Os 7 de Chicago | Crítica do filme da Netflix

Os 7 de Chicago | Crítica do filme da Netflix

 Embora o filme Os 7 de Chicago, do diretor Aaron Sorkin, disponível na Netflix não tenha exatamente o formato do blog, pois não é um filme feminino e nem feministas, sequer tem um papel relevante para uma mulher no enredo, resolvi abrir uma exceção porque o filme é muito bom e provavelmente seja um filme para mais de um Oscar devido as ótimas atuações e sua importância histórica, pois o filme se baseia em fatos reais.

Os 7 de Chicago | Crítica do filme da Netflix

Resenha

 

Em agosto de 1968, milhares manifestantes, liderados por ativistas de diversas áreas, se reuniram em Chicago, onde aconteceria a convenção do Partido Democrata, a fim de chamar a atenção da impressa pelos desmandos da guerra do Vietnã e pedirem pelo seu fim.

A manifestação saiu do controle e a Guarda Nacional dos EUA foi chamada para conter os manifestantes, resultando em muitas pessoas feridas.

Oito manifestantes foram detidos:

1. Abbie Hoffman – Sacha Baron Cohen (Borat)

2. Jerry Rubin – Jeremy Strong (O Juiz)

3. David Dellinger – John Carroll Lynch (Fome de Poder, Zodíaco)

4. Tom Hayden – Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo, A Garota Dinamarquesa)

5. Rennie Davis – Alex Sharp

6. John Froines – Danny Flaherty

7. Lee Weiner – Nohan Robbins

8. Bobby Seale – Yahya Abdul Mateen

Durante o processo, Bobby Seale, que era líder dos Panteras Negras, ficou sem advogado e tentou fazer sua própria defesa, vez que ele se recusava a aceitar os advogados dos outros sete acusados, que eram todos brancos. O juiz Julius Hoffman (Frank Langella) cometeu uma série de desmandos durante o julgamento e acabou por mandar que os policiais contivessem Bobby Seale, o amarrando na cadeira e o amordaçando. Depois deste absurdo, ele acabou liberando Bobby Seale, pois ele não participou das manifestações contra a guerra do Vietnã e estava em Chicago por outro motivo.

Os réus, em especial Abbie Hoffman (que não era parente do juiz) e Jerry Rubin, fizeram tudo o que podiam e não podiam para irritar o juiz e o filme foca principalmente no julgamento.

Os 7 de Chicago | Crítica do filme da Netflix

Porque assistir

 

Os 7 de Chicago trata de fatos reais, mas não chega a ser um filme biográfico, pois toma certas liberdades que não vou falar aqui para não estragar o desfecho.

Hoje o exército dos EUA é praticamente formado de mercenários e isso mudou devido à guerra do Vietnã. Na época da guerra do Vietnã, o exército americano era formado por rapazes americanos que serviam à pátria obrigatoriamente, como é ainda hoje no Brasil, e estes rapazes foram convocados para uma guerra num país estrangeiro, o Vietnã, que estava sendo tutelado pelos EUA para não se tornar um país comunista. A guerra do Vietnã durou quase vinte anos e matou muita gente, sendo que o EUA acabou sendo derrotado e desocupando o Vietnã em 1975.

O mundo todo estava de olho na guerra do Vietnã e o julgamento dos 7 de Chicago chamou a atenção da imprensa mundial.

Os 7 de Chicago | Crítica do filme da Netflix

Preste atenção

 

Sacha Baron Cohen está fantástico com Abbie Hoffman e pode ser indicado ao Oscar pela sua atuação, mas outros atores se saem muito bem, como Franks Langella como Juiz Hoffman, que dá vontade até de esfregar a cara dele no asfalto diante de certas atitudes que ele toma e, o sempre impecável em suas atuações, Eddie Redmayne como Tom Hayden.

Os 7 de Chicago | Crítica do filme da Netflix

Dicas


Os 7 de Chicago tem dois probleminhas, contornáveis, mas ainda assim problemas:

1. O roteiro é meio confuso e nos primeiros momentos demorei um pouco para me situar na linha de tempo dos acontecimentos.

2. Nem tudo o que é narrado no filme é verdade. Depois de assistir ao filme, sugiro que leia esse post aqui para entender melhor. 


Fotos dos verdadeiros participantes 


Os verdadeiros participantes de Os 7 de Chicago

Os verdadeiros participantes de Os 7 de Chicago


Compartilhe

Betty Gaeta

Gosto Disto foi criado por Betty Gaeta, publicitária, advogada e blogueira, de Bauru - SP, para falar de moda, beleza, comportamento, viagens, decoração, filmes e tudo o que se refira ao universo feminino.

8 comentários:

  1. Gosto muito de filmes com fundo baseado em fatos, e ainda não sabia da existência dessa obra. Quando possível vou assistir, principalmente por que envolve história.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leslie,
      Vale a pena ver, principalmente pelas atuações.
      Bom feriadão.
      Beijos

      Excluir
  2. Jane Quintela de Carvalho30 de outubro de 2020 15:59

    Oi Betty... ainda não assisti, mas já li algo sobre o filme e os fatos que realmente aconteceram,
    está na minha lista, mas não estou ansiosa para assistir, confesso!
    Beijosss!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jane,
      Pode assitir sem medo, mas depois de assistir dê uma olhadinha no site que linkei sobre o que é real ou não no filme.
      Beijos

      Excluir
  3. Parece bem interessante esse filme, mas não tenho assinatura da Netflix.
    Big Beijos,
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lulu,
      Acredito que logo esta filme vai estr disponível em outras plataformas, pois vale a pena ver.
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Betty, gosto muito de filmes baseados em fatos reais. Aliás, tenho assistido a vários. Gostei da dica e vou assistir.
    Falando do filme "O Anjo", eu li que o verdadeiro Carlos não gostou de tê-lo mostrado com tendências homossexuais e inclusive mandou uma carta para o diretor do filme.
    beijos
    Chris


    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir
  5. Olá Betty. Adoro as suas sugestões de filmes. Apesar de ter um cinema em casa,vejo pouquíssimos filmes. Os livros consomem o meu tempo livre. Mas,quando tu posta eu fico louca para ver. Grata por partilhares amiga. Bom Domingo! Beijinhos

    ResponderExcluir

Blogs que valem uma visita