Sincericído. Aprenda a fechar sua boca enorme.



Viva Maria


Eu já tinha falado sobre algo parecido no meu antigo e empoeirado blog, mas resolvi voltar ao assunto de forma mais ampla.

O que é sincericídio? Sincericida é aquela pessoa que fala ou que quer e não pensa que aquilo pode detonar uma amizade, um relacionamento.

Confesso, nem sempre sou sincera. Quando não gosto de uma coisa, como uma roupa ou outra coisa material, eu me omito. Prefiro não dizer que a pessoa está horrorosa.

Quando a gente tem um blog e amigas blogueiras, então tem que saber o que falar e como falar. Tinha uma pessoa que sempre ia ao blog da Cris Guerra e toda vez comentava criticando algum item do look ou então o look todo. Eu ficava me questionando: Se esta fulana não gosta dos looks da Cris Guerra, por que vem aqui todos os dias dar um pitaco? A Cris Guerra acerta sempre nos looks? Sei lá, mas deve acertar muito, pois agrada um montão de gente e seu blog não pára de crescer.  Será que esta fulana ia lá só para chamar a atenção para si mesma? Acho que sim, pois não via outro motivo para ela ir lá.

Quando vou num blog e não gosto do que vi, saio de fininho. Volto num dia melhor da blogueira, ou se vejo que não gosto por dias seguidos, acabo riscando da lista de blogs que visito, mas jamais seria ou serei ofensiva com uma blogueira, seja amiga ou não.

Costumo agir assim na vida real também. Quando me pedem um palpite, eu dou, mas procuro não magoar a pessoa. Sincericídio não é o meu forte.

Tem gente que acha que falando o que pensa está sendo autêntica. Menos autenticidade, por favor!

Sua sinceridade vai mesmo ajudar esta pessoa? Pare para pensar... Se for, arrume uma forma de dizer com carinho, mas se não vai ajudar em nada (e na maioria das vezes é assim), então feche sua boca grande, guarde sua viola no saco (como diria minha mãe) e se você tem ímpetos de sincericídio, então caia fora antes de cometer o ato, ou seja, falar o que não deve.

Já cometi alguns sincericídios na vida; a maioria deles eu consegui consertar depois, suadamente, mas consegui. Cometi mais por falar sem pensar no que poderia resultar, do que por estar realmente preocupada com a pessoa.

Se você é useira e vezeira de cometer sincericídio, então morda a sua língua e pare para pensar em que toda esta sinceridade esta ajudando a você e às suas vítimas.

Tá bom que o sincericida é autêntico, mas vale à pena toda esta autenticidade?

Entre ser gentil e ser sincera, sempre opto pela gentileza. Acho que, se a maioria das pessoas agisse assim, teríamos um mundo bem melhor a nossa volta.



Beijinho da blogueira

Imagem do filme "Viva Maria"
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

34 comentários:

  1. Wow great photo!

    http://beautyfollower.blogspot.gr

    ResponderExcluir
  2. Que interessante, Betty!
    Concordo com você, nossos ataques de sinceridade tem mais a ver com nossa necessidade de catarse do que real preocupação com o bem estar alheio, salvo raras exceções, é claro.
    No meu trabalho preciso ser sincera com os pacientes e é um exercício diário perceber o que, quando e como falar certas coisas que podem doer, não é nada fácil...
    Ótimo feriado!
    Bjs


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris,
      Já fiz terapia mais de uma vez na minha vida e para mim foi fantástico, mas qdo a gente se submete à terapia, já vai sabendo que vai doer, que vai ouvir verdades fortes e muitas vezes dolorosas, mas necessárias. É diferente quando a gente não está esperando algo de uma pessoa e ela vem e pumba, solta uma bomba em cima da gente.

      Excluir
  3. Temos que ter um filtro nos ouvidos e na boca né?
    Se cada um sair por ai dizendo o que pensa o mundo acaba em guerra.
    Ninguém é perfeito e nunca será.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até mesmo o "falar para ajudar" tem que ser muito pensado. Já tentei "ajudar" e sem querer magoei a pessoa, então eu evito falar verdades evidentes.

      Excluir
  4. Betty, olá. Pois é; esta corretíssima no post. Nem mesmo a mais sincera de todas gosta que todos sejam sinceros com ela. É uma regrinha fácil de usar.

    Só não pode é confundir "sincericídio" com opinião própria. Uma coisa é bastante diferente da outra, diga-se lá.
    Beijos mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paula,
      Vivo esbarrando nesta tal opinião própria, pois como vc sou vegetariana e ouço argumentos absurdos sobre a necessidade de carne. Tudo que falo é que não tenho deficiências nutricionais, comprovadas por exames periódicos e que não concordo com que a pessoa está dizendo. Na verdade tenho vontade de dizer que os escravocratas também tinham argumentos sólidos a respeito da escravidão e nem por isto estavam certos.

      Excluir
    2. Esta certa, de novo. E como é desagradável quem opta por estilo de vida diferente da maioria, ter que aguentar bobagens.
      Eu diferencio opinião de sincericídio quando a opinião sai do âmbito da educação, da polidez e da condução particular, compreende?! Começou a escorregar pela deselegância, aí eu aceito que não é mais opinião.
      Bejks mais.

      Excluir
    3. Oi Paula,
      Eu pra fazer cara de paisagem e deixar a pessoa falando sozinha, sou mais eu...
      Um dia, depois de um discurso pra lá de machista de um amigo, as mulheres em volta todas reclamaram, e eu quieta. Até que me perguntaram se eu não ia dizer nada. Eu disse que não, pois só discutia com quem poderia entender e depois do que ele disse eu o estava classificando como caso perdido. Depois desta o cara ficou roxo! Me ligou no dia seguinte pedindo desculpas pelo discurso machista e inventando trocentas desculpas , que tinha bebido demais e estas coisa. Desculpado estava, mas pelo resto da vida sob suspeita.

      Excluir
  5. Texto perfeito, Betty! Concordo plenamente, sinceridade tem limite! Vale mais a pena a gentiliza (:
    Um beijo

    Dicas para Todas

    ResponderExcluir
  6. adorei o post e concordo totalmente! Entre ser gentil e ser sincera, também prefiro ser gentil :) beijos

    ResponderExcluir
  7. Betty penso exatamente assim. Sincericidio não é ser autêntico é ser irreverente e irreverência é falta de educação. Eu jamais irei a um blog fazer críticas. Se não gosto saio e não volto, se vejo que o conteúdo não tem nada a ver comigo, não interajo e fim. Pra que agredir? Sou do princípio de que não faço para ninguém o que não gostaria que fizessem comigo. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb não entro para criticar. Se vou num blog é pq gosto. Gentileza sempre pega bem.

      Excluir
  8. Betty, isso é uma coisa que muita gente se engana e acaba comentendo muitas faltas de gentilezas... eu sou autêntica, mas nunca feri ninguém. Tudo na vida tem que ter tato e amor . E verdade , sem amor pra mim é cruedalde.
    Adorei o texto, sua linda.
    Sheyla.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita!!! Acho que alguém ja´voltou das Zoropa! Como foi por lá?

      Excluir
  9. Oi Betty, como já dizia minha avó "sinceridade demais não é virtude é falta de educação", eu já aprendi faz tempo a fechar a minha boquinha para muitos assuntos e só tenho ganhado com isso... posso pensar, mas não falo nada, rsrsrs beijosss!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi jane,
      Gostei da frase da sua avó. Não conhecia!

      Excluir
  10. Olá!
    Betty, tbém sempre que possível eu fico na minha, pq nem tdo que a gente fala pode melhorar ou ajudar a pessoa...e confesso que muitas vezes apenas pioramos a situação...
    Então eu prefiro me calar muitas vezes...
    Ótimo texto!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Fã Page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o pior sincericídio que tem é quando vc sabe que o marido de sua amiga está traindo. Daí fica aquela angustia: falar ou não falar!

      Excluir
  11. Concordo com você . Prefiro não falar nada do que magoar uma pessoa .Geralmente quem têm esse sincericidio muito aguçado em muitas vezes são crués ! bjs .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem gente que chega ao ponto da crueldade mesmo!

      Excluir
  12. Discrição e elegância nas palavras, tudo de bom sempre! bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi querida, eu sempre digo o quanto gosto de vir aqui, e vc sabe que isso é verdadeiro, referente ao tema, eu concordo, claro que tem dias que tem coisas que acabamos falando, mas eu tenho percebido que o mundo anda muito egoista, e pensar assim, ajudaria muito...beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre paro para pensar antes de dizer, e na maioria das vezes acabo optando pela gentileza em lugar da sinceridade.

      Excluir
  14. Oi Betty
    Eu opto sempre pela gentileza, até mesmo quando eu precisaria praticar o sincericídio, o que também não é bom.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem jeito, tem coisas que a gente tem que dizer, mas existem maneiras diferentes de dizer algo, e sempre tem aquela mais gentil, mais branda, que não magoa.

      Excluir
  15. Olá, Betty!
    Até para ajudar uma pessoa a gente tem que pensar antes de falar p/ não magoá-la.
    Sinceridade é bom mas depende da situação.

    Bjs ♥

    ResponderExcluir
  16. Oi Betty, tudo bem?
    Eu concordo com você, muitas vezes prefiro ficar calada, do que sair falando besteira e magoando as pessoas que eu amo!
    bjsss e bom feriado!

    ResponderExcluir
  17. O ditado é certo: "quem fala o que quer, ouve o que não quer" Aí entra um fator importante de certas pessoas terem sensibilidade exagerada onde não deveriam ter e se ofendem. Ser humano, coisa complicada! Penso como vc, aliás nem conhecia o termo. Gostei disso! Abração e um feliz feriado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem gente que realmente tem uma sensibilidade além da conta e como a gente não tem como saber da reação da pessoa, na maioria das vezes piso no freio. Já teve gente qu se ofendeu por eu ter dito aqui que tal coisa não estava mais na moda! Acredite se quiser...

      Excluir
  18. Oi Betty,

    jacare tinha inveja do meu bocao, mas agora estou mais controlada, antes pensava que estava ajudando, so que algumas pessoas ficaram com raiva de mim, entao o jeito foi segurar a fera.

    Bejim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se há uma coisa que aprendi em terapia é que tudo o que a gente faz, faz o melhor possível. Só os sociopatas fazem para magoar, ofender. Quando a gente fala, fala com boa intenção, mas não se pode prever como o outro lado vai receber.

      Excluir
  19. O problema é que sinceridade é uma coisa, grosseria é outra. Tem gente que acaba sendo grosseira e depois se defende dizendo que só foi sincera.
    Acho que muitas vezes podemos dizer "por que vc não faz desse jeito...", de modo que nossa opinião seja dada, mas de um jeito delicado, como sugestão. Quando não tenho o que elogiar, simplesmente não falo nada (isso serve pra blogs também), ou então procuro algum detalhe que me agrade e faço um comentário positivo sobre ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em alguns casos é possível a sugestão, ainda mais quando a pessoa pede a nossa opinião, mas nem sempre é assim. Já vi gente se ofender por que uma conhecida disse que tinha namorado o marido dela. A pessoa que falou não fez por mal, mas quem recebeu a notícia não gostou. Então é bom fechar a boca em determinados casos.

      Excluir

Voltar ao topo
© Gosto disto!
Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Elaine Gaspareto
imagem-logo