O Carnaval que não aconteceu

No ano passado, no início de março, depois de um almoço do setor feminino da Sociedade Italiana Dante Alighieri, nós juntamos um grupo de amigas e fomos em uma cafeteria. O carnaval tinha acontecido na semana anterior e o assunto não poderia ser outro. Foi aí que ficamos sabendo que cinco das mulheres do grupo tinham feito um bloquinho e participado do carnaval na Sociedade Hípica, um clube que já teve os seus dias de glória em Bauru, mas que ainda conserva um baile de pré-carnaval que é famoso na cidade e bastante comentado nas colunas sociais. Você deve se lembrar que até o ano passado existiam colunas sociais e colunistas sociais, coisa que praticamente acabou com a pandemia, pois agora não vamos a lugar nenhum e não existem eventos sociais para noticiar, mas estamos falando de outros tempos, de coisas que aconteciam no início de 2020 e antes disso.

Elas mostraram as fotos em seus celulares e confessavam que o melhor tinha sido antes da festa de carnaval, com o planejamento, reuniões, comes e bebes, e na noite do carnaval, se juntaram me se arrumarem, se maquiarem e rirem muito, o que resultou em ótimas fotos.

Eu que não sou lá de carnaval, ou ao menos não sou agora, pois nos meus tempos de adolescente e jovem adulta, antes do nascimento de minha filha, não podia ver alguém falando em bloquinho de carnaval, que lá ia eu, e participava de bloquinho chique, bem como de bloquinho do sujo, para mim o importante era estar no bloco, vi que estava batendo uma saudade dos bons tempos dos bloquinhos. Ali na mesa da cafeteria combinamos nos juntar este ano para fazer um bloquinho ou um blocão e teríamos um carnaval digno de adolescentes!

2021 deveria ser o ano do nosso carnaval, do nosso bloco, mas este foi um carnaval que não aconteceu.

Estamos em plena fase vermelha da pandemia, as lojas estão atendendo os clientes na porta, sem deixar entrar, bares e restaurantes estão fechados e nem na televisão vai ter carnaval. Meus carnavais eram mais televisivos do que qualquer outra coisa, pois sempre dava uma olhada nas escolas de samba, qual era o enredo de cada uma delas, quais famosos estavam desfilando por qual escola e quais jornalistas estavam cobrindo o carnaval de rua do Rio de Janeiro e de São Paulo. Também dava uma olhadinha nos trios elétricos da Bahia.

Até 2020 s vitrines das lojas eram enfeitadas para o carnaval, e se viam expostas roupas com paetês, shortinhos, máscaras de Rei Momo imensas pregadas nos vidros das vitrines, serpentinas caindo entre os manequins, mas este anos não tem nadica de nada nas vitrines, até os comerciantes desistiram de vender algo referente ao carnaval.

Este é o carnaval que não aconteceu, o nosso carnaval que não houve, o bloco que vemos são os dos carros enfileirados para vacinar os idosos em drive thru.

Eu pretendia deixar passar em branco o carnaval e não falar nada no blog, não porque eu esteja triste por não ter carnaval, mas sim porque estou murcha (foi a melhor palavra que encontrei para definir o meu ânimo carnavalesco). É carnaval, e eu espero ler este post em 2022 e respirar aliviada por tudo ter passado, e espero fazer isto com cílios postiços enormes e um vestido de paetês.

Como você está se sentindo neste carnaval?

 

A foto que ilustra o post é do Canva e diz muito sobre o meu momento.

 

Compartilhe

Betty Gaeta

Gosto Disto foi criado por Betty Gaeta, publicitária, advogada e blogueira, de Bauru - SP, para falar de moda, beleza, comportamento, viagens, decoração, filmes e tudo o que se refira ao universo feminino.

12 comentários:

  1. Betty , não sou de Carnavais. Não tenho paciência. Mas houve um ano em fomos ao Sambodromo, no Rio de Janeiro, para assistir ao desfile que durou até ser dia. Foi uma overdose. Nunca mais me apanham.
    Aqui, em confinamento, não se dá conta da data. Mas, como vê, sou uma negação para a folia.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca fui ao sambódromo, mas ainda quero ir. Acredito que é uma coisa obrigatória. Aqui onde moro fica bem longe do carnaval rico e luxuoso do Rio de Janeiro.
      Beijos

      Excluir
  2. Eu que nem gosto queria um carnaval este ano! Sigo trabalhando à espera de boas novas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também. Mesmo não sndo muito de carnaval, dava uma olhadinha nos desfiles das escolas de samba, agora nem isso.
      Beijos

      Excluir
  3. Olá, querida Betty!
    Sou do tempo de curtir carnavais em clubes, nunca fui ao carnaval de rua. Tenho saudade de vestir meus shortinhos e pular a noite inteira com muito beijo na boca do meu marido.
    Que venham bons tempos novamente!

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também ia em carnavais em clubes, mas agora só tem um clube que faz só uma noite de baile de carnaval, e era neste clube que eu queria ir. Planos abortados para este ano. Vão ficar para o próximo.
      Beijos

      Excluir
  4. Olá Betty,apesar de amar o carnaval,cá na Europa não é nada parecido. Cá na Bélgica as férias de Carnaval é para esquiar. 15 anos de Europa,já não sofro. Coragem ai amiga. Tudo passa .Ano que vem tu festeja em dobro! Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria de festejar de qualquer maneira que fosse, mesmo que fosse esquiando, mas este ano estamos na pior fase da pandemia no carnaval!
      Beijos

      Excluir
  5. Esse foi um ano muito estranho mesmo. Em 31 anos de vida não vi nada parecido.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está em Hiatus de verão entre 05 de fevereiro e 08 de março, mas não deixaremos de comentar nos blogs amigos. Também tem posts novos no blog.

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Emerson,
      Jamais imaginei viver algo assim na vida! que esta pandemia vá logo embora, pois já estou cheia dela.
      Beijos

      Excluir
  6. Jane Quintela de Carvalho16 de fevereiro de 2021 18:47

    Oi Betty... o Carnaval por aqui foi o que postei no Blog, fazendo comidinhas, cuidando da beleza e assistindo séries, rsrsrs Mas bateu uma tristeza quando vi fotos antigas no Face, de reuniões que a gente fazia na casa dos amigos. Pulei um pouquinho no balé, fantasiada, no nosso bloquinho, e foi só. Isso tudo vai passar e vamos pular com muita alegria em 2022.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi vc de Branca de Neve, com uma cinturinha de fazer inveja! Deve ser efeito do balé! rsrsrs
      Beijos

      Excluir

Blogs que valem uma visita