Minha Fama de Mau – um filme sobre uma grande amizade - Gosto Disto!

18 de outubro de 2019

Minha Fama de Mau – um filme sobre uma grande amizade

Minha Fama de Mau – um filme sobre uma grande amizade

Eu li o livro Minha Fama de Mau em 2010 e só agora foi transformado em filme, mas valeu a pena esperar, pois deu um bom filme.
Basicamente, 1/3 do livro fala da amizade do Erasmo Carlos, autor do livro, com Roberto Carlos, e 2/3 fala de Narinha, sua esposa e grande amor de sua vida.
O filme não é tão amplo, e foca mais na amizade de Erasmo Carlos (Chay Suede) e Roberto Carlos (Gabriel Leone).




Minha Fama de Mau – livro


Minha Fama de Mau – um filme sobre uma grande amizade

Resenha


Erasmo Carlos é um garoto doido por rock, mas é pobre, mora com a mãe em uma casa de cômodos na Tijuca, no Rio de Janeiro. Não toca e nem canta nada. Entre seus amigos está Sebastião Maia, um gordinho amalucado que vai se tornar um dos maiores compositores e cantores do Brasil: Tim Maia. Tim Maia ensina Erasmo Carlos a tocar três acordes no violão e esses acordes vão ser suficientes para que ele toque, cante e componha.
Erasmo Carlos começa a trabalhar como assistente do Carlos Imperial, que era um cara poderoso na indústria musical brasileira na época.
Através de Carlos Imperial (Bruno De Luca) é que ele conhece Roberto Carlos e começa uma grande amizade e parceria que perdura até hoje.

Minha Fama de Mau mostra a vida de Erasmo Carlos desde antes de aprender a tocar e cantar, até o momento em que ele conhece Narinha.

Minha Fama de Mau – um filme sobre uma grande amizade

Porque assistir


Minha Fama de Mau é um filme que mostra os ano 60 e início dos 70 no Brasil, mas não mostra a ditadura militar, pois Erasmo e Roberto Carlos eram da Jovem Guarda, um movimento musical importante no Brasil, mas não era um movimento revolucionário, era uma música mais dançante, mais alegre, mais despreocupada.
Tem gente criticando o filme por não mostrar o que acontecia politicamente no Brasil naquela época, mas o filme é baseado no livro, que fala muito pouco sobre política, e a verdade é que quem viveu aqueles anos de chumbo, diz que os revolucionários eram um minoria, a grande parte da população não estava preocupada com a política, vez que a economia ia bem e sempre que a economia de um país vai bem, as ideologias ficam em segundo plano.

Hoje, quando se fala da ditadura militar, tem-se a impressão que acontecia uma revolta em cada esquina, mas a verdade é que não foi bem assim. Os revolucionário eram poucos e alguns artistas lutaram contra o regime militar, mas o fizeram de maneira muito mais discreta do que hoje querem levar a crer que o fizeram.

Minha Fama de Mau – um filme sobre uma grande amizade

Preste atenção


O filme mostra cenas da época em preto e branco e dá pra sentir o sabor dos anos 60 nestes flashes.
A cena que me emocionou profundamente foi quando Erasmo e Roberto reatam a amizade, depois de um período de afastamento e de Erasmo ter mergulhado em drogas e depressão.

No final do filme aparecem cenas da vida de Erasmo Carlos com a Narinha e com os filhos. São vídeos domésticos, muito alegres, daqueles que aquele tio resolve mostrar no fim do almoço de domingo.

Minha Fama de Mau – um filme sobre uma grande amizade

Moda e Figurino


O figurino é de época e está maravilhoso. Muitas das roupas são cópias fieis daquelas que Roberto e Erasmo usaram no palco.

Wanderléa (Malu Rodrigues), a Ternurinha, recebe um tratamento pouco profundo no filme, no livro ela tem uma relevância um pouco maior, mas não é uma das personagens principais, porém são dela os melhores looks do filme, com minissaias vertiginosas, maquiagem com muito rímel e cabelão loiro sendo jogado de um lado para outro na hora do palco.

Minha Fama de Mau – um filme sobre uma grande amizade


Não dá para cobrar engajamento político de Minha Fama de Mau, pois não é um filme sobre política, mas sim sobre uma grande amizade e nisso ele cumpre bem o seu papel. Nem preciso dizer que as músicas são ótimas, por são da fase roqueira de Erasmo e Roberto, que foi uma fase fantástica.
O filme não passou nos cinemas da minha cidade e eu descobri uma boa cópia no Youtube, totalmente gratuita, mas não sei até quando vai ficar por lá, pois existem copias pagas, cujo preço é R$ 24,90.
Vou deixar o filme aqui, basta dar o play e começar a assistir já ou guardar um tempinho no final de semana para vê-lo. Vale a pena!




4 comentários:

  1. Olá Betty
    Gostei bastante do filme e concordo que não tinha mesmo que ter viés político (hoje até comer virou política afe viu)
    Também me emocionou a cena do reencontro do RC e do Erasmo com a delicadeza do cenário e a composição da música Amigo. Achei lindo quando o Erasmo diz que não faltava nada na música e o Roberto diz: faltava você.
    Ótimo fds pra ti e todos aí
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Betty... está aí uma dica legal, vou ver se assisto no Youtube.
    Beijosss!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Betty! Grata por partilhares amiga ! Vou ver amanhã! Bom fim de semana! Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Eu amei o filme. Também já tinha lido o livro e geralmente, quando assisto ao filme depois me decepciono um pouco por nunca conseguem ser fiel. Porém, o filme superou minhas expectativas. Os atores foram fantásticos, com menção especial para o Chay Suede que me cativou imenso. Entrei nas cenas do filme porque vivenciei boa parte da Jovem Guarda . Wanderléia cantando me remeteu às minhas imitações infantis e o quanto eu a achava maravilhosa. A história de Erasmo é a história de toda a Jovem Guarda. Admiração total para ele e a sua resiliência que é impressionante. Apesar de já estar separado da Narinha e com três filhos ela se matou. Há uns dois ou 3 anos atrás um de seus filhos morreu em um acidente de moto. Aliás a vida não foi fácil para nenhum dos 3. Roberto com a perna mecânica de um acidente pouco explicado até hoje, o filho praticamente cego, as mulheres morreram de câncer e Wanderléia quando noiva e mulher do Lelelo filho do Chacrinha, teve o noivo paraplégico fruto de um acidente horrível na piscina e depois mais ,uma vez a piscina ceifou a fida de seu filho Leonardo que morreu afogado ainda muito criançinha. A Jovem Guarda fez história e está em nossos corações. Fime imperdível.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido com
POR LORY DESIGN