Como superar uma separação

25 de outubro de 2017 15 comentários

Como superar uma separação


Se você passou por uma separação dolorosa, daquelas de deixar um nó na garganta o dia todo e não conseguir pensar em outra coisa a não ser na pessoa que te deu um pé na bunda, ainda que você ache que não vai aguentar de tanta dor, vou contar uma coisa: Vai aguentar sim e mais do que isso vai passar.

Sei que no momento da separação dói de um tanto que fica difícil acreditar que esse sufoco vai ter fim, mas têm algumas coisas que você pode fazer para a situação melhorar. Não adianta ficar ligando para a pessoa e nem stalkeando nas redes sociais que não vai resolver. Também não adianta nada tomar um porre homérico, transar com o porteiro e acordar no dia seguinte com uma ressaca moral daquelas difíceis de apagar do currículo.

Eu acabei de ler Outros Jeitos De Usar A Boca, da Rupi Kaur, e o livro é sensacional. É livro para ler de um fôlego só e rapidinho. Toda mulher precisa ler este livro e todos os homens deveriam ler para entender melhor as mulheres. Foi em Outros Jeitos De Usar A Boca que encontrei esta lista de tarefas para fazer depois de uma separação. São 16 itens que, se seguidos direitinho, podem ajudar a sair da maré negra e dar a volta por cima.


Como superar uma separação


Se precisar, leve com você esta lista de tarefas, pois ela pode ser útil e se você sabe de alguém que está passando por isso, então dê esta lista de presente.


Foto @coolchicstyle
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

15 comentários :

  1. É difícil até quando a gente é que dá o pé na bunda, pois às vezes amamos a pessoa, mas ela já errou tanto, nos fez tanto mal, que mais vale longe que perto. É muito difícil, mas necessário para o nosso bem.
    Bjo 😘!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Meri,
      Já deixei, já fui deixada, e a verdade é que separação, não importa quem deu o motivo ou quem tomou a iniciativa, é sempre muito difícil.
      Bjs

      Excluir
  2. Oi, Betty
    Já sou tão experiente que da última vez não caiu uma lágrima do meu olho. Me senti foi aliviada. Mas a frustração é enorme, depois de tanto investimento emocional e financeiro. Uma das primeiras providências foi me desfazer de TUDO, inclusive presentes que ele me deu. Dá uma sensação ótima, de jogar tudo realmente fora. A lista é ótima, adorei o sorvete de menta com chocolate.
    Beijos
    https://50modaebeleza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não pretendo me separar mais, mas quero experimentar o sorvete de menta com chocolate assim mesmo.

      Excluir
  3. Não deve ser fácil passar por uma separação, Betty. Gostei da listinha de tarefas... tomara que não precise usar tão cedo rs;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que vc não tenha que passar por isso nunca!

      Excluir
  4. Adorei as dicas, mas espero não precisa usar. HAHA De qualquer forma, elas teriam sido úteis um bom tempo atrás, quando eu era mais nova!
    Beijos

    Fe
    www.feejao.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre é útil em alguma fase da nossa vida, ou para dar esta listinha de presente para uma amiga que esteja precisando.

      Excluir
  5. Esse blog, super legal sempre que posso faço uma visita por aqui. Visitam o meu ai pessoal, desde já fico grato https://conectadosaopaulo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, já visitei o seu blog e gosteimuito.

      Excluir
  6. Oi Bety quelida, adorei as dicas, passei por isto e ainda estou passando. Ainda choro pelo defunto na sala. Depois de 36 anos a separação é muito doída quase impossível, para ambos os lados.
    Estamos no mesmo teto, mas separados de alma e corpo.
    Enfim...
    Desejo a você um ótimo dia, com muita paz.
    Obrigada pela visita.
    Beijos coloridos!♥♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tire do mesmo teto, ainda que vc tenha que pagar por isso. Um teto todo seu, numa situação dessa, não tem preço.

      Excluir
  7. Betty, o motivo da minha separação foi a morte dele, assim sem avisar sem mais nem aquela. Eu não tive listinha ou sabedoria para me amparar; eu tive sim, uma neta para acabar de criar e toda a minha responsabilidade pareceu aumentada. Agora que ela fez 19 anos trabalha e voltou a morar com a por causa do trabalho dela que é em outra cidade senti o peso! Virei chorona, carente pois antes ela me ocupava. É claro que a doença que tive ajudou bastante a ter essa caRÊNCIA. Um abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria Luiza,
      Já notou que esta listinha serve também para a ausência da sua neta? Se você seguir item por item vai ver que pode ajudar um bocado. Eu começaria com o sorvete de menta com chocolate.
      Sei bem o quanto a doença pode nos deixar solitárias, este blog é produto de uma doença + um falecimento + solidão, e ele ganhou vida própria no momento em que eu, teimosamente, resolvi não ser triste.
      Bjs

      Excluir
  8. Oi Betty... já tive várias separações, já terminei e terminaram comigo, mas o que eu sempre
    fazia era sair para dançar com os amigos, sem ficar com ninguém, só para dançar... e funcionava, rsrsrs
    Beijosss!!!
    *Já tomei sorvete de menta com chocolate, é muito bom!!!

    ResponderExcluir



SUBIR