Reflexões sobre vida após a morte

23 de maio de 2018 13 comentários

Reflexões sobre vida após a morte



Eu perdi uma amiga para o câncer não faz muito tempo e falei sobre este assunto aqui. Sinto falta dela e tenho pensado muito em vida após a morte. Ela era espírita e acreditava na vida após a vida, mas eu realmente não sei... Eu gostaria que existisse uma vida além desta vida material que vivemos aqui, gostaria de rever meus pais, minha avó, minha madrinha, algumas amigas, alguns parentes, meus cães que já partiram e especialmente conhecer meu irmão, que morreu antes de eu nascer. Mas entre o meu desejo e a realidade existe um abismo. Assim como eu gostaria que existisse vida após a morte, eu também gostaria de acordar de manhã com U$ 5.000.000 na minha conta bancária, e sei que meu desejo não vai se concretizar com o meu simples querer.

Li uma crônica numa revista e já não me lembro mais quem escreveu, mas acredito que tenha sido uma psicóloga, e era uma psicóloga conhecida (mas quem?), e ela dizia que que tinha lido em algum lugar que as pessoas existiam enquanto existisse alguém que pensasse nelas, mas este pensamento do qual dependiam as pessoas que já morreram para continuarem a existir, seria de alguém com quem tenham convivido. Por exemplo, eu penso em Machado de Assis, mas eu só conheci Machado de Assis pelos seu escritos e por uma fotografia em preto e branco que é amplamente divulgada, esse meu pensamento não torna Machado de Assis vivo, pois eu não convivi com ele, são sei como ele andava, qual o som de sua voz, qual o seu cheiro e outras particularidades que nós vivos temos. Já, quando penso na minha avó, eu a mantenho viva, pois sei como ela se vestia, sei como ela tocava piano, que guardava suas orações favoritas em baixo do travesseiro, que saia sempre de guarda-chuva, mesmo que não fosse chover, que prendia o cabelo num chignon, e outras coisas humanas que a faziam minha avó e não qualquer avó ou qualquer pessoa. Eu era sua neta caçula, então, enquanto eu viver e meus primos viverem também, ela estará viva, mas quando todos nós morrermos, ela “puf”, explodiria no ar como uma bola de sabão e, finalmente, deixaria de existir, pois minha filha e os filhos dos meus primos, não a conheceram pessoalmente.


Reflexões sobre vida após a morte


Pode parecer um pensamento meio bobo sobre a vida após a morte, mas é tão bobo quanto acreditar que vamos morrer e ir para o Céu ou para o Nirvana, ou que vamos morrer e passar um tempinho no mundo espiritual para depois voltar, e é tão louco quanto acreditar que quando morremos não tem mais nada após a vida. Às vezes gosto da ideia de que simplesmente morremos e fim, como um sono sem sonho, já citado por Shakespeare em Hamlet, eu não me importo em dormir e não sonhar, dormir e não voltar, mas também não me parece muito lógico.

Nesta altura você deve estar achando que sou ateia... antes fosse, mas como nada é tão simples assim, eu diria que ás vezes sou ateia, outras vezes católica, em outras evangélica e até mesmo espírita. Realmente não sei o que sou em matéria de espiritualidade, mas torço muito que tenha alguma coisa além desta vida e se tiver, que seja algo que valha a pena.

E você, acredita em vida após a morte?



Fotos: Joshua Reddekopp e Daniel Hansen, ambas através do Unsplash
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

13 comentários :

  1. Eu Betty
    Quero muito acreditar que existe algo após esta nossa vida. Penso que seria muito cruel vivermos nesta terra, passar por perrengues e coisas boas também, e simplesmente deixássemos de existir, sermos devoradas por vermes e pronto. Por isto, quero que minha fé me faça esperar um lugar especial, e encontremos todos os nossos queridos que nos precederam na glória.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cissa,
      às vezes acredito nisso também, masnão é um credo constante. Uma vez, conversei com um padre sobre isso, e ele disse que era normal, que até eletinha essas dúvidas.
      Beijos.

      Excluir
  2. Que sincronicidade...ando assistindo a alguns vídeos com depoimentos de pessoas que tiveram experiência de quase morte (EQM) e estou muito interessada no assunto!
    Eu acredito que exista algo sim, pois também tive uma EQM e me vi fora do corpo e vi tudo o que estava acontecendo comigo, eu era criança e me lembro até hoje, inclusive da sensação de voltar para dentro do corpo....
    Foi forte!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris,
      Eu tive uma experiência de quase morte, mas tinha 2,5 anos de idade, então me lembro muito pouco. Lembro quando voltei, mas não para onde fui, ou se fui...
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Betty!
    Acompanho seu blog e gosto muito de tudo que você escreve. Em especial quando você conta sobre sua mãe e sua avó.
    Adorei o post de hoje! Sinto uma imensa falta da minha avó e tento mantê-la viva na minha memória.
    Um beijão,
    Renata (filha da Concessa)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi prima,
      Que delícia saber que vc está me lendo! Tenho muita saudade da minha avó, da minha mãe e da minha Tia Joana (sua avó).
      Beijos

      Excluir
  4. Olá, Betty!
    Eu não entendo nada de espiritualidade, sou católica, leio a Bíblia diariamente
    e é na palavra de Deus que eu acredito.
    Pelo pouco que entendo os mortos estão dormindo esperando a vinda de Jesus para serem ressuscitados.
    Uma coisa é certa, ninguém escapa da morte, um dia todos nós vamos partir.
    Feliz de que ler e crer na palavra de Deus.

    Um beijo no seu ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada é mais certo do que a morte, mas étãodifícil aceitá-la.

      Excluir
  5. Esse é um tema que fujo sempre, pois tenho medo da morte, não sei de onde veio esse pavor, pois é a unica coisa certa em nossa vida. Mas também é fascinante, pois agente acredita que aja vida após a morte. Li sobre casos verídicos e tenho um amigo espirita que tenta me doutrinar e as coisas que ele fala, me toca. É um mistério.
    Bjos, tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb não estendo e é um campo bem misterioso para mim. Não tenho medo da morte, tenho medo da dor...

      Excluir
  6. Oi Betty... eu sinceramente não sei em que acreditar... sei que precisamos viver bem nesta vida pois não sabemos se teremos outra!!!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  7. Oi Betty
    Essa pensamento da psicóloga que compartilhou com a gente é bem parecida com a crença dos mexicanos, mas eles acreditam que, enquanto contarmos as histórias daquelas pessoas, elas viverão (já assistiu Viva - A vida é uma festa?). Eu não sei no que acreditar, não sei mesmo. Não consigo acreditam na ideia de paraíso pregada pelo Cristianismo, porque não me entra na cabeça termos que sofrer tanto aqui pra somente depois da morte sermos recompensados. As vezes acho que pendo mais pra ideia de reencarnação. Não sei.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa, não asssiti a este filme, mas vou procurar.
      Beijos

      Excluir



SUBIR