Infidelidade masculina e o machismo feminino


Infidelidade masculina e o machismo feminino


Está rolando uma foto no Facebook de uma faixa que foi colocada em uma rua qualquer. A faixa diz o seguinte: Puta do ano 2016 – nome da pessoa e endereço – Adora sair com homens casados.

Está na cara que esta faixa foi colocada por uma mulher traída pelo marido, para humilhar a amante do mesmo. Eu fiquei passada com várias coisas...

1. O machismo desta mulher traída. Por esta faixa se vê que ela já desculpou o marido e joga a culpa toda na amante, afinal a amante adora sair com homens casados.

Me desculpe minha senhora, mas se a Fulana saiu com o seu digníssimo marido a culpa é dele! Ele é casado e deveria se comportar como tal, não acha?

2. Os comentários sobre a foto são estarrecedores! Muitas mulheres apoiando o que esta mulher fez e dizendo que fariam o mesmo!

Devo dizer que enquanto as mulheres se comportarem assim serão tidas como pessoas de segunda categoria. A mulher não pode trair, mas o homem sim!

Os comentários femininos são os mais machistas possíveis!

3.  Os comentários contemporizadores dizendo que os dois tinham culpa, tanto o marido quanto a amante, vieram dos homens.

Embora eu ache que ser contemporizador num caso destes também é machismo disfarçado, ainda é mais brando do que o machismo declarado das mulheres que apoiaram a esposa corna.

4. Ao ver esta faixa, me irritei e acabei comentando:

Eu teria coragem de dar um pé na bunda do marido! Se a Fulana quisesse a tralha, ela que ficasse com ele. Eu é que não ia encher a bola de um marido de quinta categoria e ainda me assumir como corna!”
(Desculpe, eu não consegui ser fina e nem respeitar muito a gramática)

Sabe quem curtiu me apoiando? Um homem!
As mulheres ficaram curtindo quem apoiava a atitude da esposa barraqueira.


Infidelidade masculina e o machismo feminino


Eu casei mais de uma vez e confesso que tenho o pavio curto para certas coisas, como a traição. Confiança uma vez quebrada, dificilmente se restaura.

O que eu vejo numa atitude destas é que muitas mulheres amam o casamento acima de si mesmas, acima do marido e até mesmo dos filhos.

Para certas mulheres ser casada é um status social. Daí fica a explicação da mulher que fecha os olhos para o marido pedófilo que abusa dos filhos, para o marido que traí, para o marido que a trata mal (ele tem sempre um motivo e ela sabe ser compreensiva com ele), para e o marido que bebe e volta para casa embriagado.

No momento em que uma mulher tem condições de se sustentar, de sustentar seus filhos, ela tem condição de se amar e querer um mundo melhor para ela e para sua família. Uma nova consciência nasce.


Infidelidade masculina e o machismo feminino


Está na hora das mulheres abandonarem o machismo rançoso que herdaram de suas mães e se assumirem como seres íntegros que não dependem de um homem para serem ou estarem.

Se você acha que uma atitude de traição do seu marido é aceitável, pergunte a si mesma se ele aceitaria o mesmo de você. Se sim, ótimo, vocês estão num relacionamento aberto e cada uma sabe o que é melhor para si mesma, mas se for não, então tem alguma coisa muito errada por aí!

Não aceite no outro o que o outro não aceitaria em você!

Relacionamento a dois significa igualdade entre as partes e depende do cuidado de ambos para que floresça e prospere. Ninguém consegue ter um bom relacionamento plantando sozinha, enquanto o outro pisoteia o que você planta e desfaz da sua semeadura.

Tem um ditado que eu gosto muito: “A mão que balança o berço, embala o mundo”.

Cabe a nós mulheres acabarmos com o machismo!


Participe do sorteio, basta clicar no banner

 Fotos vintage, desconheço a autoria das mesmas
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

40 comentários:

  1. É verdade, cabe-nos a nós pormos termo a um machismo que tantas vezes alimentamos, adorei o post.

    RBSoares
    http://trintaporumalinhanoticias.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda tem uma ideia rançosa de que a traição masculina é diferente da feminina, mas não é! É hora de parar com isto.

      Excluir
  2. Que horror tudo isso... E que maneira "sutil" essa aí arrumou pra dizer ao mundo que "levou chifre" rs. Concordo com o seu comentário e também daria esse traidor (de bandeja) para a dita cuja;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem uma história que aconteceu aqui em Bauru, que foi sensacional, mas estou me segurando para não contar no blog, pois os envolvidos podem ser reconhecidos, mas foi meio que embalar o traidor para presente e mandar para a amante. Detalhe, a amante não quis!

      Excluir
  3. Por isso que estou solteira. Não sou barraqueira e não fico ando dando ibope para mulher nenhuma. Se não me quer, tchau. Não sou de ir atrás e nem de procurar a mulher que "tomou" o que achava que era "meu". Cada um tem o direito de ficar com quem quiser.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza é melhor ser solteira do que se sujeitar a situação que esta mulher está se sujeitando. Aliás, nunca me senti mal nos meus tempos de solteira, gostava muitooooooooooooo!

      Excluir
  4. Oi Betty, excelente post! Amei o seu comentário! Ontem mesmo num café da tarde com minha irmã e minha mãe comentei que fico indignada com a mulher que não se dá valor e ainda enaltece o homem, por mais errado que ele esteja! Deus foi perfeito na criação! Se Ele quisesse que a mulher fosse maior que o homem a tirava da cabeça dele ou se quisesse que ela fosse escrava a tirava do pé dele, mas não, Ele a tirou da costela do homem para que um ficasse ao lado do outro na igualdade, para que um complete o outro! Eu não sei qual parte na história da criação homem e mulher ainda não entenderam! Eu só tenho que lamentar a atitude dessa mulher que se declarou corna para o mundo! Seria cômico se não fosse triste!
    Bjs e um ótimo dia! ❤️❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Si,
      Disse tudo: Seria cômico, se não fosse trágico.

      Excluir
  5. Oi Betty, este post deveria ser editado em todas as redes sociais, tem muita mulher por aí precisando de uma cotucada já que não desconfia das suas atitudes para com seus maridos indesejados. Precisamos sim dessa consciência, de respeito próprio. Isso é fundamental em qualquer relacionamento. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá vontade de pegar esta "esposa" pelos ombros, dar um chacoalhão e depois que ela acordar, presenteá-la com um sapato de bico fino, para que ela possa chutar a bunda deste marido devidamente.

      Excluir
  6. Betty,
    Simplesmente perfeito seu post.Concordo em gênero, número e grau.
    Certamente esse machismo já instalado não é fácil de mudar, mas, como mães, podemos sim plantar a semente e ensinar a nossos filhos. Se fizermos isso, em algumas gerações, as coisa mudam, né?
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Bom dia!
    Olha que triste como o machismo é tão forte em pleno ano 2016.
    Não entendo a raiva com a amante sendo que quem prometeu fidelidade foi o marido!
    Não estou dizendo que a mulher que sai com homem casado está isenta de culpa, mas o marido tem muito mais culpa.
    http://aprimeiracasaninguemesquece.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca saí e nem sairia com homem casado, mas quem casa é que deve fidelidade, não é mesmo? Pode estar certa que ela pode perdoar o marido por esta escapada com a Fulana, mas virão outras Fulanas mais. Homem galinha não muda!

      Excluir
  8. Oi, Betty. Não tenho nada a comentar: você me representa! Rssrsrs. Mas vou deixar o comentário de uma amiga que passou um período saindo com um homem casado pois foi o pensamento dela fugia dos padrões. Perguntei se não se sentia mal. Ela justificou dizendo que quem tinha compromisso era ele, quem insistiu para ela sair foi ele e quem tinha de se sentir mal por estar traindo era ele. Nunca tinha ouvido essa opinião vindo de uma mulher. Beijos carinhosos, Denise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc me representa é ótimo! rsrsrs
      Eu não sairia com uma homem casado, mas acho que sua amiga está certa.

      Excluir
  9. Oi Betty... agora mesmo estávamos comentando sobre o caso da garota que matou uma grávida para poder pegar a criança pois havia falado para o namorado que estava grávida... meu Deus que horror, e isso acontece com frequência, que doentio esta mentalidade de "segurar" marido ou namorado, se a pessoa tem que usar algum artifício para ficar com alguém então o sentimento realmente não existe. Eu concordo com você sobre este machismo que existe entre as mulheres, odeio quando escuto alunas com idade entre 12 e 13 anos falando "não mexe com meu homem", "ela que é a biscate que fica dando em cima do meu namorado", você imagina nesta idade falando isso? É preciso mudar este pensamento com urgência, o que falta é amor próprio e eu vejo muitas meninas que serão mulheres dependentes dos outros para serem felizes... que pena!!!
    Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jane,
      Quando vejo uma menina de 12 ou 13 anos falando "não mexe com meu homem", acho que o homem que ela está falando é o PAI! Meninas desta idade deveriam estar brincando com a Barbie! Me horroriza que vem aí mais uma geração com uma mentalidade machista que já deveria estar morta e enterrada.
      Tb estou chocada com aquele crime da grávida.Que miséria humana a destamoça que matou pq precisava de uma filho para segurar um homem!

      Excluir
  10. Boa tarde, Betty, excelente post!
    Nunca aceitei a corte ou namorei homem casado.
    A 1ª coisa que falava quando começava a namorar era: "Quando entrar outra pessoa no meio, melhor cada um ir para seu canto.
    Acontece que, de tanto selecionar e exigir, acabei pagando por minha língua.
    O outro aprontava eu o colocava pra fora, mas como sempre foi um covarde,
    e a intenção era roubar a minha vida, rastejava, implorava pela volta,tentou várias vezes me matar e usava os filhos para me pressionar.
    Só consegui o divórcio, quando arrumei uma advogada em outra cidade, por mais que tentasse por aqui, não consegui.
    Depois de passar por tudo que passei, até a Justiça foi cúmplice dele, hoje exponho minha vida, não pelas mulheres que passaram pela vida dele, mas para as que estejam em situação de violência ou risco, como eu estava, não se envergonhem ou tenham medo de denunciar. Para que saibam que uma pessoa sem caráter, jamais vai mudar e por mais que as ameace, é melhor enfrentar a morte, do que morrer em vida.
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria Teresa,
      Parece que todo cara abusivo age assim. Primeiro abusa, depois volta com as orelhas murchas! Uma boa leva de mulheres acaba caindo neste círculo vicioso de violência e perdão, mas até quando.
      Admiro vc por ter se libertado.

      Excluir
  11. Eu vi esta faixa no facebook e fiquei pensando (porque meus primeiros pensamentos são beeeem incomuns): Colocar uma faixa com nome, endereço da mulher e dizer que ela adora sair com homens casados, é fazer propaganda da mulher! Todo homem casado vai ligar pra sujeita...... Ta depois pensei numa serie de implicações, que ha muitas outras coisas envolvidas etc. Alem de machista é bobinha né? Pq apesar do constrangimento, da exposição, tudo na vida tem dois lados ou mais.... Se ela realmente gostar de homens casados, não vai passar um dia sozinha.
    Ó eu penso igualzinho à amiga do anonimo aí em cima, quem é solteiro ta livre de "pegar" quem ele quiser, o outro que é comprometido é que deve se abster. Afinal é ele quem assumiu compromisso e jurou fidelidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho. quem deve fidelidade é quem é casado!

      Excluir
  12. Hello, Betty!
    Hoje eu estava ouvindo o programa do Pe Reginaldo Manzotti na rádio,
    uma mulher deu um testemunho que teve um caso com um homem casado, assim que
    ela engravidou o homem deu dinheiro para ela comprar remédios para abortar.
    O Pe, o xingou de vagabundo, rs. Um vagabundo e safado. Infelizmente a mulher não
    abortou e cria a criança sozinha. Coitada da esposa que não deve saber de nada uma
    corna que acaba pegando doença de rua dentro da sua própria casa.
    Eu tenho uma amiga que não sabe que o marido dela a trai e ainda tem um filho com
    uma mulher casada. Quem tem que descobrir é ela, acho que pela atitudes que ele comporta com ela, já deveria ter desconfiado. Ele não dá nenhum carinho pra ela, mas
    deu uma casa linda e um carro novo, por isso que ela não quer enxergar a traição, veda os olhos.
    No meu caso eu não faria nenhum barraco, pegaria uma pensão bem gorda e não daria
    gostinho nenhum pra vagabunda e muito menos para o safado.
    Perdão pelas palavras feias que eu escrevi mas dá uma raiva falar de traição, rs.

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que a sua amiga está fazendo o que se chama de "vista grossa" (de onde será que vem esta expressão?). Ela não vê pq não quer ver. Eu não consigo agir desta maneira...

      Excluir
  13. Concordo em gênero, número e grau.
    Quem deve fidelidade é o marido e ele não foi um coitadinho seduzido pela "bruxa" da amante. Não foi com a amante que essa mulher se casou, foi com ele.
    Mas em quase tudo nesta vida, qdo algo não dá certo, a culpa é do outro. Mais fácil e cômodo perdoar o marido.
    Tenho o caso de uma parente, que sendo traída pelo marido queria que os filhos, já adultos, tomassem as dores dela e fosse resolver o problema com o pai...mas o problema dela era com o marido, ele, como pai, continuava sendo uma excelente pessoa, mas ela não queria de indispor. Pode?
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho o caso de uma amiga muito querida que fez o mesmo. Ela indispôs os filhos com o pai, para que eles cobrassem a traição que ela não teve coragem de cobrar.
      Os filhos são traumatizados (um rapaz e uma moça, já adultos agora), pois não namoram, não casam e pelo jeito vão ficar solteiros pelo resto da vida pelo trauma da traição do pai e do sofrimento da mãe.

      Excluir
  14. Betty, concordo demais com o teu post.
    Achei uma baixaria essa faixa. Essa mulher se assumiu como chifruda.
    Roupa suja se lava em casa, como diz o ditado.
    Ele é bem mais safado do que a mulher, pois é casado. Mas a maioria das mulheres são machistas em alto grau.
    Namorar homem casado é um perca de tempo. Raramente, ele deixa a mulher pela amante. Claro que há casos que sim, mas são poucos.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana,
      Sei de mais de um caso em que a mulher ficou sabendo e abandonou o marido. A amante achou que tinha se dado muito bem, até colocar o dito cujo para dentro de casa. Daí se arrependeu e mandou ele andar! É fácil ser amante, difícil e conviver dia a dia.

      Excluir
  15. Betty!

    vc tem toda razão
    compartilho do mesmo pensamento que o seu.
    cada mulher que existe no mundo, com pensamentos que precisam urgente ser modificados.

    bjinhos,
    http://maricotacaradericota.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi boa noite sabe que vi a faixa não lembro a onde li mas não parei para raciocinar, agora vendo seu comentário que pensei você tem razão totalmente beijos Eliane Lima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vc tem perfil no FB, então viu por lá, pois a faixa foi amplamente divulgada.

      Excluir
  17. ARRASOU!!!!!
    Beth, eu vi a tal faixa e fiquei louca de raiva, principalmente com os comentários das mulheres!!!
    Elas são mais machistas que os homens!!!
    São duas pessoas na cama, se um não quer, dois não brigam... Como assim dizer que a mulher é que é safada? E o safado?
    Eu também comentei nesse post, fiquei possessa!
    Ser corna agora é sinal de status? A tirania da vitimização, buscando simpatia entre as mulheres alienadas....Ao colocar essa faixa na rua essa mulher mostra muito mais de si mesma do que da outra que quis difamar...
    Cheguei a discutir isso em um dos meus grupos, mas acabou não virando post. Mas é algo que precisa ser falado. O seu arrasou!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris,
      O sangue me subiu na cabeça quando vi a tal faixa. Não tinha pensado nisto, mas é verdade que quem colocou a faixa mostra mais de si do que da outra, que ela quis atingir.
      Este tipo de comportamento machista das mulheres tem que acabar!

      Excluir
  18. Oi Betty
    É claro que concordo com suas palavras, mas conheço um caso bem próximo a mim, que a esposa não deixa o marido infiel porque não tem como se sustentar, prefere fingir de morta e levar a vida adiante.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu sempre digo, tem mulher que faz qualquer coisa para não ter que trabalhar. Tem gente que parece ter alergia ao trabalho!

      Excluir
  19. Oi Betty,
    Que post esplêndido. Amei o seu ponto de vista.
    A culpa não é só da amante. Quando um não quer, dois não fazem. Tem homens safados que adoram pular uma cerca e mulheres que caem na ilusão de ser a outra com a esperança que o cara largue a mulher pra ficar com ela.
    Por outro lado, tem a esposa traída que prefere continuar um casamento do que largar do marido e ser taxada pela sociedade de corna.
    Prá mim, traição não tem perdão. Traiu? Cai fora. E trabalho dignifica a pessoa.
    Hoje no blog, tenho uma blogueira convidada no Lulu Entrevista.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  20. Que texto maravilhoso, esclarecedor e verdadeiro.

    ResponderExcluir
  21. Sou da mesma opinião quem merecia passar vergonha é o safado do homem, tem compromisso e fica enrolando mulherada na rua.
    A amante é vitima, no geral eles nunca trocam as mulheres por elas. Porém coração bobo elas sempre acham que vai ser diferente.
    Errado é quem tem um compromisso e vai se aventurar por ai.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  22. Betty, quanta exposição, pra quê isso, né? Trabalhei muitos anos num plantão policial e conheci muitas mulheres como esta aí traída, que inocentavam os maridos, colocando a culpa nas amantes. E pior, esquecendo que ela própria tinha uma parcela de culpa na história.
    Bjk

    ResponderExcluir

Voltar ao topo
© Gosto disto!
Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Elaine Gaspareto
imagem-logo