Sob o sol da toscana filme romântico com o melhor da Itália

Sob o sol da toscana filme romântico com o melhor da Itália

Acredito que a maioria das pessoas já tenha assistido ao filme Sob O Sol Da Toscana, de 2003, dirigido por Audrey Wells, pois é muito famoso, mas mesmo que você já tenha visto, sempre é bom rever.
Eu tinha assistido outros filmes na semana que passou pensando em resenhar aqui, mas vi tantas coisas ruins, ou ao menos questionáveis, que resolvi descartar e assistir Sob O Sol Da Toscana, pois um bom filme nunca envelhece.

Sob O Sol Da Toscana não é o filme da minha vida, mas quase é, pois uma das razões que eu quis voltar à Itália, foi para rever a Toscana pelos olhos de Frances Mayes (Diane Lane), Marcelo (Raoul Bova), Pawel (Pawel Szadja) e tantos outros personagens cativantes do filme. O filme da minha vida, aquele que me representa é Blade Runner (1982), e eu já andei falando sobre ele por aqui, bem no comecinho do blog, mas caberia refazer este post, pois o blog não tinha o mesmo formato que tem hoje.
Eu nunca assisti Blade Runner no cinema e nem Sob O Sol Da Toscana, mas gostaria muito. Quando descobri estes filmes, eles já tinham passado há um bom tempo.
Embora Sob O Sol Da Toscana não seja o filme da minha vida, é um filme que assisto sempre quando estou buscando um pouco de conforto, é o meu filme “colinho de mãe”, aquele filme que envolve, emociona e eu sei que tudo vai acabar bem. Tenho outros filmes “colinho de mãe” além deste, como Harry e Sally, Mensagem Para Você, Pretty Woman, Um Lugar Chamado Notting Hill e alguns outros.

Se você não tem uma lista de filmes “conforto”, crie uma, pois neste tempos de pandemia é sempre bom ter nas mãos algo confortador para assistir e que mude o humor para melhor.

Sob o sol da toscana filme romântico com o melhor da Itália

Resenha


Sob O Sol Da Toscana mostra um período da vida da escritora Frances Mayes em que ela foi abandonada pelo marido, que tinha uma amante, e perdeu praticamente tudo num divórcio difícil.
Deprimida e morando num lugar deprimente, Frances ganhou, de duas amigas gays, uma passagem de primeira classe para um excursão gay pela Itália. Frances não era gay, então a turma da excursão foi uma espécie de alívio, pois ela não estava pronta para se envolver com ninguém.
Durante o passeio, na cidade de Cortona, na Toscana, ela vê um anúncio de uma casa à venda e ela resolve comprar.
O imóvel está em péssimo estado e precisa de uma reforma.
Frances se vê sozinha numa terra estranha, sem amigos, em uma casa detonada, e se desespera. Ela confessa para o corretor Martini (Vincent Riotta), que lhe vendeu o imóvel, que tudo o que ela queria na vida era ter alguém para quem cozinhar, ter um casamento naquela casa e uma família.

A vida vai dar a Frances tudo o que ela sonhou, mas não vai dar da maneira que ela sonhou.

Sob o sol da toscana filme romântico com o melhor da Itália

Porque assistir


Em primeiro lugar o filme se passa na Toscana e é impossível não se apaixonar pela Toscana. Ainda que fosse uma porcaria de filme, coisa que não é, só para ver a Toscana o filme valeria à pena.
Sob O Sol Da Toscana é baseado no livro autobiográfico, de mesmo nome, escrito por Frances, a personagem principal. Bramasole, a casa que Frances comprou, reformou e morou, realizando os seus sonhos, existe mesmo e virou ponto turístico em Cortona. Durante um bom tempo Frances morou em Bramasole, mas hoje já não mora mais.
Você não pode entrar para visitar, mas pode se hospedar em Bramasole, cujo nome verdadeiro é Villa Laura.

O filme nos ensina várias lições de vida e mostra que sempre existe uma saída, mesmo nas piores fases. 

Sob o sol da toscana filme romântico com o melhor da Itália

Preste atenção


Sob O Sol Da Toscana tem personagens secundários muitos interessantes:
. Katerine (Lindsay  Duncan) – uma americana maluquete que mora em Cortona e vive citando Frederico Felline, chamando o mestre de Fefe, como se fosse intima.
. O corretor Martini – quem parece ser o homem ideal para Frances.
. A equipe de trabalhadores poloneses que ajudam Frances na reforma da casa – eles fazem com que Frances comece a aprender polonês na Itália.
. O senhor idoso que coloca flores na santinha da parede – ele é cheio de mistério.
. Marcelo – o namorado italiano de Frances, um homem lindo, que poderia ter sido o seu grande amor.

Além dos personagens, o filme trabalha com algumas metáforas, sendo que a que chama mais atenção é a torneira perdida no meio de um cômodo em Bramasole e que não funciona. A medida que a vida de Frances vai evoluindo e ela vai se soltando das amarras, a torneira começa a pingar, até que chega o momento em que a água surge e caí vigorosa pelo chão, demonstrando que a vida de Frances finalmente pode fluir.

Sob o sol da toscana filme romântico com o melhor da Itália

Cenários e Figurino


Os cenários da Toscana são maravilhosos e dá vontade de fazer o que a Frances fez, ou seja, largar tudo e ir morar lá.
Você vai passear, não apenas pela Toscana, mas também vai para Roma e vai chegar até Positano, viajando de carro conversível por estradas em penhascos a beira mar.
O figurino de francês não envelheceu, por ser muito simples, e ela usa um vestido branco que se tornou icônico, daqueles vestidos de filme que se tornam inesquecíveis.

Não bastasse o vestido branco, o vestido furta-cor, tendente ao laranja, que Frances usa numa festa de casamento, é deslumbrante.

Sob o sol da toscana filme romântico com o melhor da Itália


Depois de tudo o que eu falei você não vai deixar de assistir Sob O Sol Da Toscana, não é mesmo? Eu sou boba e choro por tudo, principalmente porque acredito em grandes amores, em paixões eternas e quando vejo algo assim se concretizar, eu choro mesmo!
Prepare um queijinho temperado, encha uma taça de vinho tinto e esqueça os problemas do mundo assistindo a jornada de Frances na Itália.

Eu encontrei o filme no Youtube em uma cópia paga por R$ 3,90 (baratinho, baratinho), e a cópia está ótima, vale a pena gastar o deu dinheirinho.




Compartilhe

Betty Gaeta

Gosto Disto foi criado por Betty Gaeta, publicitária, advogada e blogueira, de Bauru - SP, para falar de moda, beleza, comportamento, viagens, decoração, filmes e tudo o que se refira ao universo feminino.

5 comentários:

  1. Filme maravilhoso esse. Fotografia lindíssimo!Adorei e vale rever! beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Jane Quintela de Carvalho24 de julho de 2020 09:08

    Oi Betty... eu e meu marido assistimos juntos esse filme e é ainda hoje um dos nossos preferidos, toda vez que passa na TV nós assistimos, que delícia de lugar e de história. Meu filme conforto é "Cartas para Julieta", também assisto todas as vezes que vejo na TV, pode estar no finalzinho, eu sento e assisto, rsrsrs
    Ai que vontade de viajar pela Itália... vamos sonhar!!!
    Beijossss!!!

    ResponderExcluir
  3. OI Betty, esse filme é lindo. Eu adoro as suas resenhas e o item Preste a Atenção me dá vontade de ver ou rever (como neste caso) só para atentar aos detalhes que você cita.
    Também sou do tipo que chora por tudo. Já fiquei com vontade de preparar o queijinho, o vinho e curtir o filme.
    beijos
    Chris


    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir
  4. Oi Beth, assisti há muitos anos e li o livro também.
    É lindo o enredo, dá vontade de viver o que ela viveu.
    blogjoturquezzamundial
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Como gostei de tudo o que vi. Muitos parab+ens e felicidades

    ResponderExcluir

Blogs que valem uma visita