Um banho de vida – um filme sobre superação para se apaixonar

Um banho de vida – um filme sobre superação para se apaixonar

Em tempos de isolamento social e com televisão e redes sociais nos bombardeando com notícias catastróficas, eu comecei a procurar por um filme para me divertir, para rir e agradecer ao universo por estar em casa e não apenas gastar o meu tempo, foi aí que me deparei com Um Banho De Vida, um filme francês que não tem nada de arrastado, pode assistir sem medo.
Um Banho De Vida É Um Filme sobre superação, que mostra como o ser humano pode se reconstruir frente as adversidades, principalmente se começar a trabalhar em equipe e parar de pensar individualmente, mas vai além disto, pois o filme é uma comédia, e uma comédia das boas.

Um Banho De Vida lembra muito um filme inglês de 1998 chamado Tudo Ou Nada, que também é muito bom, mas isto não o torna um filme pior ou melhor, se puder, assista aos dois.



Um banho de vida – um filme sobre superação para se apaixonar

Resenha


Bertrand (Mathieu Amalric) é um homem de meia idade que está desempregado há dois anos, sofre de depressão, é sustentado pela mulher Claire (Marina Fois) e tem dois filhos, sendo que o filho adolescente é o típico “pé no saco” (desculpe mas não tem outra maneira para definir melhor o garoto).
Buscando sair da depressão, ele passa a frequentar a piscina de seu bairro onde é oferecido um curso de nado sincronizado para homens. Aí já começa a comédia, pois nado sincronizado é uma modalidade esportiva tipicamente feminina.
(Fui pesquisar e existem equipes de nado sincronizado masculino pelo mundo).
A instrutora, Delphine (Virginie Efira), é uma ex-campeã de nado sincronizado que fuma durante os treinos e é ex-alcoólatra, ou não tão ex assim.
Na medida que Bertrand vai convivendo com os colegas de piscina, vai descobrindo que não está só com os seus problemas, pois cada um deles está ali por algum motivo (estes são alguns dos personagens principais):

Simon (Jean-Hugues Anglade) – é um ajudante de cozinha separado que mora num trailer e sonha em se tornar um roqueiro conhecido. Nos fins de semana toca em bingos e outros lugares para plateias bem pouco amistosas. Sua filha, Lola (Noée Abita), o vê como um perdedor.
Thierry (Philippe Katerine) – trabalha na piscina e seu trabalho está cada vez mais sendo substituído por um computador. Ele é alvo de chacota pelos alunos da turma de polo aquático.
Laurent (Guillaume Canet) – é rabugento, tem um filho com problema de gagueira e uma mãe com Doença de Alzheimer que nas crises o odeia. Durante o curso de nado sincronizado é abandonado pela mulher e pelo filho que já não aguentam mais o seu mau humor constante.
Marcus (Benoit Poelvoorde) – é dono de uma loja de piscinas e está indo à falência. Não é o primeiro negócio dele que ele leva à ruína.

Um banho de vida – um filme sobre superação para se apaixonar

Um dia, Thierry descobre na internet que vai ter um campeonato mundial de nado sincronizado masculino na Noruega e todos se entusiasmam com a ideia de participar.
Falta tudo para esta equipe de nado sincronizado, pois eles não têm dinheiro para o uniforme, não têm patrocinador, não são jovens, pois a equipe e formada por senhores de meia idade, não têm físico, são gordinhos e barrigudos.

Quando o grupo fixa uma meta, eles começam a mudar, tanto durante o treinamento, quanto na vida pessoal. Eles crescem como seres humanos e Bertrand, que vivia engolindo sapos do cunhado resolve abrir a boca e pôr tudo para fora.

Um banho de vida – um filme sobre superação para se apaixonar

Porque assistir


Um Banho De Vida vai emocionando a medida que se desenrola, pois chegando no campeonato eles percebem que vão enfrentar equipes jovens com corpos esculturais.
Não vou contar o final, mas assista, pois vale a pena, é uma superação atrás da outra, são pessoas evoluindo e se tornando melhores.

Você vai torcer por eles, não apenas como equipe, mas vai torcer por cada um individualmente.

Um banho de vida – um filme sobre superação para se apaixonar

Preste atenção


O elenco é ótimo! Um dos melhores elencos de língua francesa que já foi reunido num filme, então não poderia dar errado, e as duas instrutoras Delphine e Amanda (Leila Bekhti), são muito engraçadas.
Amanda é um general que usa cadeiras de rodas e não dá para sentir peninha dela por causa da deficiência, mas sim dá pena de quem tem que conviver com aquela fera!

As músicas são bem anos 80, tipicamente disco music, e dá vontade de levantar e dançar.

Um banho de vida – um filme sobre superação para se apaixonar


Um Banho De Vida deixa o dia de qualquer um melhor e com certeza vai fazer o seu dia valer a pena.
Chega de catástrofes, não é? Então mãos à obra e bora assistir este filme de primeira com muita pipoca e refri.





Compartilhe

Betty Gaeta

Gosto Disto foi criado por Betty Gaeta, publicitária, advogada e blogueira, de Bauru - SP, para falar de moda, beleza, comportamento, viagens, decoração, filmes e tudo o que se refira ao universo feminino.

3 comentários:

  1. Oi Betty... obrigada pela dica, já está anotado, apesar de que a minha TV está super concorrida neste final de semana, cada filho quer que eu assista uma série com eles, rsrsrs
    Beijosss!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Betty, eu também amei esse filme e até preparei um post...estamos em sintonia... vou esperar um pouquinho prá publicar.
    Adorei sua abordagem no post.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora vou ficar curiosa esperando pela sua resenha...

      Excluir

Blogs que valem uma visita