De médico e de louco todo mundo tem um pouco


De médico e de louco todo mundo tem um pouco



Sabe aquela história de que de médico e de louco todo mundo tem um pouco? Pois é, pode acreditar que tem muita gente com a síndrome do médico solta por aí, e dá-lhe palpite na vida e na saúde alheia.

Eu tenho uma pessoa próxima a mim (que por sorte não lê o meu blog, pois gasta o seu dia no whatsapp) que dá palpite na saúde de todas as amigas e pra tudo tem solução. O problema é que ela não é uma exceção, mas sim mais uma das médicas não formadas que resolveram me curar do câncer, curar a Fulana da Silva da acne, a Beltrana da unha encravada...

Minha manicure está doida para me receitar um chá que acaba com a gordura do meu fígado. Se eu tenho gordura no fígado é porque o nível de triglicérides está alterado. Meu nível de triglicérides não está alterado, eu tenho gordura no fígado porque fiz quimioterapia, mas isto pouco importa para minha médica-manicure, que insiste que eu devo tomar o tal chá.

Minha cabeleireira quer que experimente um composto não hormonal que acaba com os calores da menopausa. Digo que os médicos me proibiram de tomar até chá de folhas de amora, pois não sabem como o meu corpo, lesado por um câncer pode reagir, mas ela insiste que é não hormonal e que eu posso tomar sim!

Dio mio! Tantos anos para o meu oncologista se formar e agora descubro que bastaria ter feito o curso de cabeleireiro ou manicure no SENAC para poder me receitar chás e compostos!


De médico e de louco todo mundo tem um pouco


Se eu seguir os conselhos de saúde (ou seriam prescrições médicas informais?), das duas uma, ou eu me curo de todos os meus males ou eu morro, bem mortinha. Não sei não, mas algo me diz que a segunda hipótese é a mais provável.

Se você não é médica, por favor, não diga para uma grávida o que ela deve tomar para passar o enjoo, ainda que você tenha se livrado dos seus enjoos de gravidez comendo tijolo, o mesmo pode não funcionar para ela.

Se você não é médica e nem nutricionista não diga para uma mãe como ela deve alimentar o seu filho pequeno.



Se você não é médica, não diga para alguém que teve câncer que ela não teria se tivesse usado o Emplasto Sabiá (será que ainda existe isto?).

De médico e de louco todo mundo tem um pouco


Aliás, por mais que você goste de medicar as suas amigas e familiares, se ninguém perguntar para você o que deve tomar para passar a azia, então deixe pra lá e guarde todo o seu conhecimento científico no saco e fique mudinha.

Desculpe o meu desabafo, mas que este post sirva para aplacar as médicas informais que resolveram me curar de tudo, até mesmo de minha descrença nelas.

Deus me proteja para eu nunca me tornar uma delas! Prefiro ter mais de louca do que de médica.

E você, conhece alguém que anda dando diagnósticos e prescrevendo curas milagrosas sem nunca ter cursado a Faculdade de Medicina?



Beijinho da blogueira

Fotos de divulgação das séries Grey's Anatomy; Nurse Jackie e House
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

33 comentários:

  1. As pessoas tem a mania de dar pitacos na vida dos outros, receitas nem testadas, etc...Mas, ainda bem que somos dotadas do discernimento...Assim, ouvimos e deletamos! bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É até fácil deletar, mas tenho uma pessoa próxima a mim que me bombardeia com pitacos errados e é mito insistente! Fico me segurando para não ser grosseira, pois sei que ela tem boa intenção.

      Excluir
  2. Oi Betty, que post top! Ahahh "seria cômico se não fosse trágico"... acho que todo mundo conhece pessoas assim! Eu cresci ouvindo esse dito que acredito ser bem verdadeiro, acho que tenho mais de louca também!
    Beijo e ótimo dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem horas que dá vontade de rir. Eu tenho uma funcionária aqui em casa que é douta em todas as especialidades médicas! Acho que vou parar de pagar o meu plano de saúde. Me bastam as receitas dela.

      Excluir
  3. Kkkkk Betty vc está muito privilegiada menina! As minhas médicas não médicas já me disseram que um gânglio inchado que tive por questões hormonais era minha pena de morte "ihhh tem cura não, isso é coisa ruim, começa rezar menina, que Deus te dê força" ! Eu acho graça, mas me cansei da minha funcionária de casa e acabei dispensado-a pois eu nào aguentava mais receitas e diagnósticos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa, falei disto na resposta acima sem ter lido o seu comentário! Eu estou pensando em parar de pagar o meu plano de saúde, pois minha funcionária receita tão bem!

      Excluir
  4. As pessoas tem mania de dar palpites na vida dos outros sem conhecer a afundo o que se passa, por isso é melhor se dar o direito de se reservar e só compartilhar frivolidades com aqueles que não são íntimos.
    Ignore essas médicas informais (adorei o termo que você usou, ilário ha ha ha) e continue com seu tratamento com médicos credenciados.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até reconheço que os médicos informais não fazem fazem por mal, mas é preciso um pouco de bom senso para não sair por aí diagnosticando e medicando todo mundo.

      Excluir
  5. Adorei o post. Eu quando encontro uma "médica" dessas deixo ela falar bem muito, escuto, até anoto as sugestões e digo que irei tomar tudo! kkkkk... Viro e jogo o papel no lixo e não sigo nada que ela diz. Me faço de besta para melhor passar. Prefiro do que argumentar com loucos!!
    Beijos
    Adriana
    Ah, melhoras! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu diria que ando preferindo os loucos do que os médicos informais, os loucos têm mais bom senso.
      rsrsrs

      Excluir
  6. Betty, as pessoas perderam completamente a noção. Eu sempre encontro "médicas não médicas" em tudo quanto é lugar, ontem numa loja me deparei com esta situação. Estou com obesidade II, e preciso fazer uma bariátrica atestada pelo médico, mas como minha estrutura é grande eu não aparento tanto... nossa sempre que falo isso para alguém, vem aquela cara de surpresa com misto espanto e desconfiança, junto recebo dicas de um monte de dietas, que já fiz muitas delas e confesso que muitas já fiz e 100% delas me levaram ao ponto em que estou hoje.

    O problema de hoje, para tudo, é a falta de respeito.
    Adorei saber que não é só eu que sofro com este povo.
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo jeito vc não tem apenas médicas, tem nutricionistas! O duro é ter que ouvir palpites e ter que ficar quieta. Dá vontade de perguntar : Você realmente sabe o que está falando?

      Excluir
  7. Oi Betty,
    Você está brava e com razão! É muito chato ter gente dando palpite na nossa vida mesmo, em qualquer departamento...
    É bem chato ter gente dando pitacos na sua saúde, mas você não imagina como é chato também alguém descobrir que a gente é médica no meio da festa,ou no mercado, na manicure.....e querer fazer uma consultinha na hora.....Gente, isso me deixa louca!
    É como se a gente tivesse que ficar 24 horas por dia de plantão.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris,
      O post começava falando sobre gente que fila consulta de médico em festa, viagens e outros lugares impróprios, mas como ficou muito longo e eu cortei, talvez eu fale a respeito em outro post.
      Bjs

      Excluir
    2. Oi Cris,
      O post começava falando sobre gente que fila consulta de médico em festa, viagens e outros lugares impróprios, mas como ficou muito longo e eu cortei, talvez eu fale a respeito em outro post.
      Bjs

      Excluir
  8. Oi, Betty! Meu pai vai muito nos conselhos dos amigos, eu acho perigosíssimo sobretudo porque ele já tem uns probleminhas de saúde. Mas ele "adora" se medicar. rsrsrs. Eu já receitei um spray para rinite para um namorado. Era evidente pra mim que ele tinha rinite alérgica pois venho de uma família inteirinha de alérgicos e com experiência em tratamentos e vacinas. Ele me agradeceu muito e disse que eu aumentei a qualidade e a sobrevida dele. rsrs Mas não costumo receitar, só indico médicos. Mudando de assunto: lembrei de uma mulher bapho pra você Anna Wintour. Beijos carinhosos, Denise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ver como a Anna está na mídia, pois ela aparece muito nas FW, mas depois some.Obrigada pela dica.

      Excluir
  9. Oi Betty! Adoreeeei esse texto! Isso é verdade, sempre temos um amigo ou amiga que sabe tuuudo de doenças. E não se tocam de como isso pode ser perigoso.
    bjs


    www.digoporai.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flávia,
      Se vc tem um amigo ou uma amigo, então está com sorte! Eu acho que tenho umajunta médica!
      rsrsr

      Excluir
  10. Conheço muitas Betty. Inclusive, tem uma "médica" amiga de minha mãe, que é terminantemente proibido falar sobre qualquer tipo de doença na frente dela. A não ser que você queira já sair medicado. É incrível... ela parece que tem a receita pronta!
    Às vezes tenho vontade de fazer uma sabatina com ela... inventar várias doenças, pra ver até onde ela vai.
    Adorei o post amiga, bjus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pergunte para ela onde ela se formou?
      rsrsrs

      Excluir
  11. Oi Betty,
    Adorei o post, também conheço alguns médicos de plantão que adoram receitar um emplasto ou chazinho, rsrs... O jeito e fingir de desentendido e ficar bem longe desses doutores.
    Bjs❤

    ResponderExcluir
  12. nossa isso é saco mesmo.
    tem gente q nao se manca.
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Conheço gente que copia para si a receita que o médico me passou achando que não precisa ir e já resolveu.Já eu sou bem chegada numas ervinhas medicinais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ganhei uma receita de uma amiga. A médica receitou para ela e ela achou que serviria para mim também!

      Excluir
  14. Hello, Betty!
    Adorei a sua postagem, concordo plenamente contigo!
    O meu esposo estava com uma bactéria no intestino fez endoscopia e gastro
    receitou um montão de remédios para matá-la.
    Infelizmente temos uma vizinha chata que adora dar uma de médica.
    Deu mil palpites, como se ela soubesse mais que o gastro, rs.

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra que gastar com consulta? Bastava a vizinha, não é mesmo?
      rsrsrs

      Excluir
  15. Oi Betty
    Muito bom seu post, você é sempre divertida até nos momentos de estresse.
    Quem não tem um "médico" sempre a postos pra nos receitar e nos curar de todos os males.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  16. Ai Betty, minha mãe tem um chá, uma pomada milagrosa para tudo, rsrsrs A gente leva no bom humor porque não adianta mais falar... agora, quando alguém vem me indicar algo nesta medicina "popular' eu finjo que ouço e digo que vou fazer tudo que a pessoa indicou, rsrsrs Beijosss

    ResponderExcluir
  17. Nossa, o esquema é nem dar ouvido à essas pessoas. Só colocam preocupação nas nossas cabeças para qualquer sintoma que temos. E o pior é que elas estão em todos os lugares né hahahaha.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi Betty,
    Se tem uma coisa que eu detesto é gente que se mete na nossa vida. É fundamental ter bom senso e não seguir tudo o que falam. Se fosse assim, todo mundo seria perfeito não é mesmo?
    Na dúvida, sempre a consulta de um profissional capacitado para isso.
    Hoje é dia do Lulu Entrevista, convido você para conhecer a minha convidada.
    Big Beijos
    blog

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde, colega Betty!
    Ótima postagem, gostei muito. De médica, sei que não tenho muita coisa mas de louca, certeza que sim ainda mais por minhas artes. Kkkk
    Ei, moça!
    Dê uma passadinha em "GAM Dolls (2)". A postagem do dia está repleta de arte e magia. Você vai se encantar!
    Ficarei feliz com sua visitinha e comentário, sempre tão gentis.
    Te espero por lá, ok!? Feliz novo mês pra você.
    Abração! :)

    ResponderExcluir
  20. Boa noite, Betty, esse assunto é realmente muito chato...
    Quando engravidei, foi um tal de quererem me dar conselho, remédio ...
    Foi no ano de 1969, imagina como eram nessa época, mas a minha sorte que meu médico e a esposa, também ginecologista, davam curso para gestantes, então, desde meu primeiro filho, segui as orientações passadas no curso mais o que cada gravidez nos ensina...
    E, fui muito chata nesse sentido, tanto nos tratos comigo, como nos cuidados com meus filhos, disso nunca abri mão.
    Fui chamada de louca por lavar a minha cabeça e a do meu bebê antes dos 40 dias... Fiquei horrorizada, ao ver a cabeça do meu sobrinho com uma crosta que não conseguiam tirar, aí pediram pra mim, já que meu bebê não tinha... e eu consegui resolver o problema, pois nem no médico quiseram ir.
    Acho que foi daí que começaram a me chamar de louca rsrsrsrsrsr...
    É difícil lidar com pessoas que se acham donas da verdade, não é mesmo?
    Tenha um excelente final de semana, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

Voltar ao topo
© Gosto disto!
Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Elaine Gaspareto
imagem-logo