Lições de vida que aprendi com o blog


Lições de vida que aprendi com o blog


Aprendi lições de vida preciosas depois que comecei a blogar, e o blog me ensinou mais do que as escolas que frequentei, as viagens que fiz e os livros que li. Então me perguntei: Por que não dividir estas lições de vida com você?

Este post é sobre as lições que aprendi durante seis anos de blog.


Lição nº 1: Regularidade


Confesso que não era a pessoa mais assídua do mundo, começava numa academia e desistia em pouco tempo, sempre aparecia algo mais importante, mais interessante...  Agia assim em várias coisas na vida, como cursos de inglês, cursinhos de artesanato e outros. Eu só tinha regularidade para acordar de manhã e cumprir o meu horário de trabalho no escritório, mas isto era uma obrigação, não tinha como deixar pra lá.

No momento em que criei um blog tive que ser assídua com os posts ou então o blog não andaria e essa regularidade se estendeu por tudo na minha vida.

Aprendi a me programar para fazer posts para o blog, mas também para não faltar na academia ou em cursos que resolvo fazer.


Lições de vida que aprendi com o blog


Lição nº 2: Prestar atenção nas pessoas


Como sou introspectiva sempre foi fácil prestar atenção em tudo a minha volta, incluindo pessoas, pois a comunicação verbal não é tão fácil assim para mim, mas com o blog esta atenção se acentuou, e muito, pois pessoas são inspirações para futuros posts, sejam pelo que falam, pelo que fazem, pelo que usam.

Minhas crônicas não podem se restringir as minhas vivências, então muito do que você lê aqui diz respeito às pessoas com quem convivo.

Às vezes uma crônica nasce de um comentário bobo em uma reunião de amigas, que na hora não me chamou a atenção tanto assim, mas depois o tal comentário vem me acordar no meio de um filme, de uma música, de um exercício na academia e o post começa a nascer dali.

Também observo o que as pessoas estão usando nas ruas, nos shoppings, nos supermercados, afinal trabalho com moda e não adianta eu querer vender uma ideia de que você vai ficar bem vestida de gótica, porque o estilista X falou que é tendência para a próxima estação, se você é uma profissional liberal que vem aqui no blog procurar uma maneira de usar um blazer.

Atenção é minha fermenta e minha arma de blogueira.

Lição nº 3:  O blog não é meu


Já andei falando sobre isto por aqui, mas sempre é bom lembrar. Sempre leio blogueira dizendo que o blog é dela e, portanto, ela faz o que quer nele. Mal caminho para seguir se você quer ter um blog ou qualquer negócio na vida.

Imagine que você monte uma loja de roupas e você goste muito de vermelho, então como a loja é sua e você faz o que quer na sua loja, resolve que só vai vender roupas vermelhas. Acho que não vai dar certo, não é?

O blog, como uma loja ou qualquer negócio na vida é de quem o frequenta, então se vejo que você vem aqui para procurar saber como decorar uma árvore de natal (dá para ver o que estão procurando pelas estatísticas do blog), então eu vou pesquisar para montar um post sobre árvores de natal, pois quero você encontre aqui o que você precisa e gosta de ler.

Quando as pessoas entram em contato comigo por e-mail pedindo uma post sobre algo que elas precisam, eu faço o possível para atender, só não monto o tal post se eu não souber nada sobre o assunto, como, por exemplo, já me aconteceu de me pedirem um post sobre perfumes. Eu adoro perfumes, mas escolho no narizometro, sem a mínima ideia do que tem dentro dele.


Lições de vida que aprendi com o blog


Lição nº 4: Tem gente do outro lado da tela


Eu sei que você está me lendo e você não é uma multidão, você é única e não é amores, amoras, queridas, bonitas... Para mim você é a Cissa, a Ana, a Yves, a Denise, a Cida , a Ro, a Pri, a Paula...

Eu escrevo para uma pessoa real que está do outro lado da tela e nunca penso em uma multidão.

Tem uma frase do Stalin (que não era o pensador mais fofo do mundo), que é muito verdadeira:
“A morte de uma pessoa é uma tragédia; a de milhões, uma estatística”.

Não estou querendo que você morra, entenda, mas sentiu a diferença em falar para uma pessoa e para uma multidão?

Aprendi a me preocupar e falar com pessoas e não com estatísticas.

Eu respeito quem está do outro lado da tela, ainda que discorde de mim e só apago comentários quando eles são racistas, sexistas, ofensivos à honra ou moral e spams. No mais, fique à vontade para botar a boca no trombone por aqui.

Lição nº 5:  Não sou índio


Imagine se você vai trabalhar e no final do mês, seu patrão, em lugar do pagamento do salário em dinheiro, resolve dar para você uma bicicleta. É uma linda bicicleta e vale até mais do que você receberia em dinheiro. Você aceitaria? Lembre-se que você tem que pagar suas contas, tem que fazer compras no supermercado, ir ao dentista e que não dá para pagar o que você precisa com uma bicicleta. Além do mais você tem outra bicicleta em casa. Para que você vai querer ter duas bicicletas?

Pode parecer surreal esta estória da bicicleta, mas já me ofereceram bolsas, sapatos, maquiagens, xampus, bijuterias e tantas tralhas que se eu tivesse aceito, teria que alugar uma casa maior para guardar todos estes pagamentos de empresas que querem ter um post aqui no blog ou serem citadas por aqui e não querem pagar em dinheiro.

Pasme, muitas blogueiras só trabalham assim!

Eventualmente eu vendo espaço no blog, coloco banners, cito empresas, que citaria independente de pagamento ou não, e ganho para isto, afinal eu estou aqui trabalhando e mereço ser paga pelo meu trabalho. Não vejo desonra nenhuma em receber por trabalho honesto, mas que fique claro, eu não sou índio para trabalhar por escambo. Prefiro trabalhar de graça do que trocar meu trabalho por tralhas que, na maioria das vezes eu já tenho.

Lição nº 6: Ter orgulho do meu trabalho


Antes de ter um blog, muitas vezes trabalhei só pelo salário, nem gostava do que fazia, mas tinha uma filha para sustentar e não dava para jogar tudo para o alto.

Em alguns cargos que ocupei, gostava do salário, mas também gostava do trabalho.

Hoje adoro o que faço aqui no blog e tenho orgulho do meu trabalho. Gosto de ver que o blog está bem feito e que está agradando você que gasta um pedacinho do seu dia aqui comigo.

Tenho orgulho das pesquisas que faço, dos livros e revistas que leio antes de montar um post, tenho orgulho do trabalho braçal e intelectual que faço antes que o post seja montado e é com orgulho que coloco cada post on line.

Gostaria ter podido, na vida, ter tido tanto orgulho como tenho hoje do trabalho que faço aqui. Gostaria de ganhar mais, mas isto é secundário, o principal é que o trabalho está bem feito e eu me orgulho dele.

Lição nº 7: Não me aborrecer com pouco


Tanto na vida real, quanto na internet, tem gente que adora alfinetar e na internet, muita gente abusa do anonimato para dizer verdadeiras barbaridades.

Esta foi uma grande lição vida que o blog me ensinou: não se aborreça por pouco, e nem por muito.

Eu andei falando por aqui sobre como lidar com comentários maldosos on line, pois bem, hoje pouquíssimas coisas me tiram do sério, seja on line ou na minha vida do dia a dia. O blog me ensinou a ter couro grosso. Pode bater que eu aguento, só não engulo corrupção, desonestidade, injustiça, maldade, no mais, tô nem aí.


Lições de vida que aprendi com o blog

 Lição nº 8:  Não ter preconceitos


Outro dia, eu estava no cabeleireiro e uma das clientes disse que não ia passar esmalte claro nos pés porque não era princesinha. Que não usava isto e aquilo, por este ou por aquele motivo.

Daí eu antenei e pensei: Já tive este tipo de preconceito de não usar isto ou aquilo porque era madame, ou princesinha, ou, para as mais velhinhas, patricinha (por favor, não me obrigue a falar cocota por que daí é entregar que sou jurássica!).

O blog foi uma libertação em matéria de moda e comportamento.

Dificilmente penso que não usaria determinada coisa porque não tenho idade para aquilo, ou porque faz o gênero mocinha, madame, riquinha e outros clichês mais que as pessoas rotulam.

Não rotulo nada, uso o que gosto e que me fica bem. Confesso que às vezes, mas só às vezes, uso o que não gosto tanto assim, só porque está na moda.

Também me dou bem com qualquer tipo de pessoa. Não tenho isso de torcer o nariz porque a fulana é muito madame, ou é muito riquinha, ou é estilo dona de casa. Gosto de gente e de qualquer tipo de gente; algumas madames são muito interessantes.

Vejo o preconceito das pessoas com a mulher do Temer por ser muito mais nova do que o marido e penso que não passa disto: preconceito. Talvez, se eu não tivesse um blog eu também ainda estivesse amarrada aos preconceitos de idade, altura, peso, cor de roupa, estilo, condição social...

O blog foi libertador!



Você tem ou teve um blog? Aprendeu alguma lição de vida importante com ele? Se sim, então compartilhe comigo, pois quero muito saber.


Beijinho da blogueria
Fotos: 1 e 4- Pexels; 2- Fashion Realities; 3- Pixabay
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

39 comentários:

  1. Que lindo e recheado de verdades teu post! Temos que GOSTAR do que fazemos, pensar nos outros que nos leem, não visar apenas comentários, mas amigos e por aí vamos... Por isso blogar é bom! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blogar é muito enriquecedor, se a pessoa entra neste mundo pensando em fama e $, vai se dar mal, pois não é fácil ganhar $ por aqui e nem ficar famosa, mas tem o seu lado bom, que vale à pena.
      Bjs

      Excluir
  2. Parabens Betty, tempos que tirar o melhore de tudo que fazemos, grande aprendizado!
    Bjinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que surpresa ver vc por aqui! Depois que vc mudou para o IG só vejo vc por lá.
      Brigadim pela visita.

      Excluir
  3. Adorei o artigo. Realmente aprendemos muito em tudo o que fazemos.
    Adorei suas lições e me identifiquei em várias.
    Beijos e ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estas lições é o faz valer à pena ter um blog.
      Ótimo final de semana para vc tb.

      Excluir
  4. Betty,
    Amei o seu post! É mesmo, aprendemos tanto quando se tem um blog! E amei a frase do Stalin! É assim mesmo!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb acho esta frase perfeita. Dizem que nós não pensamos além do 7º algarismo e que o normal é pensarmos por volta de 3. Nós não entendemos multidões, estatísticas. Estatísticas não emocionam, indivíduos unitários sim.

      Excluir
  5. Betty, olá! Ai, sabe que adorei esse post?! Primeiramente porque sempre vi verdade em voce, Betty e no seu Blog. Aqui é realidade e não Disneylandia. Voce é real e aborda fatos reais e que tocam todas nós em algum momento.
    Depois porque fui citada como sendo alguém atrás das tecladas... Muito lisonjeiro o carinho.
    É por isso que o Gosto Disto está comigo por tempos. Sinceridade, maturidade, leveza, realidade e simplicidade é o que mais me prende, além de você Betty, me encanta a estar aqui diariamente.
    Beijos mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa!!! encheu minha boa!!! Meu balão inchou tanto que subiu e bateu no teto.
      Amei suas palavras. Um blog vale por este tipo de retorno, no interação.
      Bjs

      Excluir
  6. Amei, sinto muitas coisas que você aqui retratou. Excelente post!

    Beijos e um bom final de semana!
    Blog DMulheresInstagram

    ResponderExcluir
  7. Betty, como um blog muda a gente, né? ♥ Tenho o PJ há 7 anos e aprendo cada dia. Concordo com todas as lições que você citou, principalmente que o blog não é da gente e, sim, de todos. Cada dia conhecer um pouco do leitor é importante. Também tenho muito orgulho do blog e é trabalho que mais amo. Ainda não ganho dinheiro com ele, mas espero que um dia eu só faça isso. E, Betty, parabéns pelo seu trabalho, viu? Apesar de sumir às vezes, gosto muito dos seus posts. ♥

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol,
      Eu tb sumo, gostaria de esta mais presente nos blogs das amigas, mas nem sempre dá tempo e meu braço direito não anda ajudando nos últimos tempos.
      Não sabia que vc estava um ano na minha frente. É para poucas!!!
      Bjs

      Excluir
  8. Bem legal Betty suas lições aprendidas com o blog! Quando se gosta de ter um blog, aprendemos muita coisa e pra mim, minha maior lição foi que muitas pessoas que nunca imaginara que pudesse cruzar na minha vida, se morássemos na mesma cidade, torna-se amiga importante e cria-se a um carinho muito grande. Criei muitas amigas assim e você é uma delas. beijo grande querida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A interação de um blog é mais poderosa e cria vínculos de amizade mais firmes do que nas outras redes sociais.
      Quem diria que eu aqui, no meio do estado de SP, estaria vinculada a vc, que está no RS?
      Bjs

      Excluir
  9. Olá Betty,criei o maisonduchocolat para registar meu dia a dia cá na Bélgica,sem maior intenção de fins lucrativos.A maior lição que aprendi com o blog foi aprender aceitar as pessoas como elas são e ser recíproca. Não tenho o blog como um negócio e sim como um diário pessoal.E o melhor de tudo para mim no blog foi conhecer pessoas tão queridas,assim como tu.Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia,
      Eu não sabia que dava para ganhar $ com um blog qdo montei. Hj ganho uns troquinhos, já ganhei melhor antes da crise, mas viver de blog ainda não deu.
      O dinheiro é bom, mas é o de menos.
      Bjs

      Excluir
  10. Oi, Betty. Ótimo post, com ideias organizadas e verdadeiras. Bom saber de tudo isso, conhecer você um pouco mais. Do Gosto Disto só tenho a dizer que é um blog de moda excelente. Em nenhum outro blog encontro as dicas de moda que encontro aqui. vc sempre faz mais e melhor. vc sempre faz posts longos com muita informação, enquanto outros, são 3 looks e olhe lá. vc tá sempre antenada, mesmo antes da tendência se confirmar, vc já faz o alerta aqui. as montagens são ótimas, os looks das mulheres famosas são acessíveis, não é aquela coisa de revista que traz uma moda tão fora da nossa realidade. tem blogueira que se acha, no entanto, comete erros básicos, como uma que fez um editorial de beleza em um quarto escuro de hotel, mal dava pra enxergar a maquiagem... E seu blog tem, além de moda, editoriais de comportamento bem pertinentes e curtos (como devem ser). É impressionante sua determinação, sua pesquisa de looks, sua observação. Dá pra perceber que é tudo feito com carinho e muito trabalho dedicado. Não consigo me imaginar, hoje, sem consultar o Gosto Disto para montar meus looks e comprar um produto. Aqui é minha fonte de consulta, melhor que qualquer revista ou desfile de moda. Beijos carinhosos, Denise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia ler isto aqui, Denise!!! Sou xereta e fiquei curiosa sobre este post de maquiagem feito escuro...
      rsrsrs
      Sinto tanta falta do PAPO CALCINHA... Já pensou em voltar?
      Aprendi tanto com vc.
      Bjs

      Excluir
    2. Oi, Betty. Vou ver se consigo o link do post sobre maquiagem no escuro e te passo. Mas eu acho que vc sabe de quem estou falando. uma blogueira que já nasceu no mundo da moda. rsrsrs
      Quanto ao meu antigo blog, não, não penso em voltar. Mas tô super tentada a criar algo agora que estou nesse período sabático. Queria algo que inspirasse outras mulheres da minha faixa de idade a dar uma virada na vida! Vamos ver... antes, preciso melhorar as dores nos braços e cuidar da loja. Aliás, tô com bijous novas. Aparece por lá. Beijos

      Excluir
    3. Entendi...
      rsrsrs
      Pense seriamente em voltar a blogar. Vai valer à pena.
      Bjs

      Excluir
  11. Adorei seus comentários, Betty! Posso dizer que aprendi muitas das lições que você citou aqui. A gente cresce juntamente com o blog.
    Bj e ótimo fim de semana,
    Lylia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lylia,
      E como a gente cresce, o melhor é que não é preciso sofrer para crescer, pois é um crescimento bom esaudável.
      Bjs

      Excluir
  12. Oi Betty !
    Interessante sua lista , achei legal sua colocação do aprendizado.. ela é extremamente válida para todo blogueiro que quer colocar seu blogue em alguma lista de mais visitados. E, sei que alguns tem como objetivo virar algo lucrativo, então tem que seguir as regras do jogo né?

    Sabe que a única coisa que eu não ligo a respeito da blogosfera , é essa questão de ser 'meu' ... o meu é meu mesmo..rs , nunca criei um blog com a meta de ser para alguém . Seria fácil para mim, falar em meu trabalho mas, não tenho paciência para isso, meu trabalho é técnico e, fica difícil ficar passando informação , eu estudei muito para executá-lo e, fiz muito curso de aperfeiçoamento mas, não é o tipo de coisa que as pessoas aceitam facilmente quando voce resolve falar como 'as coisas funcionam'. Outro assunto que domino é criação de cães e lida com eles mas, eu aprendi na vida que, sobe cães eu só discuto o assunto com outro entendido.
    E, quando criei esse blog há sete anos atrás, o meu objetivo era o mesmo que hoje, depositar ali meus pensamentos sem me preocupar com quem lê.
    Posso ser egoísta , mas como minha meta nunca foi agregar, eu não ligo muito para estatística. Embora eu saiba que recebo várias visitas diariamente , poucos deixam comentários porém isso nunca me incomodou porque, desde o começo eu sabia que pouca gente comentaria minhas publicações sobre os acontecimentos em minha vida.

    De qualquer forma, eu acho mesmo que, quando a pessoa resolve por um blogue à disposição das pessoas, ela tem que saber mesmo o que esta falando , tem que ser entendida no assunto e, se não for, melhor não falar nada porque, pode parecer brincadeira mas, a coisa é muito séria , pessoas irão fazer,experimentar e passar adiante o que elas vêem pela blogosfera, a coisa é muito séria!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cintia,
      Qdo eu sentei para escrever um blog, eu queria fazer um blog bonito e confesso que me inspirava num blog britânico chamado "This Is Glamourous". Com o tempo o GD tomou formato próprio e caminho independente, mas desde o início eu queria que viessem ao blog e achassem bonito.
      Tem mesmo isto de responsabilidade sobre o que se fala on line, pois tem gente que lê e vai acreditar. Já vi blogueira indicando produtos que sei que não funcionam, mas ganharam o brinde e colocam um release no blog.
      Hoje até falo sobre mim no blog, mas no começo não falava nadica!
      Não vejo erro em ganhar $ com o blog, mas não é esta a prioridade.
      Bjs

      Excluir
  13. Betty querida,
    O blog e ajudou muito, eu era uma pessoa super complexada, hoje em dia
    eu sou outra pessoa, amadureci e a cada dia me valorizo mais.
    As pessoas são preconceituosas porque não mesquinhas não sabem valorizar o seu próximo.
    Me identifiquei muito com os seus itens, aprendo muito contigo.
    Eu acho que esmalte claro no pé fica mais bonito, o pé fica mais saudável com cara de limpeza. Adorei a foto que vc postou. Ultimamente eu só estou usando esmalte claro nos nós pés, estou sentindo mais leve.

    Beijinhos, ótimo fds ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andréa,
      Eu tenho algumas unhas manchadas devido a quimioterapia (já foram mais) e desde que isto aconteceu, aprendi a usar esmalte escuro e acostumei de um tanto que acho que é pé masculino, se não está com esmalte escuro.
      Hoje tomei coragem e coloquei um esmalte mais claro (não é transparente), e gostei!
      Bjs

      Excluir
  14. Oi Betty
    Adorei suas palavras, você escreve bem, é divertida, toca mesmo na nossa ferida, gosto disto realmente.
    Não sei se meu bloguito, pequeno como é, me ajudou no meu crescimento ou amadurecimento, com certeza deve ter contribuído para isto, pois exatamente na data que comecei, há seis anos, foi que me libertei de certos tabus, preconceitos, vergonhas.
    Um beijo, querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que todo blog ajuda, em maior ou menor proporção, mas ajuda.

      Excluir
  15. Oi Betty... acredito que os meus Blogs me ensinaram bastante, aqui no mundo virtual e para a vida pessoal também... Beijosss

    ResponderExcluir
  16. Oi lindona,
    Acho que você conseguiu super bem reunir os melhores sentimentos que adquirimos com o blog em apenas um post, você tem esse dom! Amei amei amei :)

    ResponderExcluir
  17. Olá Betty,
    Parabéns, mais um excelente texto!
    Nossa, quanto aprendizado tiramos dos nossos blogs, não é? Quanta troca legal, quantas pessoas maravilhosas conhecemos. É por estas e outras que o blog vale a pena.
    Me fez refletir muito a frase que você disse "O blog não é meu!" Nunca tinha pensado tão claramente assim, pois é a mais pura verdade.
    Mas tudo o que você escreveu está me fazendo refletir. Meu blog vai completar 5 anos e também estou numa fase de avaliações!
    Beijinhos,
    Ana
    www.viagensebeleza.com

    ResponderExcluir
  18. Betty, adoro seu blog e aprendo muita coisa legal por aqui. Beijos

    ResponderExcluir
  19. Betty, tenha certeza que esses aprendizados tbm servem para pessoas que não tem blog como eu. Na verdade eles são dicas a serem seguidas. Muito bom. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Apa,
      Sempre achei que vc tinha um blog, mas não conseguia acessá-lo. Tem um monte de blogs que não consigo acesso, então achei que o seu era mais um dele.
      Estas são lições de vida que aprendi, como tenhoum blog, aprendi através dele, mas poderia ter aprendido em outro lugares.
      Bjs

      Excluir
  20. OI Betty,
    Quantas lições importantes!
    Acho que ainda tenho muito que aprender...
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Oi, Betty!
    Como a Cris Marino ainda tenho muito a aprender também, mas já aprendi bastante. Suas lições são lições pra mim também. Obrigada!

    ResponderExcluir

Voltar ao topo
© Gosto disto!
Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Elaine Gaspareto
imagem-logo