O Pintassilgo poderia ser um bom filme mas deixou a desejar - Gosto Disto!

1 de novembro de 2019

O Pintassilgo poderia ser um bom filme mas deixou a desejar

O Pintassilgo poderia ser um bom filme mas deixou a desejar

Eu li o livro O Pintassilgo de Donna Tartt de um fôlego só, apesar de ter mais de 700 páginas e sei muito bem que bons livros nem sempre dão bons filmes. O inevitável aconteceu, O Pintassilgo, que é um livro fantástico, deu em um filme apenas razoável, mas ainda assim digno de ser assistido. As críticas estão massacrando o filme, mas assista sem nenhum juízo de valor e você poderá gostar.



O Pintassilgo poderia ser um bom filme mas deixou a desejar

Resenha


Theo Decker (Oakes Fegley, quando jovem e Ansel Elgort, quando adulto) perde sua mãe aos 13 anos de idade num atentado ocorrido no Metropolitan Museu em Nova York, no qual ele está presente. Pouco antes do atentado ele nota uma menina ruiva, Pippa (Aimee Laurence, quando criança e Ashleigh Cummings, quando adulta), muito bonita, pela qual se apaixona de imediato, esta será a sua paixão pelo resto da vida.
Logo depois do atentado, no caos que se formou no museu, o Sr. Welty (Robert Joy) que acompanha Pippa, antes de morrer, entrega a Theo um anel pedindo que ele entregue ao seu sócio, Hobie (Jeffrey Wright). Além do anel, antes de sair da área que se transformou em escombros, Theo leva consigo a pintura de um Pintassilgo, de Carel Fabritius, de 1654.
Esta pintura, para ele vai ter um significado muito forte durante toda a sua vida, pois embora ela não seja uma pintura que possa ser vendida, por ser muito famosa, ela se transforma em uma espécie de lastro para a vida e os sonhos de Theo.
Ao ir entregar o anel, conforme Welty havia pedido, Theo se vê num antiquário e este antiquário, bem como a arte, vai determinar o rumo de sua vida.
Como Theo não tem parentes, depois do atentado é acolhido temporariamente pela família de Andy, um colega de classe, e a Sra. Barbour (Nicole Kidman), se apega a ele.

O filme, bem como o livro, mostram as mudanças na vida de Theo:

1) A morte de usa mãe e a perda de um lar seguro.
2) A mudança para a casa de Andy e todo o bom gosto que ele encontra no apartamento daquela família.
3) A mudança para Las Vegas com o seu pai Larry (Luke Wilson) e sua namorada Xandra (Sarah Paulson) e a amizade com Boris (Finn Wolfhard, quando jovem e Aneurin Barnard, quando adulto). Finn Wolfhard está maravilhoso no papel de Boris adolescente.

4) A morte do pai e a fuga de Theo para Nova York.

O Pintassilgo poderia ser um bom filme mas deixou a desejar

Porque você deve assistir


O livro O Pintassilgo foi um dos livros mais incensados em seu lançamento, mas por ser um livro estadunidense, muitas imagens não são próprias da nossa realidade brasileira, como é o caso do condomínio abandonado num deserto de Las Vegas, onde Theo vai morar com o pai em uma casa invadida. O filme ajuda na construção de imagens para as quais nos faltam referências.
Note que Theo, apesar de todos os problemas, sempre consegue uma maneira de superá-los, e a morte do pai, que teoricamente seria uma desgraça em sua vida, é uma libertação, mas não espere uma redenção do personagem principal no filme.

O Pintassilgo poderia ser um bom filme mas deixou a desejar

Preste atenção


Ainda que o filme fosse péssimo, o que não é uma verdade, ele valeria pela cena em que Theo foge de Las Vegas com o cachorrinho de Xandra, e o fundo musical é a música de Bob Dylan, It’s All Over Now, Baby Blue, numa interpretação fantástica Van Morrison. Nuca vi uma música tão bem inserida numa cena para mostrar todo o desespero e solidão do personagem!

O Pintassilgo poderia ser um bom filme mas deixou a desejar

Moda e Figurino


O figurino de Nicole Kidman, como a Sra. Barbour, mostra bem o requinte do lugar em que ela vive, e é neste ambiente que Theo vai transitar em sua vida adulta.

A Sra. Barbour é chique sem ser nova rica, você sente que ela tem raízes e um grande conhecimento de artes e antiguidades.

O Pintassilgo poderia ser um bom filme mas deixou a desejar


O filme poderia ter um ritmo mais acelerado, pois o livro não é um livro lento ou maçante, mas o diretor John Crowley optou por não seguir a linha cronológica dos fatos, e trabalhou com flash dos ocorridos, revelando aos poucos o atentado enquanto vai mostrando a vida de Theo, o que deixou o filme, além de lento, um pouco confuso.
Faltou um foco mais intenso na relação de Theo com Pippa, pois no livro ela é o seu grande amor, e no filme passou quase como se fosse um flerte, perdeu a intensidade.
O filme foca muito no vício em droga de Theo, mas este não é um fato determinante no livro.
Com todos os defeitos que o filme O Pintassilgo tem, ainda assim vale a pena assistir, mas assista sem esperar muito, pois a força do livro de Donna Tartt se perdeu ao ser transportada para a tela.




10 comentários:

  1. Olá Betty
    Tenho muita vontade de ler o livro e assistir o filme (nessa ordem) e fiquei ainda mais instigada depois da sua resenha, especialmente com o livro.
    Quero assistir o filme também, apesar que excesso de flashbacks tornam mesmo a película confusa e pelo que entendi é roteirizado de maneira lenta.
    Masssssss agora sei que não devo ficar com as expectativas nas alturas.
    Ótimo fds pra ti
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luli,
      O livro é perfeito, vc nem sente que é um calhamaço! Donna Tart é perfeccionista e não escreve bet-sellers, escreve obras primas. Tenho certeza que vc vai se apaixonar.
      Beijos

      Excluir
  2. Olá Betty! Nunca gosto de ver um filme depois de ler o livro. Quase sempre tem este sentimento. Vou levar a sugestão. Bom fim de semana amiga ! Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia,
      Alguns livros deram bons filmes, como E O Vento Levou, A Insustentável Leveza do Ser, Código Da Vinci, mas eraram neste. só que mesmo dentro do erro, existem cenas que valem a pena serem vistas.
      Beijos

      Excluir
  3. Olá, querida Betty!
    Mesmo você achando o filme razoável, eu gostei da resenha e da imagens.
    Eu gosto de livros que rendem bons filmes, vivo a história 2 vezes.
    Amo suas dicas de filmes, valeu!

    Beijinhos e ótimo fds ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neste caso o livro é bem superior ao filme, mas ainda assim existem cenas que valem a pena assistir.
      Beijos

      Excluir
  4. Vou tentar assistir. Ainda não li o livro. Pela sinopse, parece que vou gostar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se puder começar pelo livro, é melhor, mas mesmo o filme tem seu lado interessante.
      Beijos

      Excluir
  5. Oi Betty... eu acho que vou ler o livro primeiro, rsrsrs
    Beijosss!!!

    ResponderExcluir

Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido com
POR LORY DESIGN