Betty, valeu a dica, vou conferir, pois o relacionamento entre pais e filhos rende muitas interpretações psicológicas e pode ser útil quando discutimos esses temas em nossos grupos de estudo.
    Além disso, adoro o Robert Duval.
    Bjs querida, espero que esteja melhor.

    ResponderExcluir
  2. Gostei disto Betty!!! Adoro filmes assim, tribunais, problemas reais...
    Quero assistir.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Puxa, parece bom mesmo! Vale a dica! bjs,chica

    ResponderExcluir
  4. Parece muito bom, Betty!! Vamos assistir assim que possível!! Abraços

    ResponderExcluir
  5. oi Betty

    Robert Downey Jr (adorooooooo).

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Robert Downey Jr, continua lindo e este filme adorei. :)

    Beijos,

    www.usestyle.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Quero muito assistir Betty, parece ser um filme bem interessante (apesar de não muito original)!

    ResponderExcluir
  8. Oi Betty, que ótima sua resenha, meu marido está doido pra assistir este filme, vou comentar com ele que é uma boa pedida.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. este filme me chamou a atenção sabe Betty,estou doida para ver ,são ótimos atores neste filme o que me deixou curiosa mesmo ,faz tempo que não vejo um filme com um time tão bom de atores ,parabens pelo post me fez ficar mais curiosa de ver o filme
    bjinhos doces

    ResponderExcluir
  10. Ótima dica, Betty, adoro o Downey Jr.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Betty querida,
    obrigada pela dica, com certeza vale a pena assistir!

    Bjs, sucessos sempre!

    ResponderExcluir
  12. Oi Betty,

    adoro ver filmes bons, e esse com sua excelente resenha me interessou.
    Obrigada pela dica.

    Bejim.

    ResponderExcluir
  13. Oi Betty!
    com certeza esse filme está na minha lista para ser visto!
    agora depois dessa resenha linda então!

    melhor ainda!

    :*

    ResponderExcluir
  14. Oi Betty ;)
    Esse filme parece ser bem interessante.Um que vai estrear amanhã nos cinemas em Portugal é "Fury" com o Brad Pitt entre outros,sobre a segunda Guerra Mundial,quero muito ver e também é muito interessante. bjss

    ResponderExcluir
  15. Betty, amei a dica! Amo filmes assim!
    Bjs


    www.digoporai.com

    ResponderExcluir
  16. Olá Betty,
    Esse filme já está na minha lista.
    Com certeza vou assistir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Parece ótimo Betty...adorei a dica!
    Boa noite amiga!
    bjus!

    ResponderExcluir
  18. Oi Betty!
    Já estou querendo assistir este filme há tempos, Robert Downey Jr é um dos meus atores preferidos, ele é fantástico!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  19. Oi Betty, vi estes dias no jornal sobre este filme e fiquei com muita vontade de assistir, sou fãzoca do Robert e acho que ele está envelhecendo e ficando cada vez melhor, rsrsrs beijosss!!!

    ResponderExcluir
  20. Veja como receber milhares de visitas diárias gratuitamente em seu site! Cadastre-se agora mesmo! Acesse: http://www.autosurf.meusurf.com

    ResponderExcluir
  21. Oi.

    Primeiramente, sobre filmes não se faz "resenha", se faz críticas.
    Em segundo lugar, aprecio realmente o fato de você ter se dado ao trabalho de ver O Juiz. Contudo, sua crítica foi rasa e não explana a complexidade dos personagens e nem dos temas retratados no filme, também não diz muito sobre os aspectos técnicos.
    Você também não discorreu sobre assuntos como maquiagem, trilha sonora e fotografia, que mesmo um leigo consegue falar.

    E sobre O Robert, não é porque ele fez Homem de Ferro, que o filme não é importante. É sim. E, sim, exige do ator, afinal ali ele não representa um qualquer, ele tem uma posição totalmente narcisista e uma carga emocional qsobre seus ombros. Além do mais, é um dos filmes que marca sua carreira.

    Dê uma lida em críticas de outros sites, para se ter uma noção de como é feito. De blogs de moda, a internet está saturada, pois é sempre qualquer um resolvendo falar o que veste. Espero que com o cinema isso não aconteça.

    An_Evans.

    ResponderExcluir
  22. Você é a 2ª pessoa que conheço, indicando este filme, vou assistir!!!
    bjsss e bom domingo!

    ResponderExcluir
  23. É uma muito boa e divertida história. ”O Juiz”: Robert Downey Jr. no papel pequeno ou mau roteiro porque com a sua esmagadora carisma aumenta tudo, quando ele foi escolhido para interpretar o Iron Man, além de relançar a sua carreira e emergir como o Phoenix o público mostrou o quão bom um jogador que ele é. Juiz em sua presença deve pagar a entrada, mas também os desempenhos de outros atores como Robert Duvall, Vera Farmiga, Billy Bob Thornton não ficam muito atrás. O filme é um drama familiar acima de tudo, torna-se um pouco lento e há uma cena que poderia ter salvo, como chuveiro, mas como é pontilhada com alguns toques de humor quase sempre manipulados por Robert Downey Jr. e Jeremy Strong faz o seu irmão está se tornando divertido.

    ResponderExcluir
  24. A história parecia fabuloso no início parece ser um filme mais sobre as pessoas bem sucedidas que se sentem infelizes, mas o que distingue este filme dos outros é o fundamento de que a vida, o que está por trás ou melhor, quem está por trás de todo. The Judge É um grande filme altamente recomendável.

    ResponderExcluir

Voltar ao topo
© Gosto disto!
Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Elaine Gaspareto
imagem-logo