Um Dia De Chuva Em Nova York uma crítica construtiva com todas as razões para assistir - Gosto Disto!

17 de janeiro de 2020

Um Dia De Chuva Em Nova York uma crítica construtiva com todas as razões para assistir

Um Dia De Chuva Em Nova York filme de Woody Allen

Eu estava doida para assistir Um Dia De Chuva Em Nova York. Gosto de Woody Allen e sou da turma que acha que mesmo um filme menor de Woody Allen ainda é maior e melhor do que um filmão de alguns outros diretores contemporâneos, deixando todos os preconceitos de lado, Woody Allen continua sendo um ótimo diretor e roteirista.
Antes de falar sobre Um Dia De Chuva Em Nova York, acho que devo falar sobre Woody Allen. O filme não foi lançado nos EUA, pois Dylan Farrow e sua mãe Mia Farrow  resolveram requentar um suposto abuso sexual cometido por Woody Allen, usando para isso o #MeToo, um movimento que começou válido, através do qual as mulheres que tinham sido abusadas sexualmente tomaram coragem para apontar seus abusadores, mas que ganhou uma proporção tão grande que acabou se revelando uma caça às bruxas através do qual muita gente aproveitou para lançar seus desafetos na fogueira sem nenhuma prova de abuso sexual.


Mia Farrow foi namorada de Woody Allen por 12 anos, o casal nunca foi casado e nunca viveu sob o mesmo teto. Mia Farrow é uma figura bem controversa e pois ela tem 14 filhos, sendo 10 adotados e 4 biológicos. Três de seus filhos se suicidaram, praticamente, debaixo do teto dela.
A separação de Woody Allen e Mia Farrow foi bastante conturbada e Woody Allen se apaixonou por Soon-Yi, filha adotiva de Mia Farrow e André Previn. Não dá para não estranhar o fato de um padrasto se apaixonar pela enteada, mas a verdade é que Soon-Yi deixa claro que nunca se sentiu filha de seus pais adotivos.
Na época da separação, Mia Farrow acusou Woody Allen de ter abusado sexualmente de sua filha Dylan Farrow, mas foram feitos exames físicos em Dylan e ficou comprovado que o abuso físico não existiu.

Devido a essa nova denúncia de abuso contra Dylan, Woody Allen se encontra num limbo profissional e a Amazon, que financiava seus filmes, rompeu o contrato com ele. Um Dia De Chuva Em Nova York tem recebido algumas críticas bem ferozes, e uma crítica menor acusou o filme de misógino (não é e afirmar tal coisa é puro preconceito), mas esqueça toda controvérsia envolvendo Woody Allen, e assista o filme pelo que ele é, uma comédia romântica com ótimos atores.

Um Dia De Chuva Em Nova York filme de Woody Allen

Resenha


Ashleigh (Elle Fanning), estudante de uma Faculdade menor no interior dos EUA, conseguiu uma entrevista exclusiva com Roland Pollard (Liev Schreiber), um diretor de cinema famoso, e para tanto deve ir à Nova York. Diante desta oportunidade, seu namorado Gatsby (Timothée Chalamet) resolve acompanhá-la, pois Nova York é a cidade de sua família.
Aos pisarem na cidade acontecem uma séries de desencontros, e Ashleigh vai para um lado, enquanto Gatsby vai para o outro, ruindo por terra todos os planos românticos que tinham feito.
Ashleigh fica deslumbrada com Roland Pollard, com o seu roteirista Ted Davidoff (Jude Law) e por fim acaba caindo nas mãos de um ator latino conquistador chamado Francisco Vega (Diego Luna).

Nesses encontros e desencontros, Gatsby encontra com Chan (Selena Gomez), irmã mais nova de uma ex namorada, que não o tem em alta conta. 

Um Dia De Chuva Em Nova York filme de Woody Allen

Porque assistir


A estória de Um Dia De Chuva Em Nova York é leve, gostosa de assistir e se passa em 24 horas, mostrando como as coisas podem mudar na vida num curto período de tempo.
Elle Fanning está ótima no papel de Ashleigh e não fosse pelo seu desempenho fantástico, a sua personagem cairia no descrédito. O banimento de Woody Allen do cenário hollywoodiano vai impedir que Ellen Fanning leve uma Oscar de melhor atriz, mas ela bem que o merecia.
Outro ator de peso da nova geração é Timothée Chalamet, que tem se revelado cada dia melhor, com atuações de peso em Me Chame Pelo Seu Nome e O Rei.

Gatsby é o alter ego de Woody Allen, mas um alter ego mais sutil do que Gil, vivido por Owen Wilson, em Meia Noite em Paris. Só mesmo Woody Allen para fazer com que a gente simpatize com um jogador inveterado e fumante idem.

Um Dia De Chuva Em Nova York filme de Woody Allen

Preste atenção


Na descrição que Ashleigh faz de Gatsby para Francisco Vega. Elle Fanning usa todos os trejeitos e caras e bocas possíveis, sem cair no inverossímil. Uma lição de atuação que só uma grande atriz pode dar.

Uma curiosidade, mas não sei se eu fui a única a notar: Francisco Veja tem algo de Antonio Banderas e uma referência a essa semelhança é que sua namorada é Tiifany Griffin, enquanto a ex esposa famosa de Banderas era Melanie Griffith.

Um Dia De Chuva Em Nova York filme de Woody Allen

Cenário


O cenário é Nova York, mas não a Nova York da Times Square, ou outras luzes noturnas, é uma Nova York de ruas com casas de tijolinhos à vista e parques. É a Nova York do Central Park (não poderia faltar, não é mesmo?), dos Piano’s Bars e do Met (lindíssimo!).

Prepare-se para passear por uma Nova York romântica e intimista, sem a correria do dia a dia ou as luzes alucinantes que os turistas tanto procuram.

Um Dia De Chuva Em Nova York filme de Woody Allen


Um Dia De Chuva Em Nova York lembra muito Para Roma ComAmor, mas sem o humor escrachado. É um filme charmoso, com a trilha sonora primorosa de Woody Allen. Não dá para comparar com Meia Noite Em Paris, A Rosa Purpura do Cairo e outras pérolas do mesmo cineasta, mas é um bom filme e não deve ser descartado.

O filme não está fácil de ser encontrado on line e ainda não está disponível no youtube, mas encontrei uma boa cópia que não sei por quanto tempo estará disponível AQUI. Ele ainda está sendo exibido em alguns cinemas das grandes cidades e se você tiver oportunidade de assistir na telona, não perca, pois Nova York é linda e os cenário são imperdíveis.




3 comentários:

  1. Olá Betty, já assisti, há uns meses no cinema. Gostei, achei leve e ao mesmo tempo com ritmo, ou seja sempre com algo acontecendo. Diga o que disserem de Woody Allen, é de fato quase impossível ficar indiferente a um filme seu. beijos, bom fim de semana.

    PS: sobre o que vc me perguntou sobre o edifício do meu último post, é yuma construção de 1959/60. bjs

    ResponderExcluir
  2. Parece ser muito interessante, obrigado pela resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Oi Betty... eu assisti o trailer ontem e achei uma graça esses atores jovens e talentosos em um filme do grande Woody Allen. Vou conferir!!!
    Beijosss!!!

    ResponderExcluir

Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido com
POR LORY DESIGN