O tempo entre costuras – uma série para se apaixonar

18 de outubro de 2017 10 comentários

O tempo entre costuras – uma série para se apaixonar


Eu li o livro “O Tempo Entre Costuras”, de Maria Dueñas, e gostei muito. Teria adorado não fosse pelo final mal arrematado que me deu vontade de jogar o livro na parede, mas o livro virou série e série boa.

Vi por acaso um episódio da série O Tempo Entre Costuras na TV por assinatura e achei fantástico, pois mesmo tendo começado a assistir ao episódio na metade do mesmo, e sem saber do que se tratava, logo entendi que estava vendo O Tempo Entre Costuras, de tão igual ao livro que a série é. Os personagens também são muito parecidos fisicamente aos descritos no livro.

Como tinha me decepcionado com o final do livro, resolvi não assistir à série, até que uma amiga, leitora do blog entrou em contato comigo e me convenceu que a série é maravilhosa, e ela tem razão!


O tempo entre costuras – uma série para se apaixonar
Sira e sua mãe no ateliê de costura

Breve resenha


A série se passa no final dos anos 30 e início dos anos 40, quando a Europa estava saindo da primeira guerra e já entrando na segunda.

A personagem principal, Sira Quiroga (Adriana Ugarte), é uma garota pobre, filha de mãe solteira, que tem uma ascensão social fantástica ao se tornar costureira das senhoras ricas da sociedade de Marrocos e posteriormente de Madri. Esta ascensão social está atrelada ao fato de que ela é uma espiã espanhola, que se faz passar por marroquina, e trabalha contra os alemães.

Ela me lembrou um bocado a Coco Chanel, não apenas por ser estilista, mas também por ser espiã, sendo que Coco Chanel foi espiã em favor dos alemães, ponto contrário da personagem Sira.


O tempo entre costuras – uma série para se apaixonar
Sira entre as suas cliente e convidadas de uma festa

Porque assistir


1. É uma série de época muito bem ambientada e embora não seja uma série biográfica, diz respeito a fatos que realmente aconteceram no mundo.

2. Apesar da guerra que acontecia na Europa, a série mostra um lado glamoroso, onde mulheres alemãs, portuguesas, inglesas e espanholas, frequentam festas e eventos da alta sociedade como se nada estivesse acontecendo de terrível no mundo.


O tempo entre costuras – uma série para se apaixonar
Sira no Café "A Brasileira", em Lisboa

Preste atenção


Poucas vezes vemos imagens de Portugal na TV ou no cinema, e nesta série, quando Sira vai para Portugal, você poderá ver Lisboa numa época áurea, com o seu Café A Brasileira e suas lojas do Bairro da Baixa.

Também é mostrado o Estoril, com o seu cassino e praças bem cuidadas.


O tempo entre costuras – uma série para se apaixonar
Rosalinda Fox com o seu amante Juan Luis

Moda – Figurinos


Os figurinos são de época e depois que Sira se torna uma modista famosa eles se tornam deslumbrantes, não apenas nas suas roupas de noite, como também nas roupas do dia a dia.
Os figurinos vão além da personagem principal, pois suas clientes são mulheres de alta sociedade e os modelos que usam são maravilhosos.


O tempo entre costuras – uma série para se apaixonar
Marcos e Sira


A primeira temporada de O Tempo Entre Costuras se encontra na Netflix. Eu ainda não cheguei ao final da série. Espero não me decepcionar, como me decepcionei com o final do livro.

Se você gosta de série de época, então vai gostar da série. Se gosta de suspense, vai gostar da série. Se gosta de romance, vai gosta da série. Se gosta de moda vintage, então vai se apaixonar pela série. Assista!





Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

10 comentários :

  1. Uma super resenha, Betty... Dá vontade de ir assistir agora mesmo:)
    Sou "série maniac", adoro dicas assim;)
    Bjs e bom dia!

    ResponderExcluir
  2. I really love your post my dear <3<3<3

    ResponderExcluir
  3. Hummm tô ficando viciada nas suas indicações!!!
    Amei a série ANNE com E, estou a espera de uma nova temporada. Eu já tinha visto essa indicação no NETFLIX, com a sua resenha é claro que vou assistir.
    Gostaria de lhe indicar uma série que estou assistindo no NETFLIX "CALL THE MIDWIFE", também é de época, não tão glamorosa como esta. É baseada nas memórias de Jennifer Worth, em Londres na década de 1950, conta histórias de parteiras e freiras parteiras em um bairro pobre de Londres, pós guerra. Cada episódio é uma historia de uma família diferente, me faz muito pensar em como evoluímos na medicina, mas retrocedemos nas relações pessoais, muitas vezes basta uma palavra amiga, um olhar mais carinhoso, um abraço. Espero que goste.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tá na cara que vou assistir e vou gostar! Adoro séries femininas ou feministas ou ambos!
      Bjs

      Excluir
  4. Oi Betty, não sei se foi problema do trailer, mas senti um clima de novelão nessa série. Não sei se eu iria curtir... mas gostei dos aspectos históricos abordados, essa época é sempre um prato cheio para histórias interessantes. Um beijo!

    ResponderExcluir
  5. Anotadinho para assistir. Uma pena que acabo rápido a temporada e tenho que ficar esperando mais rs....

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Oi Betty... série anotada, gosto muito de ver as roupas de época e também
    deste tema de espionagem... Beijosss!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá Betty,
    Minha prima amou o livro e sempre falava! Quero ver a série!
    Beijosss.

    ResponderExcluir
  8. Comecei a assistir semana passada e já estou viciada, tem todos os elementos que eu gosto em uma série de época ambientada durante período de guerra :)

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
  9. Foi ótimo encontrar seu post. Eu coloquei essa série na minha lista, mas achei que ela ia ficar por lá, sabe? Eu terminei The Chef's table hoje e tava sem nada pra assistir. Acho que vou assistir ela.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir



SUBIR