Uso do celular no dia a dia e os escravos do celular - Gosto Disto!

30 de janeiro de 2019

Uso do celular no dia a dia e os escravos do celular



Celular é uma necessidade e por mais que você tente evitar vai olhar na telinha várias vezes no seu dia a dia, e não vai ser para atender ao telefone, pois cada vez mais o telefone celular deixa de ser um telefone e passa as ser uma apêndice da pessoa. O grande problema é que as pessoas começaram a agir como se todas fossem  Kardashians, e vivem num reality show encenado por e para elas mesmas!

Não dá para viver sem usar um celular e eu, particularmente, compro um celular pela capacidade de sua câmera, pois faz muito tempo que não levo uma máquina fotográfica em uma viagem, me basta um bom celular para registrar os momentos preciosos de minhas andanças pelo mundo, mas de uns tempos para cá, pouco importa se estou viajando ou não, eu estou fotografando, pois viciei no Instagram e no Pinterest.

Mas vamos deixar o meu caso de lado, pois este post nasceu por causa de uma conversa com uma amiga através do whatsapp, quando encaminhei para ela o vídeo uma experiência feita pela Unimed em Maringá, Paraná, sobre Phubbing.

Phubbing é o ato de você ignorar alguém que está ao seu lado para mexer no seu celular.

Quem nunca viu uma mesa de bar ou restaurante onde as pessoas, em vez de conversarem entre si, ficam interagindo on line através do celular?
Quem nunca foi vítima de um escravo do celular em uma reunião de família ou amigos?

É horrível! Você começa a contar algo importante, ou não, para uma pessoa e ela interrompe a conversa para olhar na tela do celular, muitas vezes parando tudo para responder a uma mensagem do whatsapp. E o pior que este comportamento deixou de ser típico de adolescentes e pessoas de 30 anos ou mais passaram a agir como loucas usando o celular o tempo todo nas mãos e sem nenhuma interatividade real com o que está passando a sua volta na vida real?



Eu, quando sinto a minha desimportância para essa pessoa escrava do celular, paro de falar e quando a pessoa retorna de sua importantíssima conversa on line com o grupo de do whatsapp das melhores piadas do dia, e me pergunta do que eu estava falando mesmo, logo descarto dizendo que não era nada importante, mesmo que eu precisasse comunicar a morte de um parente da dita cuja que deixou uma herança milionária no Canadá.

Aprendi a me tornar refratária às pessoas praticantes do phubbing. Evito sair com gente viciada em celular, whatsapp, facebook e instagram. Se não tem jeito, falo apenas o necessário, pois sei que não vão ouvir mesmo e se for algo importante, paro, pego meu celular e passo uma mensagem via whatsapp para a criatura que está na minha frente pendurada no celular, como quase nunca é, a criatura acaba ignorada mesmo.

Vamos deixar claro que, embora as pessoas estejam cada vez mais usando o celular no dia a dia sem ligar a mínima para quem está com elas, isto é de uma grosseria sem precedentes! É horrível ser ignorado por alguém que tudo que tem a dizer ou fazer é repassar um meme bobinho pelo celular.

Regrinha de etiqueta básica: se for sair com alguém ou estiver em um grupo e precisar atender a uma mensagem urgente que porventura vá surgir, deixe isso claro para os seus acompanhantes antes que aconteça e, caso aconteça mesmo, peça licença para atender ou passar uma mensagem pelo celular.

Se você não é uma médica, não está de plantão para emergências de vazamento em uma usina nuclear, não é bombeira ou delegada plantonista, por favor, não atenda o celular, deixe ele na sua bolsa.

Mas eu tenho filho? Sua mãe também tinha e criou você sem um celular, não criou?

Se você for fotografar ou filmar uma reunião, peça licença para as pessoas que estão com você e veja se elas concordam em serem filmadas ou fotografadas. Na maioria das vezes as pessoas concordam e até gostam, mas se a pessoa não gostar, respeite a opinião dela.

Não gaste a reunião toda filmando ou fotografando. Faça suas fotinhos, e deixe de lado o celular para poder interagir com as pessoas. Não vá incorporar uma Kim Kardashian que numa viagem de férias, de uma semana, tirou mais de 6.000 selfies.

Se você está exagerando na dose de celular, anda tropeçando na rua por estar acessando redes sociais, já bateu o carro porque resolveu teclar quando está dirigindo, pare enquanto é tempo! Você está engrossando a fila de zumbis escravos do celular.

Toda essa interação on line pode fazer com que você se sinta amada e querida, mas deixe o celular de lado por uns dois dias e você verá que a sua importância on line não passa de ilusão.

Não faça do seu celular a sua única companhia, a grosseirona solitária pode ser você.

Este vídeo é muito bacana, vale a pena ver, pois são situações que acontecem cada dia mais.




15 comentários:

  1. Oi Betty... o pior são os vídeos que as pessoas assistem com som bem alto... olha, esse puxão de orelhas vale pra mim também que uso bastante o celular, mas estou me policiando muito e policio meu marido também
    Beijosss!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu levei um susto com esta história de vídeos. Estava com uns amigos em uma mesa e num determinado momento uma das pessoas abriu um vídeo no maior berreiro, e o pior é que ria sozinha... é muita falata de educação!
      Tb ando me policiando.
      Beijos

      Excluir
  2. Oi Bety!!! Primeiro seu blog ta lindo!! Menina tenho filhote autista que tem loucura pelo celular. Nesse fim de semana fiquei possuida, marido vive dizendo assim" vcs são escravos do celular" Eu gosto muiiiito mas vivo me policiando. A regra é meu celular é meu e não do filhote. Ja o do marido vive nas mãos do menino por mais que eu brigue. Mas já fugi da historia. Nesse fim de semana fomos a praia. Marido sentou na sombra, o menino na areia e eu puz o celular no bolso e saia caminhando,não sem antes avisar, andei uma hora mais ou menos, voltei com o bolso cheio de conchinhas, algumas ideias novas e uma dezena de fotos, isso mesmo 10 fotos( do mar, do pescador, das conchinhas e do filhote)
    A praia pra mim é assim andar. O marido estava no mesmo lugar e o menino bem o menino saiu andando e ele não viu porque estava grudado no celular. Eu caminhando mas verificando a criança vi quando ele começou a caminhar e voltei catei a criança e levei comigo. Ele nem notou. Grudado no celular respondendos os importantissimos amigos do futebol. rsrsrsrs Azedou o negocio, não disse nada pra não perder o passeio, mas fiquei pensando nisso até agora e lendo seu texto sinto que isso esta dentro da casa de todos nós e até meu marido tão centrado sucumbio.
    Um beijo da Eliane.
    Ps: celular é bom ! Li seu post nele e corri pro Pc prapoder comentar com esse textão! mas agora ele volta pra gaveta vou lançar!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliane,
      Não vou dizer que sou a criatura mais controlada com celular, mas tô tentando me conter. Meu marido, se o celular tocar, é capaz de joga o carro em cima da calçada para responder!!! Mesmo que seja um telemarketing qualquer!
      Tá na hora de controlarmos o celular e não sermos controladas por ele.|
      Beijos

      Excluir
  3. Betty
    Não me importo muito ao celular, mas amo o instagram hahah E amo tirar fotos de tudoooo ahahah Amei o texto! E ver as pessoas assistir os vídeos e deixar o som nas alturas , me faz rir demais

    Beijos e uma excelente semana!
    Blog DMulheresInstagramFanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sheyla,
      Tb sou chegadinha no instagram, mas me seguro para que não interfira nas minhas relações pessoais. Já os vídeos sendo vistos e ouvidos aos berros, me incomodam.

      Excluir
  4. Betty,eu uso bastante o celular. Uso à Câmara,uso para fazer pagamentos,uso para postar no blog,uso para as redes sociais,mas sem exagero. No trabalho uso para fotografias e das 8hs as 16hs n vejo redes sociais. Em casa,as 20hs desligo. No trabalho almoçamos no restaurante da escola e eu nunca uso. É triste ver esta dependência. No trem tenho minhas companheiras de trem e aproveito para por o papo em dia. Boa noite amiga,beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia,
      Tb uso bastante, mas abro o whatsapp somente uma vez por dia e só respondo quando realmente é importante. Não fico passando memes e nem orações. Se posso ligar para a pessoa, eu ligo, pois prefiro falar do que ficar mandando msg, mas tenho pessoas próximas que ficam o dia todo no whatsapp! Estou em 3 grupos enlouquecedores e tenho medo de sair e magoar as pessoas.
      Beijos

      Excluir
  5. Oi Betty, quanto tempo seu blog está lindo repaginado. Tenho desacelerado bastante com relação a celular. Minha dedicação é mais para os posts e estudar. Uma coisa que me enerva num grau imenso é no show, no cinema. No show, a pessoa esperar soar o terceiro sinal para desligar o celular (quando desliga), quando não diminui o brilho e tira o flash do celular. Acho de uma falta de respeito imensa com as pessoas ao redor, com o artista. Pra quê, não é. É algo assim tão de vida ou morte? Não acredito. Está demais. Beijos e felicidades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Regina,
      A reforma no blog é nova, mas ainda não está do jeito que quero e provavelmente e tenha que contartar outra webmaster, pois não gostei de como o blog ficou no celular e tablet.
      Já enfrentei gente que liga a tela do celular no cinema e fica lendo msgs! É horrível, pois a luz vem na cara da gente!
      Beijos

      Excluir
  6. Oi, Betty
    Acho que esse hábito é um caminho sem volta. Já li em pesquisas que o brasileiro é aficionado por redes sociais. Eu fico incomodada e até magoada. Já fui à casa de uma amiga, a convite dela, pra passar a tarde e ela ficou no celular, ainda interrompia o que eu falava pra dizer o que estava lendo no Face. Para forçá-la a dar uma parada, eu fazia perguntas. Aí, ela parava pra responder e "esquecia" um pouco do celular. Nem tenho vontade de ir mais à casa dela...
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente já enfrentei esta situação e estou, discretamente, evitando a pessoa, pois eu falo e ela fica falando no celular com outras pessoas! É constrangedor!!!
      Beijos

      Excluir
  7. Oi Betty,
    hoje em dia é extremamente comum ver jovens e pessoas mais velhas sendo cada vez mais sugadas pelo o celular, onde se tornou um caminho sem volta.


    Folhas De Netuno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que as pessoas perderam a noção é um fato, mas poerderam também a educação! Dão prioridade às msgs de celular em vez de conversar com quem está na frente delas.

      Excluir
  8. Uau! Betty, deu uma grande angústia ver esse vídeo! Porque é a realidade! É o que vivemos...
    Eu uso bastante o celular, mas passei a cancelar todas as notificações dos Apps e mídias sociais e checo whatsapp e instagram apenas uma vez ao dia. Realmente é viciante e se a gente não cuidar, não vive! É abduzida pela maquininha...uma forma grave de alienação.
    Eu quase chorei num restaurante há alguns dias quando vi uma família numa mesa ao lado. O pai e a mãe no celular, pelo jeito instagram ou facebook e a filha pequena, pedia: mamãe, papai, deixem o celular de lado, conversem comigo! E eles nem olhavam para ela, só diziam já, já...e continuavam a mexer no celular!
    Dureza...
    Bjs

    ResponderExcluir

Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido com
POR LORY DESIGN