Um Lugar Chamado Notting Hill filme para ficar em casa

Um Lugar Chamado Notting Hill filme

Todo mundo conhece o filme Um Lugar Chamado Notting Hill de 1999, do diretor Roger Michell, ou deveria conhecer, pois é uma comédia romântica maravilhosa, mas atualmente o que este filme tem de melhor é que ele nos incentiva a ficar em casa (em tempos de pandemia isso é ótimo), pois suas melhores cenas se passam dentro da casa de William Thacker (Hugh Grant). Qual mulher não gostaria de estar em casa com Will, mesmo que tivesse que aguentar o seu inquilino maluco, Spike (Rhys Ifans)?


Um Lugar Chamado Notting Hill filme

Resenha


William Thacker (Will) é dono de uma livraria especializada em livros de viagem, no bairro de Notting Hill, em Londres, e seus negócios não vão bem. Ele é o tipo do bonitão tímido, fracassado, divorciado, mas boa gente e cercado de amigos do bem.
Um dia, Anna Scott (Julia Roberts), uma atriz americana famosa que está em Londres para divulgar seu novo filme, entra na loja de Will e a partir deste primeiro encontro começam a rolar uma série de encontros e desencontros entre os dois, mas que todo mundo sabe, desde a primeira cena, que tudo vai terminar bem e que eles vão ficar juntos.
Um Lugar Chamado Notting Hill é previsível, mas tem um roteiro bem redondinho.
Mesmo diante da previsibilidade, em momento algum o filme Um Lugar Chamado Notting Hill caí na monotonia, pois a química entre o casal principal é intensa e os personagens secundários jogam um bolão, dando um up no filme ao menor sinal de que pode cair na mesmice.
Eu não assisti A Princesa E O Plebeu, de 1953, com a Audrey Hepburn e Gregory Peck, mas várias resenhas fazem comparações entre os dois filmes devido as semelhanças entre eles.
Segundo o roteirista Richard Curtis, o filme nasceu devido a uma ideia que passou pela sua cabeça em uma noite qualquer: “O que aconteceria se alguém levasse uma pessoa famosa em uma festa de pessoas comuns?”. Ele pensou na Madonna.

Muita gente vê em Anna Scott o alter ego de Julia Roberts, mas Richard Curtis disse que não pensou nela quando estava escrevendo o roteiro, e que Anna Scott seria um misto de Audrey Hepburn e Grace Kelly.

Um Lugar Chamado Notting Hill filme

Porque assistir


Todo mundo gosta de acreditar em contos de fadas, onde pessoas comuns se casam com deuses ou deusas, e Um Lugar Chamado Notting Hill é exatamente isto, pois Anna Scott seria totalmente inacessível a Will, não fosse aquele acaso do destino (e eu acredito em acasos mágicos) que coloca certas pessoas na vida da gente para mudá-la para melhor ou para pior.

Em tempos de quarentena e de isolamento social, você vai ter vontade de estar sentada na sala de Will, de estar na varanda com ele tomando um chá ou mesmo se aconchegando a ele na cama. O filme mostra que não é preciso muito para ser feliz.

Um Lugar Chamado Notting Hill filme

Preste atenção


Um Lugar Chamado Notting Hill tem uma das melhores cenas de passagem do tempo, mostrando Will caminhando por Notting Hill enquanto as estações do ano vão mudando. É uma cena para assistir, dar um stop, voltar e assistir novamente, e novamente.

Um dado interessante, quando Anna vai até a livraria de Will, numa das cenas finais, para se declarar para ele, ela está usando uma roupa no mínimo esquisita, pois ela está com um twin set, uma saia reta e chinelos havaianas. Esta roupa foge totalmente do figurino de Anna Scott no filme. Julia Roberts não tinha gostado da roupa que seria usada na cena e o diretor queria que ela parecesse uma pessoa normal, o mais normal possível, então ela acabou usando a roupa com a qual ela tinha ido para o estúdio. Aquelas roupas são da própria Julia Roberts.

Um Lugar Chamado Notting Hill filme

Cenários e Figurinos


A maioria dos cenários de Um Lugar Chamado Notting Hill são internos, com alguns flashes de Londres e um pouco mais de foco no bairro Notting Hill, mas ainda assim vale pela viagem por Londres.
A casa de porta azul onde Will mora, era a casa do diretor do filme, e hoje é um ponto turístico em Notting Hill. A porta azul original foi tirada e vendida como peça de filme, sendo que um outro dono da casa, pintou a nova porta de outra cor para evitar muito alvoroço. Mas a casa foi vendida novamente e o atual dono repintou a porta de azul, então é fácil identificar onde Um Lugar Chamado Notting Hill foi filmado.
Os figurinos de Anna Scott são simples e atemporais, sendo que todos poderiam ser usados ainda hoje.

O destaque fica por conta do vestido de noite preto que Anna usa no final do filme.

Um Lugar Chamado Notting Hill filme

Trilha sonora



A trilha sonora de Um Lugar Chamado Notting Hill já valeria o filme, pois as músicas são ótimas, incluindo How Can You Mend A Broken Heart, dos Bee Gees e She, numa interpretação de Elvis Costelo, que você poderá ouvir no final do post no trailer do filme.

Um Lugar Chamado Notting Hill filme


O filme é lindo e tem frases fantásticas, sendo que a melhor delas fica por conta da declaração de amor de Anna para Will:
“Não esqueça que eu sou apenas uma garota, parada na frente de um rapaz pedindo a ele que a ame!”
Existem várias cópias do filme on line e todas pagas. A única cópia gratuita está bichada em dois pontos, portanto é melhor não arriscar.


Compartilhe

Betty Gaeta

Gosto Disto foi criado por Betty Gaeta, publicitária, advogada e blogueira, de Bauru - SP, para falar de moda, beleza, comportamento, viagens, decoração, filmes e tudo o que se refira ao universo feminino.

9 comentários:

  1. Olá, querida Betty!
    Esse filme é bom, assisti várias vezes!
    Bela dica!

    Beijinhos no seu ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andrea,
      É um dos meus filmes favoritos e tem uma trilha sonora maravilhosa.
      Beijos

      Excluir
  2. Sou apaixonada por esse filme, inclusive tenho o DVD em casa e já vi várias vezes.
    Acrescento mais uma curiosidade: o cantor Elvis Costello mandou várias rosas vermelhas na casa da Julia Roberts na época do lançamento do filme.
    Big Beijos,
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
  3. Amo esse filme e esse bairro de Londres! Que saudades da Inglaterra...
    Vai demorar pra gente despachar as malinhas no aeroporto de novo...
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só fui para Londres uma vez e não conheci Notting Hill. Agora além da pandemia, nosso dinheiro está muito desvalorizado para encarar libra esterlina.
      Beijos

      Excluir
  4. Jane Quintela de Carvalho9 de agosto de 2020 19:23

    Oi Betty... eu já assisti este filme umas mil vezes, amooooo!!!
    A cena do Hugh caminhando e as estações passando é linda demais, uma das minhas preferidas.
    Agora quero assistir de novo, rsrsrs
    Beijosss!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo aquela cena, acho que é a melhor cena de passagem do tempo já feita.
      Beijos

      Excluir
  5. Adooooro e já vi milhões de vezes rssss (sou muito fã da Julia Roberts)

    ResponderExcluir

Blogs que valem uma visita