Como deixar de ser dedo podre

19 de abril de 2017 26 comentários



Você sabe o que é dedo podre? Dedo podre é aquela mulher que só aponta para homem-tralha, homem-carniça. É a tal da mulher curva de rio, onde tudo que é lixo gruda. A mulher dedo podre não é feia, não é mal sucedida profissionalmente, mas tem um emocional pra baixo de cu de pato, pois aceita cada tipo de homem que dá medo! Eu posso falar porque já passei por esta fase e isto tem mais a ver com o emocional de quem escolhe mal do que com o escolhido em si, mas tem jeito de se livrar deste carma.

O detalhe é que a família e os amigos vêm os tipos que ela arruma, mas sempre que ela arranja um namorado, aparece tão contente, tão entusiasmada, acreditando ser a Kate Middleton com o Príncipe William, que ninguém tem coragem de falar que aquilo que ela tem do lado está mais para Jack Estripador do que para príncipe, e quando alguém fala é riscado do círculo de amigos, pois só pode estar contra ela.

O ciclo é sempre o mesmo: conhece o monstro, doura o monstro e quando leva o pé na bunda, chora se perguntando “Por que comigo sempre é assim?” É o tal do pensamento do Einstein: “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.

Se você anda apontando o seu dedo podre por aí e levando para casa tipos que, como diria minha mãe, “estão na bacia das almas”, seja lá o que isto signifique, então está na hora de abrir os olhos e detectar quais são os tipos de homens que você deve evitar.

Tipos de homens dos quais toda mulher deve fugir...

 

O falido


O falido está procurando uma mulher mantenedora. Ele não trabalha ou se trabalha está num subemprego. Se você é solteira ou separada, mora sozinha ou com seus filhos pequenos, tem um bom emprego, algum dinheiro aplicado, então você vai parecer extremamente sensual para este camarada.
Mas com um pouquinho de bom senso dá para detectar um falido. Veja os sinais.

1. Mora com os pais depois dos 30


Não ele não mora com os pais porque eles estão velhinhos e precisam dele, aliás, os pais estão velhinhos e alquebrados por culpa dele! Já não aguentam mais aquele sanguessuga na jugular!
Você pode querer acreditar que ele é um ótimo filho e que está lá na casa dos pais porque ama a família.

O normal é a pessoa crescer, estudar, se formar e ir trabalhar. Depois do primeiro emprego, todo mundo quer ter seu canto, casando ou não, mas o mundo só dá direito a você ter um teto para chamar de seu se você trabalhar para isto, e este cara não trabalha!

Vou no popular: quem tem filho grande é elefante. Na hora que este cara encostar em você, você estará libertando os pais dele de um fardo, mas o fardo vai passar a ser seu e você vai virar o elefante, pois acabou de ganhar um filho eterno.

2. Não trabalha


Ele não trabalha, mas está procurando emprego, só tem um bocado de medo de encontrar e não encontra nunca.

De início você vai ter a impressão que ele está passando por uma fase de desemprego, mas o tempo vai mostrar que esta fase é eterna.

Dê um jeito de perguntar qual foi o último emprego dele e quando saiu. Se der para pesquisar com os amigos, então lance mão deste recurso, pois ele está procurando emprego, mas é emprego de marido.

3. Muita disponibilidade de horário


Ele diz que trabalha, que tem uma empresa, que presta serviços, mas se o seu carro furar o pneu às 3:00 horas da tarde e você telefonar para ele, ele vai aparecer para trocar. Que gentil!

Você esqueceu de passar na lavanderia e o vestido que vai usar num casamento à noite precisa ser pego até as 5:00 da tarde? Tudo bem, é só ligar para ele que ele irá lá pegar para você.
Ele é um doce, muito solícito, solidário e muito presente.

Pare para pensar... quem trabalha não pode sair quando quer para atender às necessidades da amada. Mesmo um dono de empresa, que tem os horários mais flexíveis, não vai estar sempre disponível para tudo que você precisar. Esta disponibilidade toda significa que ele não tem nada para fazer a não ser andar atrás de você.

4. Expectativas irreais


Ele não trabalha porque está estudando para um concurso de Juiz Federal e tem certeza que será o novo Sergio Moro. Em alguns concursos são 250 candidatos para cada vaga, sabia? Mas ele é muito competente e vai passar, é só questão de tempo.

Sei de um cara que demorou 8 anos para passar, mas passou. Ficou famoso pela teimosia, mas também ficou famoso por ser uma exceção.

Muitas pessoas criam expectativas irreais e ficam batendo em portas que nunca vão abrir. Não é porque ele é bonito, que vai se tornar o novo Gianecchini. Não é porque ele joga bola bem, que vai ser um Neymar.

É claro que todo mundo deve sonhar e tentar ser algo melhor na vida, mas perder a vida acreditando que vai ser o Donald Trump brasileiro e nunca aceitar um emprego normal por ser abaixo das expectativas é que não dá!

Se ele está mirando muito alto, pode ser que não tenha bala suficiente para atingir o alvo, e enquanto isto você vai ficar sustentando um vagabundo. Desculpe falar, mas a grande verdade é esta, ele é um vagabundo sonhador, mas ainda assim um vagabundo falido.  

5. Não está nas redes sociais


Malandro que é malandro foge das redes sociais. Ele conta que tirou férias em St. Barth e posta foto da Praia Grande? Não dá! Então é melhor evitar e não deixar provas do seu fracasso social.

6. Não em cartão de crédito, débito ou talão de cheques


Quando vai pagar uma conta, ele paga em dinheiro. Peraí! A não ser que a conta seja muito pequena, tipo comprar chaveiro no camelô, ninguém paga com dinheiro hoje em dia, todo mundo usa cartão de crédito ou débito, mas não, ele só paga em dinheiro porque não tem cartão nenhum. Ou ele é um político que carrega dólares na cueca, ou este cara não tem crédito bancário para ter um cartão ou talão de cheques.

7. Não tem carro ou muda muito de carro


No Brasil, ter carro não é sinal de status, mas sim uma necessidade, pois nosso transporte público é deficiente, então até o pipoqueiro da pracinha da periferia tem o seu carrinho. Se ele não tem um automóvel, é mal sinal. Já conheci homens que faziam discurso inflamado pró ecologia para justificarem a falta do carro.

Também tem aquele que vendeu o carro há pouco tempo e está comprando outro. Duvide disto, pois normalmente quem vende um carro já compra outro, na maioria das vezes negociando o carro antigo na troca pelo novo. Se você der tempo ao tempo vai ver que o carro antigo foi vendido em 1999 e até agora não foi reposto, pois ele está comprando...

Fique esperta se ele aparecer com um carro diferente cada vez que forem sair. Normalmente são carros emprestados de amigos, ou pode ser carro do trabalho dele. Sei de um mecânico que se passava por dono da oficina e nos finais de semana pegava um carro “emprestado” (sem que o dono do carro soubesse e nem o dono da oficina) para poder sair com as garotas.

8. Não divide a conta ou divide poucas vezes


Ninguém espera que o homem pague a conta integralmente, o normal é que o casal divida a conta, ou se ele pagar a conta na primeira vez, a segunda conta é sua.

Se ele começar com a história que esqueceu a carteira, que está “desprevenido”, deixe soar o sinal de alerta. Pague a conta, mas fique de olho para ver como ele vai se comportar nas próximas saídas, pois o falido sempre arruma desculpas para fugir na hora de pagar a conta.




O casado ou namorando sério


Ele é lindo, bem sucedido, bem educado, um amor, mas tem dona!
O que tem de casado por aí arrastando a asa, é brincadeira! Os sinais emitidos por um cara comprometido são bem evidentes, mas tem mulher que não quer ver ou finge não ver. Antes que você se apaixone e acabe festejando o Natal no dia 23 de dezembro e o ano Novo no dia 30, caia fora!

1. Só dá o número do celular, mas não tem telefone fixo


Ele provavelmente tem mais de um telefone celular e o número que você tem é do telefone reserva.

2. Atende pouco ao celular


Você liga e cai na caixa postal. Passa um recadinho no WhatsApp e não é visualizado e menos ainda respondido, até que em uma determinada hora ele resolve ligar para você dizendo que estava ocupado, e estava mesmo ocupadíssimo com a patroa.

3. Tem pouca disponibilidade de horário


Você sugere um cineminha no fim de semana, mas ele não pode porque vai viajar a trabalho e estará fora da cidade. Você convida para um churrasco na casa de amigos numa sexta-feira e ele diz que está cansado. Mas na quarta-feira ele pode jantar fora... Como assim?!? Os dias dele sair com você são sempre no começo indo até o meio da semana. Você não faz parte do horário nobre dele, pois esse está ocupado pela esposa.

4. Viaja muito a trabalho


Sempre que você quer marcar alguma coisa, ele não pode porque vai viajar a trabalho e nestas viagens nunca liga para você ou liga pouco e correndo. Este trabalho que toma tanto tempo dele se chama “casamento”.

5. Define vagamente onde mora, trabalha...
 

Onde ele mora mesmo? Quando muito você sabe o bairro, mas não sabe a rua, o número. Ele pode até falar da padaria que tem no bairro e que ele adora o pão. Pode comentar sobre o horário do lixeiro ou do barulho de um barzinho perto do prédio, mas nada de endereço.

Se você colocar ele contra a parede e quiser realmente saber em que rua ele mora, ele vai mentir, ou vai disfarçar e não responder.

6. Leva para barzinhos ou restaurantes no fim do mundo


Enfim ele convidou você para um happy hour e você sai toda animada do serviço para encontra-lo. Entra no carro dele e ele começa a rodar, e a rodar e nunca chega. Você começa a ficar com medo de estar sendo sequestrada, pois já está saindo da cidade! Afinal onde ele está levando você? Mas ele argumenta que descobriu um lugar sensacional, só que um pouco longe. “Um pouco longe” é modéstia da parte dele, pois para chegar no tal barzinho é preciso fazer uma viagem e quando chegam ao lugar sensacional, não tem nada de especial.

Querida, o que tem de sensacional no tal lugar, é que lá nenhum conhecido dele vai vê-lo com você.

7. Ele não está nas redes sociais


Este cara não pode ter perfil nas redes sociais, pois senão teria que colocar fotos da família, da esposa, dos filhos...

Provavelmente ele tenha fotos nas tais redes, mas estão no perfil da mulher dele, essa mulher que você está tentando acreditar que não existe.




O possessivo


Se você está muito carente, tenha muito cuidado com este tipo, pois ele vai fazer você se sentir amada, querida, importante, pelo menos no começo da relação.

1. Ciúme não é amor


As pessoas vêm o ciúme como o tempero do amor. Não se iluda, o amor já é saboroso por si só se é verdadeiramente amor e não precisa deste tempero amargo.
Ciúme não é amor, é possessão, é insegurança!

2. Faz cenas


Você chega 5 minutos atrasada e ele faz uma cena que parece que você o abandonou em Paris, sem dinheiro e sem falar francês por dias seguidos.

Ele é intenso e suas cenas são dignas de músicas de sofrência.

No começo isto vai fazer você se sentir amada, importante, mas se você deixa rolar, estas cenas vão chegar até o escritório onde você trabalha. Sim, um dia ele pode abrir a porta do seu escritório com um pontapé e acusa-la de estar saindo com o seu chefe.

3. Afasta você dos amigos e da família


Um dia ele não quer sair com seus amigos porque gosta de estar com você e vocês dois se bastam. Em outro dia ele não quer ir na casa de sua mãe e pede para você não ir: ele está com dor de cabeça e quer tanto ficar com você.

Por que você quer ir tomar café com as amigas e não com ele?

Por que ele não pode ir ao shopping com você para comprar lingerie?

... e ele vai ocupando todos os espaços e afastando todo mundo da sua volta. Quando você der conta, estará sozinha.

4. Controla seus telefonemas e redes sociais


Um dia você vê ele mexendo no seu celular e, em vez de se intimidar, ele pergunta que números são aqueles para os quais ligou. Não vai demorar para que dar satisfação de seus telefonemas vire rotina e o mesmo vai acontecer nas redes sociais.
Toda sua vida vai ser controlada por ele, inclusive sua vida virtual.

5. Escolhe suas roupas


Um dia aquele vestido que você adora e guarda para ocasiões especiais vai ser tido como curto demais. Aquela blusa favorita vai estar decotada demais. Por que você vai sair de short? É tão vulgar! E por aí vai indo... até chegar a hora que quem vai separar a roupa que você vai vestir vai ser ele.
Com o andar da carruagem, você vai perder o direito de comprar suas roupas sozinha, pois ele vai querer estar junto para aprovar ou não as suas compras.

Se você der bobeira até a abertura da burca, para você poder enxergar, vai parecer grande demais para ele.

6. Faz com que você se sinta constrangida na frente das pessoas com comentários maldosos


Um comentário maldoso pode até acontecer, não é agradável, mas a gente mesmo cai na besteira de fazer, mas se ele começar a fazer comentários maldosos na frente dos amigos com uma certa constância, esteja certa que ele quer diminuir você, ou seja, coloca-la no seu devido lugar, bem abaixo dele e sob a mira dos olhos dele.

💘💘💘

Tipos mesclados


Seu dedo podre pode estar apontando para um tipo mesclado, ou seja, além de possessivo, ele é falido, ou é um possessivo casado. Pode parecer muito azar, mas já vi uma mulher que conseguiu um três em um, ou seja o cara era falido, casado e possessivo. É que tem mulher que é PHD em emocional abaixo de cu de pato e vai se especializando em deixar o dedo cada dia mais podre.

💘💘💘

Se você está indo muito mal em seus relacionamentos, então dê uma cheirada no seu dedo para ver se ele não está podre, se estiver, está na hora de imprimir este post e reler todos os dias pela manhã para não correr o risco de apontar para nenhum destes tipos de homens.

Será que eu estou esquecendo de algum tipo de homem que as mulheres devem evitar? Você se lembra de algum mais?



 Fotos Pixabay, sendo que a primeira é de autoria de Elisa Riva
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

26 comentários :

  1. Betty, ri muito por aqui...Só tu mesmo! Adorei as dicas e algumas tão hilárias, mas verdadeiras! Tenho uma irmã que era a campeã nisso...Eta dedinho podre!rs ADOREI ! bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não só conheci várias mulheres de dedo podre, como já passei por esta fase e alguns destes itens eu vivenciei. Agora dou risada, mas na época foi trágico!

      Excluir
  2. Oi Betty... eu já tive dois 5 minutos de bobeira na minha vida com homens assim, ainda bem que passou rapidinho pois a minha mãe, que é incrível para detectar trastes, me disse "sai fora que isso não tem futuro" e eu como boa filha obedeci, rsrsrs
    Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu não obedecia e só me ferrava!!! rsrsrs

      Excluir
  3. Betty....já tive dedo podre, mas era novinha e acho que aprendi bem a lição. Mas tenho muitas amigas vivendo em situações com caras parecidos com esses perfis aí...e incrível como elas não percebem isso, e quando nós falamos....é melhor não falar!

    Cada uma acaba aprendendo (ou não!!) na pele, sua própria lição.
    "Cada um tem o amor que acha que merece", como diz naquele filme "As vantagens em ser invisível. Essas mulheres acreditam que é isso que elas merecem, esse amor. Mas na verdade estão esquecendo de se amar.

    :**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma espécie de desamor, pois já me meti com homem-carniça, mas eu estava em uma fase bem ruim da minha vida e a carência me fez ver um príncipe num sapo. Tem gente que sai de um para outro!

      Excluir
  4. Adorei a postagem pq já vivi muito disso tudo ai.
    A gente atrai o que a gente pensa isso é fato.
    Tem mulheres com tendência a buscar só esses tipos de homens enrolados, acredito que isso tenha a ver tb com a figura masculina da infância.


    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será? Meu pai não era ciumento e nem possessivo, mas eu fui casada com um. Acho que confundi ciúme com amor, pois eu estava muito carente.

      Excluir
  5. Adorei o post. Tento fugir desses tipos. Não tem condições mesmo. Prefiro ficar sozinha a ter que encarar esse povo.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando a gente está sozinha, estes tipos atacam para valer. 1.000 sozinha do que com um tipo destes. Quando a gente se dá bem com a gente mesmo, não tem pq aceitar estes estepes.

      Excluir
  6. Oi Betty, tive que rir com o seu jeito de escrever, "homem carniça...
    Quem nunca teve uma paixão por um destes, hahahah...
    Mas são fases da vida, o importante é detectar logo e cair fora.
    Beijinhos,
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho que confessar, passei por umas fases brabas, em outros barcos qse entrei por inocência, como o do cara que leva para jantar num restaurante no fim do mundo... mas minha ficha caiu e eu fugi.

      Excluir
  7. Oi Betty
    Você é hilária, adorei seu texto. Bom, não me encaixo em nenhum destes tipos e acho que nunca tive o dedo podre pra relacionamentos amorosos.
    Eu sempre adotei o "Simancol" e o "desconfiômetro".
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sortuda!!! Eu já embarquei em várias destas hipóteses e até casei com um homem-carniça.

      Excluir
  8. Oi quelida Bety, adorei o post e concordo com alguns itens.Acho que são eles que nos escolhem!
    Porque ter dedo podre não é bem consciente não, pior é quando ele depois de alguns anos virá um "homem podre"..kkk
    Olha eu amei aquela cor de esmalte tb, igual só teve um da Lududurana, o Azule, vc se lembra dele? Ainda tenho mas todos fora de validade.
    Ótima semana,com muita paz.
    Obrigada pela visita.
    Beijos coloridos!♥♥♥



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o dedo é podre pq só aponta para homem podre. rsrsrs

      Excluir
  9. Betty, amei o post e não pude deixar de rir bastante....
    Acho que toda mulher caiu nessa um dia. De um jeito ou de outro, com certeza.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem uma comentarista que diz que nunca caiu numa dessas, mas ela foi a primeira que vi. rsrsrs

      Excluir
  10. Nunca tinha ouvido falar em mulheres dedo podre...


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderExcluir
  11. Existem muitas mulheres assim, acho que algum dia já fui assim com o dedo podre kkk Todos estes ai existem mesmo, com certeza. kkk
    Beijos no coração! Saudades, minha amiga!!
    DMulheresInstagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No fundo, mas bem no fundo, toda mulher tem a sua fase de dedo podre, principalmente quando é adolescente.

      Excluir
  12. Oi, Betty
    Acho que toda mulher já encarou um traste na vida, seja quando era jovenzinha ou mais velha. Eu não fugi à regra, encarei um mesclado. Sorte é que eu não fico muito tempo. Passado o período da paixão, eu logo começo a ver que caí numa roubada, dou mais um tempo para ter certeza, depois dou um jeito de me livrar. Da última vez, o cara era tão ciumento, possessivo e abusivo que deixei ele pensar que ELE tinha terminado quando, na verdade, eu o levei a isso. Já não aguentava há tempos. Que alívio! Rsrrss
    Beijos carinhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já encarei este tipo e não fui tão esperta quanto vc,pois casei com ele e me livrar não foi fácil.

      Excluir
  13. Betty, ri muito e lembrei de muita coisa que já aconteceu comigo (quem nunca???) e que vejo hoje acontecer com as pessoas, inclusive onde trabalho. Vc descreveu essas tranqueiras detalhadamente muito bem! A mulher sempre tem que ficar bem esperta com esses tipos (já peguei mesmo um possessivo que deixei falando sozinho, pq dava escândalo no meio da rua, queria me controlar e até mandar na minha roupa).
    Parabéns pelo post! Se alguém estiver envolvida com um tipinho desses, pelo amor, não caia fora...CORRAAAAAAAA!!!


    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estava tão carente, mas tão carente, que casei com um possessivo, que além de possessivo era falido. eu quando faço bobagem, sou das boas, sempre supero as expectativas. Fiquei 7 anos neste casamento!!! Hoje sou casada com um homem maravilhoso, mas até chegar aqui...

      Excluir
  14. Excelente Betty!
    Adorei, você foi super didática, só vai escolher porcaria quem quiser....rsrsrs
    Como é que ainda tem tanta mulher ingênua nesse mundo?
    Bjs

    ResponderExcluir



SUBIR