O efeito oposto que o autoelogio provoca


Norman Rockwell


 Cuidado com o autoelogio, você pode não ser a pessoa que pensa ou quer parecer ser.

Se alguém chega para você e elogia seu cabelo, sua roupa, sua cultura, seu jeito de ser, agradeça, é maravilhoso receber um elogio sincero, e se for inesperado é melhor ainda.

Mas tem coisa mais chata do que aquela pessoa que começa a elogiar sua própria roupa, seu cabelo, sua cultura ou maneira de ser?

Tenho certeza que você já tropeçou em alguém assim e é realmente constrangedor!

Não faz muito tempo que senti vergonha alheia.


Norman Rockwell


Eu tenho uma amiga que tem trocentas qualidades, mas culturalmente ela fica na média, não é uma grande leitora, não é cinéfila e nem teve oportunidade de viajar, contudo ela resolveu se autorrotular intelectual.

Eu tenho visto pessoas engolindo seco em roda de amigos para não chama-la para a razão, pois, de um lado ela se rotula de intelectual, de outro a cultura que apresenta é rasa como um pires e essa discrepância é muito evidente.

Em um almoço, dividimos a mesa com um médico muito famoso, que é divorciado. Ela é viúva. Meu lado Santo Antônio começou a coçar o meu couro. Ela se mostrou interessada pelo tal médico e ele se entusiasmou quando ela se disse intelectual.

Eu esfriei... Sabia que ela iria começar a se autoelogiar e que não tinha sustentação para os tais elogios. Tive esperança que a conversa tomasse outro rumo, mas que nada! Ela falou tanta bobagem, e o tal médico, ainda que sutilmente, rebateu todas as idiotices que ela falou, que eu tive vontade de me esconder debaixo da mesa.


Norman Rockwell


Daí eu fiquei pensando: o que faz uma pessoa querer ser ou parecer o que não é? No caso desta amiga até seria fácil de remediar, pois se a gente é falha culturalmente, sempre pode ler, estudar e se tornar a pessoa que gostaria de ser. Só não dá para chegar lá no autoelogio. Mas eu já tive amigas que não eram feias, eram até bonitas, não lindas, que se autoelogiavam tanto que obrigavam as pessoas a verem que elas estavam acima do peso, que não sabiam se vestir bem, que tinham as pernas tortas....

O autoelogio faz com que as pessoas, à volta da autoelogiante, passem a notar os defeitos e não as qualidades que ela quer tanto evidenciar.

Já me vi em uma situação que eu queria morrer, ou ao menos desmaiar, para não ter enfrentar o day after, digamos assim.

Eu tinha uma amiga que vivia autoelogiando a sua beleza clássica e o seu nariz grego. Nessa época eu era casada com alguém que tinha a língua maior do que a boca e estava vendo ela se autoelogiando e ele olhando seriamente para ela, até que depois de se dizer tão linda, veio a bomba do ex: “Não acho.” Dei-lhe um cutucão por debaixo da mesa e piorei as coisas, pois veio mais: “Não adianta me cutucar, eu não acho ela bonita e nunca vi ninguém, além dela mesma, dizer que ela é bonita”.

A autoelogiante passou a enumerar todas as pessoas (imaginárias ou não) que tinham dito que ela era bonita e a explicar ainda mais a sua beleza. Eu não parava de me desculpar e desculpar ao ex dizendo que ele tinha bebido demais (não tinha, mas era uma forma de contornar).

Eu poderia contar um montão de casos e transformar este post em um livro, mas não vou, só vou contar mais unzinho, que me marcou muito...

Uma certa criatura se colocou no centro de uma roda de amigos e começou a se autoelogiar. Todo mundo quietinho, nada de concordar com ela. Depois de muito falar, resolveu bater em retirada para outro grupo, para ver se conseguia alguma concordância com a sua autovalorização. Foi virar as costas e alguém do grupo soltou: “Se alguém comprá-la pelo que ela vale e conseguir vendê-la pelo que ela acha de vale, vai ter um lucro imenso!”


Norman Rockwell


Mães, pais e avós são suspeitos em seus juízos de valores quanto aos seus rebentos, portanto não acredite tanto assim quando sua mãe disser que você é a oitava maravilha do mundo. Saiba que seus familiares a amam muito e este amor faz com que vejam você com outros olhos, que nem todo mundo vai ver e nem concordar com eles, portanto, pare de se autoelogiar, pois o autoelogio compromete mais o seu real valor do que o eleva.


Observação: Todas as imagens que estão ilustrando este post são do Norman Rockweel, um artista estadunidense. Lindas, não são?


Beijinho da blogueira
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

32 comentários:

  1. Normalmente quem se autoelogia, senti necessidade de mostrar aquilo que queria ser e não consegue...


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb acredito nisto,mas o efeito que o autoelogia provoca é muito ruim para a pessoa.

      Excluir
  2. Ah, sempre tem alguém assim...
    Tinha uma menina na faculdade, "amiga" minha (pensava que fosse, mas o tempo provou o contrario), que se autoelogiou algumas vezes em nossas conversas apenas para me criticar e falar o que ela tinha de melhor que eu fisicamente.
    E no meio acadêmico então...As vezes, participar de congressos pode se tornar um sacrificio!
    bisou,
    Greyce

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você me fez lembrar que eu tive uma "amiga" assim, ela se autoelogiava, mas para se valorizar, apontava os meus defeitos. Esta pessoa, mais tarde, foi uma decepção para mim, pois eu gostava muito dela e acabei vendo que ela era uma interesseira.
      Bjs

      Excluir
  3. Betty, desculpe pela sinceridade. Mas isto é típico de Brasileiros. O Brasileiro tem esta necessidade de mostrar o que não é. Vive cheio de máscaras, de rótulos...compra o que n pode, divide em mil vezes para dizer q é chic,rica sei lá mas o que. ..por cá, não precisamos ter para "SER".Há uma igualdade social e ninguem precisa provar nada para ninguém. Se aprende desde pequeno, à aceitar as pessoas como são. Desculpa amiga,cada dia que passa lá se vão 12 anos que moro fora, me intristece ver esta cultura e mentalidade Brasileira. Grande beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia,
      Acho que vc está falando de ostentação ejá falei disto por aqui. Eu convivo com pessoas que ostentam o que não podem, se metem em dívidas para comprar oque não precisam, só para ostentar. O autoelogiante só quer ser visto como sonha ser. Nem sempre compra roupas boas ou objetos caros, no caso desta amiga que citei no começo do post, ela quer parecer intelectual, só que não é!
      Bjs

      Excluir
    2. Desculpa Betty, lir rápido. Ah..q triste eu por exemplo quase n vejo filmes e n guardo nome dos autores. Diferente do meu marido q ver mas de 20 filmes por mês. Ele colecciona, mas n gosta de ler e eu amo ler.Mas tenho lido pouco, pois por mas que entenda o francês eu prefiro em Português, beijinhos

      Excluir
  4. Muito bom. Fora que isso passa uma sensação de arrogância que acaba afastando as pessoas.
    Engraçado que as vezes as pessoas não se enxergam como realmente são.
    Conheço uma pessoa que se diz fina e delicada, mas é a grosseria em pessoa, kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paula,
      Já tropecei na tal "fina e delicada" que parece um Ogro!
      A gente fica com esta sensação de arrogância o que faz com que se afaste da tal pessoa.

      Excluir
  5. Na minha opinião a necessidade de auto afirmação relata uma super baixa auto estima.
    E a pessoa para compensar começa a se elogiar colocando sempre as coisas dela como as melhores.
    Eu tenho dificuldades de lidar com pessoas assim.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho tanta dificuldade que emudeço. Não consigo concordar e nem desfazer da pessoa.É difícil entender e saber como agir diante do autoelogiante.

      Excluir
  6. Oi, Betty! Bem interessante esse post. Eu não me lembro de ter conhecido alguém exatamente assim na vida real, mas o universo virtual está cheio delas, não é? Acho que isso está relacionado a um vazio, uma necessidade de mostrar de alguma forma que se tem algum valor. É bem triste se pensarmos bem. E também deve ser bem irritante ter que lidar com alguém assim todos os dias.
    Ri bastante com seus exemplos! Rs
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não tropecei em ninguém assim virtualmente. O que vejo muito on line é autopromoção, principalmente em blogs de look do dia, pois eles nascem para isto: a blogueira se autopromove.Mas vejo diferença entre autopromoção e autoelogio... acho que dáoutro post.
      rsrsrs

      Excluir
  7. Uma amiga minha se autoentitula muito humilde, sou mtooo humilde, sou mais humilde que a maioria das pessoas. Enfim, quermaior falta de humildade do que querer e falar o tempo todo que se é humilde?.. e mais, acho que ela confunde ser pão dura com ser humilde! Humildade não tem a ver com gastos, tem a ver com jeito de ser. Me falta paciência, esse é meu auto defeito rsrz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já me deparei com esta autohumildade proclamada. É estranho como as pessoas se autorrotulam sem realmente saberem quem são.

      Excluir
  8. OLA BETTY
    também já conheci gente assim, de se auto promover, de dizer em ser melhor em tudo, mas como disse patrícia,infelizmente isso è um mal costume muito brasileiro, por aqui a maioria das pessoas são bem humildes, mesmo sendo intelectual, nunca se autoelogiam, o se colocariam na posição de ofender, ou humilhar outra pessoa.

    blog de decoração
    blog de costura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Edna,
      acho que as pessoas que realmente são alguém ou alguma coisa que valha à pena, não se autoelogiam, acho que é coisa de pessoas inseguras, que precisam da aprovação dos outros.

      Excluir
  9. Betty esse post, me fez vim em mente, uma nossa vizinha, ai do brasil, era uma família de negros, se diz assim, não è?'
    não quero ser chamada de racista, então, como disse era uma família negra,
    e tudo que acontecia, era um problema de racismo,tipo se o filho fazia um concurso e nao passava, era porque preto, se tirava nota baixa,era porque negro,ate se levava um fora,... enfim, tudo era culta de ser negro.
    era uma situação de racismo ao contrario, tai matéria para um post rsrs

    blog de decoração
    blog de costura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tenho uma amiga que tudo é culpa do machismo! Se ela não passa num concurso, é pq é mulher, se ganha pouco é pq é mulher. Tem gente que usa estes "ismos" como desculpa para a própria incompetência.

      Excluir
  10. Oi, Betty. Nossa, eu conheço bem um homem assim. É constrangedor. Ele se proclama mais esperto, mais inteligente, mais culto, mais politizado do que todo mundo. Conta histórias em que é ele que se destaca, são situações que deixa todo mundo sem graça. Depois que ele sai, fica todo mundo comentando que ele é muito vaidoso, que é tão egocêntrico, mas tão egocêntrico, que não enxerga outra pessoa a não ser ele: a opinião dele, a visão dele, o mundo dele. É insuportável. No começo, eu achava engraçado, irreverente, mas com o tempo aquilo foi me cheirando a uma arrogância que tomei nojo. Credo!!! beijos carinhosos, Denise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este mal do autoelogio ataca ambos os sexos igualmente. Já conheci homens assim e são insuportáveis.

      Excluir
  11. Betty, que vontade de rir me deu, também tenho assim algumas, poucas felizmente, porque
    eu não tenho pachorra para esse tipo de pessoas, bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até tento evitar, mas este tipo de gente brota como erva daninha.
      rsrsrs

      Excluir
  12. Betty,
    Sou o oposto dessas suas amigas. Não consigo me elogiar e muito menos receber elogios. Fico constrangida. Fico até mesmo com receio de parecer esnobe por gostar de ler, pois tem gente que acha que estou me mostrando. Tanto que hoje em dia fico quietinha. Sou muito na minha.
    Beijos
    adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriana,
      Eu ficava constrangida qdo recebia um elogio, e fico até hj, mas aprendi a me controlar e aceitar, pois me sentia tão mal que deixava a pessoa que elogiava mal tb.

      Excluir
  13. Oi Betty... eu conheço muitas pessoas assim, inclusive uma que é meu desafeto aqui na cidade pois uma vez falei umas verdades pra ela, tudo o que ela fazia, roupas, casa, conhecimento eram bons, os dos outros nada prestava... eu não consegui ficar de boca fechada e falei mesmo, rsrsrs
    Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico tão passada com este tipo de pessoa que não reajo, nem para o bem e nem para o mal. Simplesmente paraliso!
      rsrsrs

      Excluir
  14. Quem não tem um amigo ou amiga assim ? ahahah Eu já sofro do mal ao contrário, nem me elogio nem nada, pois fico constrangida. Gosto de receber elogios,claro, mas tem alguns que eu nem sabia hahaha
    Beijos no coração!
    DMulheresInstagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb fico meio constrangida quando me elogiam, mas estou me corrigindo.

      Excluir
  15. É verdade. A modéstia e humildade vale mais que mil palavras. Ter autoestima é uma coisa, mas ficar se auto elogiando é muita vaidade e narcisismo.
    Bjk, amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Meri,
      Autoelogio é bem diferente de autoestima, mas tem muita gente que confunde as coisas.

      Excluir
  16. Lindo post! Lindo porque eu realmente já vi algumas pessoas assim e vergonha alheia é a menor das coisas que senti pela pessoa...
    Mas até deu vontade de rir com os casos que contou. Às vezes penso que isso é extrema carência...falta de companhia...alguém que lhe dê um conforto, ou palavras bonitas...

    enfim.

    :**

    ResponderExcluir

Voltar ao topo
© Gosto disto!
Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Elaine Gaspareto
imagem-logo